História I want to go back - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Exibições 6
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - What you do Here? Part 3


Fanfic / Fanfiction I want to go back - Capítulo 5 - What you do Here? Part 3

SAM'S POV 


    Senti meu coração quase parar, eu nem queria ver quem estava ali, mas me virei pois a curiosidade 
foi maior.
- Anda, eu quero saber o que esta acontecendo aqui. - Era ele!! Mais que hipocrita, ele estava fazendo
muito pior no estacionamento não faz nem dez minutos.
- Não é da sua conta  - Scott falou me abraçando. Os olhos do monitor estavam queimando de raiva, eu
posso sentir isso. Ele deve estar nervoso, pois foi flagrado. Senti uma vontade de rir mas me contive,
ainda não é o momento para zombar da situação dele.
- É da minha conta sim, voce dois alunos estão se pegando no corredor do colegio no qual eu sou 
monitor - vi um sorriso sádico surgir no seu rosto - E é melhor voce me tratar melhor, eu posso ferrar 
voces dois se eu quiser.
- Mas isso não seria justo e nem ético - disse um pouco nervosa. Hierarquicamente falando, ele esta
em um nivel maior que eu, mas ele  não vai fazer nada comigo, eu tenho cartas na manga. - Mas é bom
que voce esteja aqui, eu precisava falar com voce mesmo. - Falei com um tom doce, e ele arqueou a 
sobrancelha.
- A é? e o que seria?
- Scott, voce pode me dar licença por favor, é um pouco particular- ambos me encaravam curiosos.
- Não, não posso, nós fomos pegos juntos, voce não vai levar a culpa sozinha.
- Fica tranquilo, eu sei o que estou fazendo - ele me encarava com reprovação mas ele acabou cedendo.
- Que seja, te vejo depois - ele disse se virando e indo embora.
- Estou curioso, voce vai me ameaçar  de novo?
- Acho que sim, na verdade, eu quero um acordo. Voce não vai  comentar isso que viu com niguem- Ah que
nervoso- que eu não comento com ninguem o que eu acabei de ver. - ele abriu um sorriso largo.
- Olha, eu não pensei que voce fosse uma garota tão interessante, mas estou começando a mudar de ideia...
Voce é uma chantageadora, safada que gosta de ver coisas obcenas. E u acho isso muito atraente- ele se aproximava
de mim com um olhar malicioso.
- NÃO, VOCE ESTA MUDANDO O SENTIDO DAS COISAS!- disse o empurrando. 
- Ah, estou? Acho que não - ele me pegou pelo pulso - é muita audacia sua tentar me chantagear.
- Entenda como quiser, mas se voce contar para alguem o que aconteceu aqui, eu conto o que vi!!- ele sabe que
não estou falando só do estacionamento. E então ele apertou meus braços com mais força, estava doendo - Voce 
esta me maxucando , pare por favor - ele me olhava com friesa, mas parecia que estava se divertindo com isso.
- Tudo bem, não vou contar nada, e vce tambem não vai, mas isso não vai acaba assim! - ele é assustador.
- Voce não me da medo- ele voltou a sorrir. Ele estava se aproximando do meu rosto, me empurrou para a parede
e prendeu uma de minhas mãos para que eu não pudesse o empurrar, a outra ele a pegou e colocou na sua cintura, 
senti algo em baixo de sua camisa, e então a puxei para ver o que era
- Uma arma - arregalei o olho -Voce não pode andar com uma arma por ai, voce pode machucar alguem.
- Agora claramente voce esta com medo - ele ficou serio - E eu não andaria com uma arma se não
tivesse a intensão de machucar alguem. 
- Isso é horrivel. Me deixe ir - ele me prensava contra a parede - ME DEIXE IR!- ele esta me assustando muito.
- Ei, larga ela - vi Scott se aproximar com muita raiva - larga ela agora, se não quiser se meter em problemas
- Vaza daqui, ninguem te chamou 
- ele disse me soltando e indo em direção ao Scott.
Meu deus ele esta armado, ele pode machucar alguem aqui 
- Parem agora -  exclamei, mas eles nem ligaram para mim.
 "Eles começaram a trocar empurrões e palavrões. Senhor, o Scott não sabe que ele esta armado, por favor que nada de mal 
acontessa."
 
Eu estava desesperada, eles estavam no chão, dando socos um no outro, o monitor estava
por cima do Scott. Pude ver o rosto dele, e nossa, esta todo ensanguentado. Como não sabia mais o que fazer, agi por impulso.
Pulei em cima do monitor, tentando tira-lo de cima do Scott.
- Larga ele seu louco - disse o puxando
- Não se meta Sam -  o Scott falou, mas eu nem dei ouvidos. Num movimento rapido, consegui pegar a arma que ele escondera na
cintura. Me levantei do chão e fique de pé do lado dos dois
- Voces estao alucinando por acaso? Que atitudes são essas? Voces estao querendo se matar? -  Suspirei enquanto apontava a arma
na direção do monitor -  Se voces não pararem agora, eu atiro! - de repente eles pararam de brigar e me olharam. O Scott parecia assustado
mas o munitor deu risada
- A voce vai atirar? - ele me encarava, como se estivesse me desafiando. - Então, eu acho que não deveria fazer isso - ele deu um soco no Scott.
 - Como eu pensei... e se eu fizer de novo - Ele deu um soco mais forte ainda 
Eu não sabia o que fazer eu estava intacta e com uma arma nas mãos... A que ponto eu cheguei?
- Pare com isso, ele esta quase desmaiando!
- Voce disse que se não parasse-mos voce atiraria, e eu não parei, então cade o tiro? - Minhas mãos estavam tremulas mas eu continuava apontando
a arma para ele - VAMOS! SUA COVAR...
Eu não estou acrediTando, eu realmente atirei. O impacto foi grande,mas não mais do que o barulho grave que ecoava.
- Voce atirou mesmo - O monitor falou rindo - Achei que voce não seria capaz - ele disse olhando para o teto que era onde eu tinha desparado a arma. 
Ele se levantou de cima do Scott, puxou a arma a minha mão e me pegou pela cintura - Vamos, voce vai vir comigo, e se reclamar, a culpa disso tudo vai para o
seu amiguinho ali.
- Sam, não va - Scott disse tentando se levantar. 
- Desculpe, mas eu tenho que ir. Eu não quero te colocar em mais confusão
- É assim que gosto - o monitor disse -E é melhor voce correr, um barulho como esse do desparo é de se chamar atenção. - ele disse para o Scott.
Corremos ate  o estacionamento e entramos no seu carro.
- Para onde vamos? - disse tentando tomar o folego - Sera que alguem nos viu? 
- Silencio- Ele parecia mais nervoso que o comum.
- O que foi? Por que esta tao bravo? Foi voce quem causou tudo isso!
- DA PARA VOCE CALAR A PORRA DA BOCA? 
- Não precisa agir dessa forma tambem - senti uma lagrima percorrer pelo meu rosto.
Esse cara é um problema, tenho que me manter longe dele, essa é a ultima vez que me aproximo dele.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...