História I told you that I wasn't perfect - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Dinahjane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Normani, Norminah
Exibições 127
Palavras 1.615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii gente, espero que gostem! E como sempre, sorry pelos erros ortográfico <3

Capítulo 7 - Cap 7. Escolhas


Fanfic / Fanfiction I told you that I wasn't perfect - Capítulo 7 - Cap 7. Escolhas

POV Normani

Assim que vi a cena de Camila se esfregando na garota eu olhei ao redor procurando por Lauren. O que aconteceu, eu deixei as duas juntas. Quando a encontro vejo que está indo embora. Rapidamente chego a até ela.

- Ei, Lauren – chamo-a – já vai?

- Oi Mani – ela me olha – não vou embora, mas preciso sair daqui – ela olha para Camila – não suporto ver uma cena dessas – ela diz e entendo. Ela própria ficava nessa situação.

- Ok. Qualquer coisa me liga, ta?

- É claro – diz isso e some subindo uma escada e creio que vai até o terraço do apartamento.

Lauren está a um bom tempo sem ter uma recaída com o álcool. E até onde eu seu ela não sente falta disso. Hoje em dia ela bebe super de boa e não se descontrola. Mas ver pessoas na situação em que ela já esteve à deixa mal, isso ainda mexe com ela. Sinto alguém me tocar, é Dinah. Viro-me para ela e já solto a bomba

- Olha, eu não sei o que sua amiga quer, mas isso – aponto para Camila – não vai conquistar Lauren, e não importa se minha Laur já estiver na da sua amiga, se ela não se ajeitar, não a deixo chegar perto da minha garota.

- Eu sei – Dinah olha para Camila – acredite ou não, mas ela nunca fez isso, nunca. Não sei o que deu nela – ela suspira – Lauren já foi embora?

- Não, foi esfriar a cabeça – olho-a – ela já teve seu momento de cair na farra assim como Camila está fazendo, acredite, ela ficava pior que Camila – suspiro – mas ela buscou ajuda e sua amiga deve fazer o mesmo, se ela realmente quer se envolver com Lauren é claro. E principalmente, se não quiser morrer tão cedo.

- Eu já tentei de tudo Mani – ela me diz – os pais delas não sabem mais o que fazer – ela me olha – Mas sabe, foi a primeira vez em muito tempo que a vi chegar em uma garota sem estar caindo pelos cantos – ela me conta – tudo bem que quando fomos na cozinha ela bebeu uma doze grande de não sei o que, mas geralmente ela bebe muito antes de chegar em uma garota. E com a Lauren ela ficou quase uma hora sem beber, pouco eu sei, mas já é algo para nós que acompanhamos a caída dela de perto.

- Eu entendo, qualquer coisa por pouco que seja, já é uma esperança – eu lhe digo

POV Lauren

Quando chego ao fim da escada e abro a porta fico surpresa, é um terraço mesmo! E o céu continua lindo. Por que eu não fui para o parque mesmo? Ah sim, Camila. Eu achei que seria legal. Até tava, mas Keana estragou tudo. Solto um suspiro pesado. Cedo demais para ter expectativas Lauren, repreendo-me.

Depois de algum tempo ouço meu celular tocar, quando olho para a tela vejo que é Normani

- Gasparzinho? – ela me chama pelo apelido – vamos embora?

- Mas já quer ir? – olho a hora em meu relógio de pulso,  2 horas da manhã.

- A festa não tem graça sem você fazendo gracinhas – ela se refere a quando eu ficava bêbada e era a “melhor” pessoa da festa para se ter do lado.

- Há há há – solto uma rosada irônica – já estou descendo – e desligo.

Quando a encontro na porta ela me encara e sei que vem bomba por ai

- Manda – digo logo

- Dinah e Camila precisão de uma carona – devo ter feito a pior cara do mundo por que ela completa – é perto, Dinah me garantiu que se ela vomitar em seu carro vai colocá-la para limpar tudo.

- Só vou fazer isso por que sou boa de mais e não as quero por ai pegando carona com qualquer um – digo super séria e saiu. Mas sei que Mani sorriu e foi chamar Dinah. Depois de um tempo que já estava na garagem elas chegam, quer dizer, Mani e Dinah, por que Camila não está mais em “nosso mundo”.

- Obrigada Lauren – Dinah fala me olhando – garanto que seu carro não sairá machucado.

- Não tem problema – digo-lhe – vem entra aqui – digo e abro a porta para elas passarem com Camila

- Esse é seu carro? – ela me olha surpresa e eu assento – que carro – e ela assobia - bacana hein

- Obrigada – sorriu de lado

- Princesas parem de namorar e me ajudem aqui – fala Mani que havia entrado com uma parte do corpo de Camila deixando as pernas penduradas para fora do carro.

- Foi mal Mani –Dinah fala e eu vou ajudá-la.

Depois que todos estão em seus lugares seguimos viagem. Pelo retrovisor vejo que Camila está se acordando.

- Dinah? – ela chama – onde estamos?

- Mila calma, estamos chegando em casa – Dinah está preocupada com ela -  Lauren e Normani estão nos dando uma carona

- Lauren – ela fala meu nome um pouco enrolado, mas eu não respondo – ela é má Dinah, me deixou dançando sozinha – pelo retrovisor vejo-a fazendo um bico na boca. Mani solta um sorrisinho pela forma como ela fala e olha para mim

- Isso me lembra tanto você – diz me olhando e fazendo carinho em minha cabeça – você era mais legal Gasparzinho

- Sente falta daquela Lauren? – a olho incrédula, porém sorrindo de lado

- Não da parte da bebida sua doida – ela sorri – mas da parte que fazia biquinho e falava feito uma criança

Começo a sorri com a revelação, Mani esteve comigo em todos os momentos.

- Vocês são sempre assim? – pergunta Dinah – tão carinhosas uma com a outra?

- Ela me ama Dinah, mas ainda não sabe – olho para Dinah pelo retrovisor e dou uma piscada

- Segura esse forninho ai Jauregui – começa Mani – você não faz meu tipo – ela fala e eu começo a rir e Dinah me acompanha.

Depois que deixarmos Dinah e Camila em casa, eu e Normani vamos direto para casa. Eu estava particularmente acabada, tanto fisicamente quanto mentalmente, e graças a Deus assim que caiu na cama agarro no sono, mas devo confessar que acordei algumas vezes tendo pesadelos com Camila bêbada e caída por ai.

POV Camila

Acordo com uma dor de cabeça terrível, eu já acordei mal antes, mas assim nunca, devo ter bebido algo muito forte, repetidas vezes. Olho ao meu redor e reconheço o quarto de Dinah, mas ela não está ali. Quando me sento na cama sinto a cabeça doer e rodar. Pego meu celular para olhar a hora e quase levo um susto, quase meio dia.

Quando chego à sala não tem ninguém ali e dou graças a Deus, minha cara deve estar toda inchada. Então vou direto para a cozinha e encontro Dinah, comendo, deve ter levantado apouco tempo.

- Bom dia DJ – digo e já começo a bocejar

- Bom dia – ela me olha – estraga tudo

- Ok, o que eu fiz de errado – pergunto enquanto estou indo me sentar bem distante dela

- Não se lembra de nada não é? – ela me acusa

- Você vai me fazer o favor de contar ou não? – lhe pergunto sentindo um peso na cabeça.

Então ela me conta que depois que Keana “roubou” Lauren de mim eu bebi todas e fiquei pior do que já havia ficado. Tanto que comecei a dançar com uma garota que me deu um fora antes de começarmos a faculdade. Ela também diz que fiz tudo isso praticamente em cima de Lauren.

- Mila, eu vou fazer uma pergunta bem simples, ok? – ela me olha séria e eu assento – o que você quer com a Lauren? E não me diga que é só uma “peguete” por que não é. Depois do que eu vi ontem? Vocês duas estavam tão envolvida uma com a outra. Eu te vi de um jeito que há muito tempo eu não via. Calma. E sóbria enquanto dançava com ela. Você e eu sabemos muito bem que você só dura sóbria em uma festa 30 minutos.

Eu a olho incrédula pronta para protestar, mas ela me corta

- Eu falei com Normani e ela me disse que Lauren está afim de você, mas que não vai deixar a amiga dela se envolver com uma garota que não sabe se controlar em uma festa. Apenas me diga ok, o que você quer com Lauren?

- Eu sinceramente gostaria de ter essa resposta, mas não faz nenhuma semana que a conheço e você já quer que eu me case com ela. Dinah vai com calma, ok? Lauren é linda e pelo o que eu pude ver é uma garota muito legal, mas eu ainda não me sinto pronta para engajar em algo sério de novo.

- Não vem com essa Camila! Já faz muito tempo ok? Você já bebeu, saiu com gente de todo tipo, mas já esta na hora de você esquecer o que passou e seguir com a sua vida. Não vai ser a bebida que a trará de volta e nem muito menos você ficar por ai se lamentando! E eu vejo em Lauren uma oportunidade de você sair dessa vida. Eu posso estar errada, e você pode acabar magoando a Lauren, mas depois de ontem, eu vi uma esperança e se o que você me disse ontem que não “aguentava mais essa vida” era verdade, então ai está sua chave da liberdade. Se de uma chance Mila, uma chance de ser feliz novamente – quando ela termina de falar vem até mim e me abraça e deposita um beijo em minha testa – não é pecado amar, pecado é não amar – ela diz e antes de sair deixa um papelzinho em cima da mesa.


Notas Finais


Camila só da trabalho '-'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...