História I want to forget - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América
Personagens James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Nick Fury, Sharon Carter (Agente 13), Steve Rogers
Tags Ação, Aventura, Bucky Barnes, Capitão América, Drama, Luta, Romance, Soldado Invernal, Steve Rogers, Suspense, Violencia, Winter Soldier
Exibições 78
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Super Power, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI oi gente, estou aqui postando mais um capítulo da fic, me desculpem pela demora, estava com um bloqueio criativo horrível, sabem como é.
Boa leitura :3

Capítulo 7 - Aniversário


Fanfic / Fanfiction I want to forget - Capítulo 7 - Aniversário

Olho nervosa para a entrada da cafeteria, imagino se alguma coisa tenha acontecido com Sharon, já que o trabalho dela é perigoso e exige muito de seu tempo.

Rapidamente, esses pensamentos vão embora ao ver a loira passando pela entrada. Sorrio de lado pra ela, a mesma retribui, mas logo muda a sua expressão alegre para um olhar -que se fosse uma arma, mataria qualquer um-diretamente a James.

Ela senta na cadeira à minha frente, tirando a jaqueta e o celular do bolso, o colocando em cima da mesa e a jaqueta nas costas do assento.

- Oi Sharon – digo, contendo meu sorriso

- Oi Brooke! –a loira lança um sorriso com a mesma animação do que seria o meu, se eu o tivesse lançado

Sharon apenas olha para James, sem cumprimentá-lo e volta sua atenção para mim.

Flashback on

- Vai Sharon! Tenta me pegar! – digo, correndo bem ofegante, mas não paro

Amo quando Sharon vem brincar comigo, ela é como a irmã mais velha que sempre quis ter, é muito divertida, diferente das outras meninas mais velhas ela não me trata como uma pirralha, mas é meio lenta. Sharon não é muito mais velha do que eu, acho que temos quatro anos de diferença.

Amanhã será meu aniversário, vou fazer seis anos! Só estou triste pois é meu primeiro aniversário sem a mamãe.

Sharon para de correr, apoiando as mãos nos joelhos, ofegante. Também paro de correr ao ver a loira atrás de mim, caminho até ela.

- Você...é...muito...rápida- diz, entre suas pausas para recuperar o fôlego

- Não sou, você que é muito devagar – digo, debochando dela

- Venha cá sua pirralha – ela fala, com um sorriso enorme no rosto

Sharon levanta e tenta me pegar, saio em disparada mas ela me alcança. Nós duas caímos no chão e começamos a rir.

- Queria tanto ter um irmão ou irmã – falo, um pouco triste, minha única amiga é Sharon

Ela fica calada e séria ao tocar neste assunto, começo a estranhar, é um assunto tão normal de se falar...

- O que foi? – pergunto, arqueando as sobrancelhas

- Nada –responde, mas não me convenceu....

Flashback off

- Olha, eu não consegui muita coisa quanto eu achava que conseguiria. Tenho algumas localizações de bases aparentemente abandonadas, alguns nomes que conseguimos, de cientistas.

Fico decepcionada, parece que deu para perceber, já que Sharon chamou minha atenção.

-Ei! Não fica assim, posso procurar mais, talvez até encontre uma base abandonada onde podemos achar informações suas lá. –diz muito positiva

- Tudo bem, me fala o que conseguiu encontrar! –levanto a cabeça, curiosa para ver o que ela havia pego.

- Bom, o que mais consegui foram coisas dele –diz apontando com a cabeça para James, que estava quieto, como se não estivesse com a gente –Mas como sempre, nada demais, nada que não sabemos.

Sharon está estranha, como se estivesse escondendo algo. Alguma coisa está muito errada e preciso saber o que.

- Hm –resmungo, desconfiada e decepcionada

- Onde vocês estão?

A olho confusa, não entendendo a pergunta.

-Onde vocês estão dormindo? –ela esclarece

- Num prédio abandonado perto daqui –digo, James resmunga repreensível

Do jeito que ele ficou ao contar para Sharon onde estamos presumi que ele não queria que eu contasse para ela, como se a mesma não fosse confiável, mas sei que é.

- No novo prédio que estou morando tem um apartamento à venda, um andar abaixo do meu. –olhei para ela curiosa, pensando aonde ela queria levar com isso –não deve ser nada confortável dormir em um lugar abandonado, então, se quiserem posso pedir um favor ao Fury.

A oferta estava tentadora, realmente, não aguentaria dormir mais um dia naquele lugar fedorento, mas começo a pensar que isso talvez não seja o que realmente Sharon está querendo dizer. Paro um pouco e penso nas circunstâncias.

- Você não quer que moremos lá, o Fury quer, ele quer me vigiar de novo, e você está de acordo com isso! –indago, levemente exaltada mas não aumentando muito meu tom de voz, para não chamar atenção

- Calma Brooke! Você sabe que todos nós só queremos o seu bem!

Levanto bruscamente da cadeira, e James, como uma sombra, fez o mesmo. Sharon repetiu meu movimento a fim de tentar me acalmar, o que deveria ter dado certo –pois ela é a única que consegue fazer isto- mas não deu.

- Não quero a preocupação de vocês! Só me deixe ir embora, preciso achar a Miss Amé ... o Steve –digo, indo para a saída do lugar, com James no meu encalço

- Só tenha cuidado!

Fico surpresa por Sharon ter desistido tão facilmente, mas é a Sharon, ela com certeza não desistiu.

- Qual é seu problema? Não tem língua? –preciso me acalmar antes de tentar matar alguém

Silêncio. Silêncio é a porcaria da resposta que ele da.

- Foi mal –me recomponho

- идиот –resmungou sério

- Você que é idiota! Babaca! –abro a boca surpresa

Como que eu entendi o que ele falou?” Pensei “Agora eu sei falar russo? Gostei.” Sorri de lado.

O soldado teve a mesma surpresa que eu, só não expressou muito, como sempre.

- Certo soldado! Agora você não pode me xingar em outra língua!

Ele bufa e acelera o passo, me deixando para trás.

- Ei! Me espera!

- Porque deveria esperar? –pergunta cruzando os braços

- Porque vamos falar com o Steve –falo como se fosse óbvio, e era

- Quando falarmos com ele, você esquece essa besteira de me ajudar e vai me deixar ir embora. –diz mandando

- Que seja. Agora, nós temos que ir à um lugar. –tomo a frente, deixando James para trás

Logo, ele está ao meu lado e, mais curioso do que nunca, pergunta.

- Que lugar?

Bufo, não gosto de falar sobre isso. Estava tentando evitar aquela torre o máximo possível, mas como sempre, alguma coisa impede que minhas tentativas deem certo. Desta vez, essa coisa –ou melhor dizendo –essas coisas, são James e Steve.

Quando chegamos à enorme torre, nada chamativa (sinta a ironia), dos Vingadores, torço mentalmente para que o tapado homem de lata não esteja lá. Entramos no elevador e a inteligência artificial, mais conhecida como J.A.R.V.I.S me cumprimentou.

- Boa tarde Srta. Edwards, é um prazer vê-la novamente –pronuncia uma voz computada, com um sotaque britânico de dar inveja

- Boa tarde J.A.R.V.I.S .Eu já te pedi para não me chamar de Srta. Edwards, detesto formalidades.

Rio de canto ao ver James confuso, olhando para o teto do elevador, provavelmente se perguntando de onde é que está saindo aquela voz.

A porta da caixa de metal se abre e umas das últimas pessoas que gostaria de encontrar na torre está bem na minha frente.

- Olá Natasha –encaro ela, arqueando as sobrancelhas

A mesma me ignora e faz o mesmo com James. A ruiva entra no elevador mas antes das portas de fecharem ela diz:

- Steve está na cozinha –me impressiono do quanto ela consegue ser fria

 Flashback on

- Pai, me promete que vai voltar para meu aniversário. –meus olhos começam a marejar

- Eu prometo filha. Seu aniversário de dezesseis anos será incrível! Sei que ando trabalhando muito esses meses. –ele olha para seu pé

- Mas porque pai? –pergunto manhosa, ele nunca fala sobre seu trabalho

- Projetos do Fury, ele tem planejado muita coisa ultimamente.

- Tipo o que? –fico curiosa, espero uma resposta, mesmo sabendo que posso não tê-la

- Me promete segredo? –assinto com um sorriso no rosto, parecendo uma criança que acabará de ganhar um doce –O nome é “Iniciativa Vingadores”

Flashback off


Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo meio zzzzzz. Bom, mostrei um pouco das lembranças da Brooke, espero que tenham gostado e me perdoem novamente pela demora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...