História I Think I Love You - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Suga
Tags Agust D, Min Suga, Min Yoongi, Suga, Takeachance, Yoongi
Exibições 17
Palavras 237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


tem uma parte que ficou repetida, mas fiz de proposito viu gente.
eu acho as cerejeiras tao lindas, que achei que ficaria fofo colocar isso no meio dos dois

Capítulo 2 - Cerejeiras


Abril de 2010. Foi quando conheci você Yoongi. Bem quando as cerejeiras estavam caindo. Foi o dia mais feliz da minha vida. Pelo menos foi o que pensei naquela época.

Nem ao menos me lembro o motivo de minha tristeza, mas ali estava eu, sentadinha em meu canto ouvindo música ainda mais triste. Quase chorando, olhando para o céu azul claro, quase sem nuvens, e com as pétalas das flores voando. Você me apareceu, ofereceu um sorvete e se sentou ao meu lado.

Você estava saindo da escola, e comprou dois sorvetes, pois queria dois para seu próprio consumo. Quando me viu ali, com aquela imagem triste, veio e me estendeu a mão. Ofereceu seu sorvete de chocolate, e ficou ao meu lado o resto do dia. Pois eu não saí dali nem por um decreto. Já não ouvia música mais, por ter esperado que você falasse comigo. Entretanto, nenhuma palavra saiu de sua boca. Na verdade, você saía do meu lado só para ir comprar uma coisa para comer junto de mim. E ficávamos quietos, como se nos conhecêssemos à anos luz. Então, não precisávamos trocar palavras, apenas estar ao lado era o suficiente.

Quando sua mãe ligou pedindo que voltasse para casa, você foi e acenou para mim. E eu sorri, com tanta naturalidade. Senti meu peito queimar de felicidade. Senti coisas boas que fazia tempo que não sentia. Senti... Que seria eternamente grata a você, meu amor. 


Notas Finais


claramente cheio de erros, me perdoem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...