História I want to make you smile - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Personagens Originais
Tags Jeongmo, Sana, Satzu, Twice, Tzuyu
Visualizações 62
Palavras 830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, voltei. Estou gostando muito de escrever essa fic e espero que vocês também gostem de ler. Estou escrevendo mais duas, caso queiram dar uma olhada acho que vão gostar.

Capítulo 5 - Capítulo 5 - Pesadelos


- Pesadelos?! - Perguntou Jihyo surpresa. 

- Sim. - A japonesa respondeu impaciente olhando para o relógio da sala de sua superior. Tinha ficado até de noite no trabalho para ter aquela reunião sobre Tzuyu. 

- Nossa, eu não fazia a menor idéia. Mas, ela simplesmente te contou isso? 

- Aham, eu estou conseguindo me aproximar dela pouco a pouco. - Falou orgulhosa de si, afinal, quem mais havia conseguido se aproximar tanto de Tzuyu? 

- Isso é muito bom! - Respondeu dando um largo sorriso. 

- Hum, mas, é quanto a Tzuyu? O que podemos fazer para ajuda - la? 

A coreana encostou seu queixo nas mãos para pensar um pouco.

- Você pode passar na enfermaria e pedir um remédio para faze - la dormir.

- Ok, vou fazer isso, afinal, uma boa noite de sono é essencial para manter uma boa saúde. - Falou como se fosse uma médica. 

- Sim, você está certa. - Falou ainda sorrindo. 

A japonesa se levantou de sua cadeira para sair da sala.

- Sana? - Jihyo chamou a impedindo de sair. - Posso te pedir um favor? 

- O que?

- Você pode dar o remédio a ela? Só hoje. E que Tzuyu não confia em ninguém. Nem quando está doente quer tomar os remédios. - Disse a encarando com um olhar sério. 

- Tá bom, eu posso fazer isso.

Jihyo voltou a sorrir ao ouvir isso.

- Ah, e Sana. Tente falar com ela sobre isso, se conseguir saber sobre o que são esses pesadelos nós possamos finalmente entender porque ela está aqui.

- Ok, vou fazer meu possível. - Falou sorrindo dessa vez.

- Muito obrigada, San.

Depois disso, Sana saiu e fez o que Jihyo aconselhou.

Depois de pegar o remédio que precisava voltou a sala de Tzuyu, que estranhou aquilo. 

- Você ainda está aqui? - Perguntou ao ver a japonesa adentrar o quarto.

- Obrigada pela recepção calorosa. - Brincou a mais velha - Eu fiquei até tarde para falar com a Jihyo... - Fez uma pausa para colocar a cadeira ao lado da cama e se sentar - Sobre você. 

A menor nada respondeu, apenas levantou a sobrancelha. 

- Contei para ela que você não consegue dormir direito e ela me disse para te dar isso. - Falou mostrando o comprimido para Tzuyu que o encarou.

Não se sentia confortável com alguém lhe dando remédios, sentia medo. 

- Tudo bem para você? - Perguntou a japonesa.

Tzuyu ficou surpresa com aquela pergunta.

Qualquer outra pessoa não se importaria com sua vontade e a obrigaria a tomar aquele remédio sem ligar para sua opinião. 

Mas, não era qualquer outra pessoa, era Sana.

Tzuyu já devia saber que ela era diferente.

- Isso vai mesmo me ajudar? - Perguntei ainda com um pouco de medo.

- Claro que vai! - A maior disse dando um sorriso - Eu prometo.

Sana ergueu seu dedo como se fosse fazer um juramento.

Tzuyu riu baixo daquela cena, Sana era mesmo uma caixinha de surpresas. 

- Hum, você ainda se lembra como sorrir. - A japonês disse dando um sorrisinho malicioso.

Sana se aproximou lentamente de Tzuyu para não assusta - la.

- Você fica linda sorrindo, devia sorrir mais vezes. - Disse colocando uma de suas mãos no rosto da menor.

Aquele contato deixou Tzuyu nervosa, não estava acostumada a ter alguém tão próximo deixou si.

Ao perceber o nervosismo de Tzuyu, Sana se afastou.

- E então, aceita minha promessa? - Perguntou erguendo novamente seu dedo.

A menor bufou antes de responder. 

- Tá bom.

Então a japonesa juntou seus dedos em uma promessa. 

- Obrigada por confiar em mim. - Sana disse.

Tzuyu ainda a olhou desconfiada antes de engolir o comprimido mas, por algum motivo confiava em Sana.

E então o engoliu. 

As duas ficaram em silêncio por algum tempo.

Por algum motivo, agora o silêncio de Tzuyu não era mais desconfortável. 

O remédio já começará a fazer efeito, a menor já sentia seu corpo mole.

Se recostou na cama.

- Você não vai sair? - Perguntou encarando a expressão da japonesa.

- Não, vou ficar aqui até você dormir. - Disse ainda sorrindo.

Tzuyu já devia saber que Sana era insistente.

A menor se ditou na cama por conta do sono e Sana a cobriu.

A japonesa desceu da cadeira, ficando ajoelhada no chão para poder encarar melhor Tzuyu. 

Também passou a acariciar levemente os cabelos da menor que não reclamou com o ato.

- Sana, você ficou aqui até agora só para ter certeza que eu ia conseguir dormir direito? - Perguntou encarando seu rosto.

Sana, inexplicavelmente riu ao ouvir essa pergunta.

- Eu me preocupo com você, Tzuyu. 

Tzuyu fechou seus olhos ao ouvir a doce voz da japonesa. 

Quando Sana percebeu, Tzuyu já dormia.

Sorriu feito boba ao encarar seu rosto adormecido. 

Se levantou um pouco até ficar a altura de seus ouvido para sussurrar as seguintes palavras:

- Boa noite, Tzu.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...