História I want to be accepted - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 9
Palavras 647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Suspense, Terror e Horror

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom, Aqui estou eu novamente, minhas fanfics as vezes são da minha própria mente ou são em fatos reais u.u. Espero que gostem...caso alguém estiver lendo

Capítulo 1 - Please...Acept Me - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction I want to be accepted - Capítulo 1 - Please...Acept Me - Capítulo Único

 

Please...acept me...

Desde que mudei da minha fase de criança e fui para a adolescência meus gostos mudaram completamente. De uma garota fofa que adorava rosa e cores coloridas foi para uma garota triste e que tem amor as cores negras. Meus pais diziam que não importava os meus gostos eles sempre me aceitariam mas eu percebi com o tempo que não, o comportamento deles comigo e com meu irmão mudou completamente como o resto de inocência que residia em minha mente. Eu sinto seus olhares penetrantes em minhas costas...são olhares tristes. Quando tento conversar com eles, as respostas sã sempre que estou enganada ou que é apenas impressão minha. O sentimento de sentir seus pais tristes é consideravelmente ruim, a dor de quando você está feliz do jeito do qual se veste e seus pais apenas sentem tristeza, quando estou vestida de forma colorida seus sorrisos são brilhantes e animados mas eles sempre vão embora junto com as cores se tornando um preto com amargura. 

Apenas me deixe ser quem eu sou! Queria poder gritar isso mas como sou apenas uma garota covarde isso é impossível para mim, barreiras são impostas cada vez mais que me visto do jeito que eu quero... Deixei de ser a princesa cor de rosa animada de meu pai, seu comportamento foi o que mais mudou...ele tem estado meio grosso e o vicio que adquiri pelo computador não ajuda, as vezes tenho medo de suas reações, tem estado mais ruins a cada momento e o pedaço de carinho que tenho por ele também, eu tento...mas não consigo, eu tento ser de volta a sua princesa cor de rosa mas eu sei que ESSA NÃO SOU EU! Eu quero ter aquele relacionamento que tínhamos ou apenas quero completar 18 anos para fugir, sair desse lugar sufocante mas a coragem é o que falta. Já pensei em fugir mas pra onde? pra onde posso fugir? para o frio da solidão ou para o frio de ser quem eu não sou...é bem difícil.

Meus pensamentos tem se tornado cada vez mais grotescos, penso em mortes, vísceras sendo arrancadas, suicídios ou até estupro, eles tem ficado cada vez pior e eu acabo deixando vazar palavras as vezes obscuras os deixando assustados e mandam eu parar de dizer essas coisas. Eles acham que eu digo isso por querer? acham que é minha vontade estar aqui? não...se fosse por mim estaria jogada em um espaço com vácuo sendo experimento, sou louca mas escondo bem minha personalidade psicopata. Eu...não quero mais, eu não quero mais fingir apenas quero explodir silenciosamente e nem fazer falta, mas como disse antigamente a falta de coragem me impede, alguns dizem que é covardia outras dizem que é bem melhor eu ter esse medo. A hora chegou...gostaria de me dizer oque exatamente sou eu?

- Ei...eu sou ruim? - Pergunto tristemente para você que está a minha frente
-Eu não sou, não é? - Continuo fazendo perguntas mas você nunca respondia...
-Por que...? POR QUE NÃO ME RESPONDE?! - Grito mas você ainda não me responde...
- Eu estou cansada... - Logo me canso de fazer perguntas que eu sei que nunca serão respondidas e vou em direção a janela grande com cortinas brancas em meu quarto branco sem graça
- Eu...não quero mais... - Digo sentando na borda da janela e encaro minha cama onde era que você estava
- Parece que é o nosso adeus... - Sorrio me jogando da janela fazendo você se aproximar desesperado(o), com lágrimas caindo de meus olhos finalmente atinjo o clamado chão, minha vida se esvai lentamente e eu acabo morrendo com você em prantos observando meu corpo espatifado no chão.

Finalmente você percebe o quanto essa pessoa era importante...tem alguém que fica assim? Bom minhas perguntas serão para outra hora, se você quiser pode se juntar nessa roda de contos e falar a sua história?


Notas Finais


Será um bando de oneshots contando histórias, qualquer uma não precisa ser triste ou melancólica e eu queria continuar esses contos então se gostar da proposta que essas fics trazem gostaria de falar uma para eu escrever?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...