História I Want You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 9
Palavras 1.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


É minha primeira fanfic sobre Jikook, espero que gostem <3

Capítulo 1 - Prólogo


-Mais quatro minutos - a professora de química anunciou fazendo com que o coração de Jimin acelerasse mais ainda. 


Seu corpo estava a ponto de entrar em colapso. Seus dedos tremiam, suas palmas suavam e seu cérebro dava piruetas dentro de sua cabeça. Ele jura ter se esforçado ao máximo procurando as respostas nos cantos mais remotos de sua mente, mas de nada adiantara. Ele ainda não conseguiria terminar a prova a tempo, ainda ficaria com sua média baixa, e ainda teria que parar de ir ao clube de luta para se dedicar mais aos estudos. E talvez, ainda ganhasse algum tipo de castigo que envolveria ser proibido de ver os amigos, o que na opinião dele era o pior de tudo. Nem ficar sem seu vídeo-game era tão frustrante.


Ouvindo o despertador da Sra. Kang ele apenas jogou o lápis sobre a mesa e fechou os olhos suspirando frustrado. Ele definitivamente estava ferrado. Sua mãe só havia pedido-lhe uma coisa: que ele fosse bem nas provas. Mas nem aquilo ele havia sido capaz de fazer. Ele se sentia apenas um ser inútil perambulando pela terra.


Jimin deixou sua carteira um pouco irritadiço, aquele dia definitivamente não havia começado bem, e provavelmente, terminaria do mesmo modo. Logo pela manhã ele acordou atrasado, na cozinha, conseguiu de algum modo derramar café por todo o seu livro de química (livro este que ele usaria para estudar algumas horas antes da prova), calculando mal conseguiu chegar atrasado ao ponto de ônibus e perder o mesmo, na escola, queriam impedir que ele participasse da primeira aula, no intervalo, um novato idiota chamado de Kim Namjoon derrubou seu lanche e nem ao menos pediu desculpas, mas a cereja do bolo, havia sido aquela prova. Se tivessem sido apenas aqueles pequenos probleminhas durante o decorrer do seu dia, algumas horas conversando com seus melhores amigos - Yoongi, Hoseok, Taehyung e Jin - bastariam para melhorar seu humor, mas agora que seu problema era diretamente com sua mãe, de longe era possível ver nuvens e trovões flutuando acima de sua cabeça.


-Droga - ele murmurou depois de deixar sua prova sobre a mesa da Sra. Kang, e receber em troca uma expressão divertida da mesma.


Depois daqueles marcantes acontecimentos na pacata vida de um adolescente de dezessete anos, Jimin estava certo de que o seu dia não poderia ficar pior. Mas, e se pudesse? E se aquilo fosse apenas o começo de tantas coisas ruins que ainda estavam por vir?


-Jimin-ah - o garoto se virou reconhecendo aquela voz. E assim que ele a viu, digo, a dona da voz, ele sorriu, fazendo com que seus olhos se fechassem.


-Wendy - o rosto da garota se iluminou ao ver Jimin sorrindo para si. 


-Seu sorriso é tão fofo - ela comentou se aproximando e o abraçando.


Jimin logo a soltou se afastando um pouco da garota.


-O que quer? - ele perguntou direto mas simpático.


-Como foi sua prova? - o sorriso de Jimin se desmanchou assim que as palavras deixaram a rosada boca de Wendy.


-Não quero falar sobre isso - a garota riu da sua expressão séria e frustrada.


-Já falei que se quiser ajuda, eu estou aqui - ela falou sorrindo e logo após o abraçando. - Tchau, Jiminnie.


Jimin apenas encarou suas costas enquanto Wendy se afastava saltitante. Aquele pequeno ser era adorável. Jimin a amava mais do que podia calcular, afinal, ela sempre esteve lá para ele.


-Jiminnie, bebê - quando a voz debochada de Taehyung adentrou os ouvidos de Jimin, a expressão do mesmo se fechou.


-Não tem graça, Tae - ele falou sentindo o braço do amigo pousando sobre os seus ombros.


-Claro que tem, suas bochechas coram, é hilário - Jimin bufou irritado ignorando o que o amigo disse sobre "bochechas" e "corar".


-Vamos logo, seu namorado está esperando - ele disse tirando o braço de Taehyung de seus ombros.


Tae ainda risonho apenas seguiu o amigo preparando um questionário em sua cabeça.


-A prova? - perguntou o amigo.


-Sem comentários - Jimin foi rápido e seco na resposta.


-Sua mãe? - mais uma pergunta de Tae.


-Sem comentários barra dois - Jimin disse fazendo Taehyung rir.


-E Wendy? - o amigo perguntou hesitante porém malicioso.


-Nós com certeza não vamos falar sobre ela, é nojento - Tae estancou seus passos.


-Eu sabia! Você é gay! - Taehyung gritou enquanto ainda estavam no corredor lotado da escola em que frequentavam.


Jimin sentiu seu rosto corar, olhou em volta e vendo que as pessoas os encaravam, puxou a mão de Taehyung para que eles andassem mais rápido.


-Você está errado. Eu não sou gay, nunca nem tive contato físico com um homem - ele fez uma pausa observando a reação nada desprovida de decepção que Taehyung carregava no rosto. - E outra, você sabe porque é nojento falar sobre a Wendy. E fim de assunto.


Jimin falou assim que pararam em frente aos seus amigos que os esperavam no pátio da escola durante o segundo intervalo.


-E a prova? - Hoseok se dirigiu a Jimin sorrindo.


-Hope, não - Tae o chamou a atenção enquanto se aproximava do namorado e sentava em seu colo.


-Sinto muito - Hoseok murmurou antes de roubar um selar do seu amado.


Depois de alguns segundos de silêncio Tae voltou a falar.


-Que clima pesado - comentou. - Um filme lá em casa hoje. O que acham?


-Eu não sei... - Hoseok foi interrompido pelo namorado.


-Você não tem escolha - Tae disse apenas.


-Eu vou - Suga (como os próximos chamavam Yoongi) que estava quieto até o momento, finalmente se pronunciou.


-Eu também - Jin falou deixando o celular de lado.


-Eu não sei... - e mais uma vez naquele dia Taehyung interrompeu alguém.


-Você também não tem escolha - Tae fuzilou o amigo com o olhar. - Precisa sair um pouco dessa sua zona de tristeza, conversar com seus amigos.


-O que? Mas eu converso com vocês a toda hora! - Jimin tentou se defender.


-Cale-se, Jimin - o amigo disse. - Todos vocês lá em casa as dez horas.


Todos eles concordaram com Tae, o que fez Jimin bufar.


-Está bem, eu vou - falou arrancando sorrisos dos que estavam ali.


Jimin estava tão desanimado, mas também, ele não tinha culpa. Não tinha idéia do quanto aquela noite pesaria em seu futuro. Afinal, nós nunca esperamos que as coisas mudem drasticamente.


-Tae - Jin chamou pelo amigo. - Eu convidei Namjoon.


Namjoon?


-Espera! - Jimin falou um pouco alto. - Esse não foi o idiota que derrubou o meu lanche?!


Taehyung sorriu malicioso para Jin ignorando Jimin.


-Tudo bem, mas sem safadezas no meu quarto - Tae disse fazendo Jin rir.


-Está bem - ele olhou mais uma vez para o celular antes de encarar Tae novamente. - Ah, e ele vai levar um amigo.


-Quem? - Taehyung perguntou mexendo nos cabelos de Hoseok.


-Um tal de Jungkook.


Notas Finais


Não seja um fantasminha!

Até a próxima, bombons <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...