História I think I'm in love again... - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Grillby, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne
Tags Cross!sans, Crossmare, Lovexagain, Nightcross, Nightmare!sans
Visualizações 151
Palavras 786
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 23 - A historia. Part - 1


Fanfic / Fanfiction I think I'm in love again... - Capítulo 23 - A historia. Part - 1

O híbrido continuava atordoado com o ocorrido. Segurava o pingente firme, e sério, ainda não acreditava no que havia ocorrido, aquilo não tinha sido um sonho.

Parecia tão real, quanto a própria realidade, ainda dava pra ouvir o barulho dos ossos de Nightmare se quebrando com brutalidade, tentar imaginar a dor que o mesmo sentia era impossível sequer chegar perto.

O de capuz sentiu um arrepio percorrer o corpo. O sol estava se pondo e logo seria noite. C., estava a pensar se aquilo realmente era uma boa ideia, quer dizer, ele queria saber sobre o passado de Nightmare, não queria? Então, essa era a hora.

Guardou o pingente e se levantou, indo em direção a porta e a abrindo com cuidado, estava com um pouco de receio, mas era agora ou nunca. Foi para o corredor, andando de um lado para o outro, verificando se não havia muito movimento pelo local.

Aguardou até que escureceu de vez, e algumas luzes (velas. -qqq) foram acesas iluminando o local dourado, que agora aparentava ser sombrio.

Seguiu as normas dadas por Nightmare, andando com cautela já no corredor, indo até o final, que obtinha uma porta escura com uma meia Lua desenhada, parecia ser deveras antiga, os detalhes da porta eram diferentes das demais, já que esta era um tom escuro e com enfeites em prata, enquanto as outras eram claras e com detalhes dourados.

C., sentiu um frio na barriga engolindo o seco que estava sua garganta. Pegou o pingente o retirando e o levando até a fechadura da mesma, girando com cuidado a chave, colocando a outra mão sobre a maçaneta, a girando devagar e por fim a empurrando.

Se deu a visão de um quarto escuro, com tons variados de roxo e preto, todos os móveis escuros, com cadernos encima, todos empoeirados e parecendo serem muito antigos.

Ele entrou no ambiente com cuidado, a luz da noite iluminava o local, dando um certo charme ao mesmo. Cross olhou a volta e viu um corredor com uma escadaria subterrânea que parecia levar a outro local. 

O híbrido se aproximou de um dos móveis com alguns papéis encima, pegou um pegeno caderno rabiscado, e começou a folhear algumas páginas, e começou a ler...

"Olá diário, sou eu outra vez, como vai? Eu vou bem. Hoje o dia foi incrível para mim e Dream...

Saímos para ver como estava a árvore, quer dizer, a 'nossa' árvore digamos assim. Mamãe disse que temos que cuidar dela com a nossas vidas, pois quando ficarmos mais velhos ela será de mentira responsabilidade nossa. Puxa, eu estou tão animado com isso!"

Folheou mais páginas.

"Olá diário, sou eu outra vez, como você esta? Eu estou um pouco desanimado. Bom, hoje alguns monstros me falaram que o meu nome não tem um bom significado... E que Dream não deveria ficar perto de mim.

Acho que isso tem haver com eu ser guardião dos sentimentos negativos. Isso me chateia.. Porque eles acham que eu sou mal? Eu não sou.

Eu acho que deveria contar isso para Dream mas... Não tenho essa coragem, talvez eles esqueçam. E eu tenho que me manter Determinado!"

O híbrido soltou um breve sorriso, pelo fim da frase, e voltou a folhear mais páginas aleatoriamente.

"Olá diário... Sou eu outra vez... Como você esta? Eu estou triste. Hoje, alguns monstros levaram Dream para longe de mim, enquanto outros me batiam. Eu acabei perdendo um pouco de HP.

Heh... Dream me ajudou mas... Depois um monstro passou por nós e disse que Dream era puro demais para andar com alguém como eu. Ele rebateu e disse que não ia se afastar de mim... Mas... Isso não adiantou muito, porque todos me odeiam? O que eu fiz pra eles? Não tenho culpa de ser quem eu sou."


O híbrido folheou mais algumas páginas. Agora os rabiscos estavam mais fortes e agressivos.


"PORQUE ELES ME ODEIAM? PORQUE FAZEM ISSO COMIGO? O QUE EU FIZ PRA ELES? PORQUE DREAM NÃO FAZ NADA? ELE NÃO VE O QUE ACONTECE? ELE TAMBEM NÃO SE IMPORTA! QUAL O PROBLEMA DELES?

PORQUE COMIGO? PORQUE EU? EU NÃO TENHO CULPA DE NADA! 

A CULPA É DELES E DESSE EXCENTRISMO ESTUPIDO!

É PEDIR MUITO QUE ELES ME ACEITEM TAMBEM? É PEDIR MUITO QUE ENTENDAM QUE NÃO SOU ASSIM PORQUE QUERO? 

SOU EGOÍSTA POR QUERER QUE ME TRATEM COMO TRATAM ELE? 

É RUIM DA MINHA PARTE PEDIR PARA QUE PAREM COM ESSAS ODIOTICES?

FODA-SE!

EU NÃO ME IMPORTO MAIS!

CHEGA DE SOFRER A CUSTO DOS OUTROS!

CHEGA DE ASSUMIR UMA CULPA QUE NÃO É MINHA! 

AQUELE NIGHTMARE ESTUPIDO DE ANTES, NÃO ESTA MAIS AQUI!

NÃO MAIS!


Não ... Mais..."


O restante das páginas estavam violentamente rasgadas, ou rabiscadas, impossibilitando a leitura. Crossouviu um barulho vindo de trás, a porta com a escadaria, havia se aberto convidativa, e o mesmo obedeceu, indo até a mesma e descendo as escadas.




Notas Finais


Esse capítulo já tava pronto. ;u;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...