História I want you - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 37
Palavras 1.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom diaaaaaa!!!!!!! Espero que gostem do capítulo.. beijoss

Capítulo 5 - 5


Fanfic / Fanfiction I want you - Capítulo 5 - 5

Sunshine Butler P.O.V 

Abri meus olhos e vi que estava em meu quarto, quando fui me sentar, senti uma dor fina no pé da minha barriga, ao passar a mão, vi que estava enfaixada. 

-Filho da puta. -Eu sussurrei ao lembrar de Jack disparando um tiro contra mim. Me levantei sentindo uma puta dor, mas não em impediu em nada. Demorei um século até chegar no banheiro, mas assim que cheguei, tomei um banho com cuidado pra não molhar o curativo. Vesti uma roupa qualquer e desci degrau por degrau e caminhei até o escritório de Ryan.

-Ele não está aqui, querida. Está no Justin. -Zizi disse e eu bufei. -Ryan disse que não era pra senhora sair da cama. -Ela disse correndo atrás de mim enquanto eu ia em direção à porta. 

-Zizi, ele não manda em mim, nem em você. -Eu disse brava e fui mancando até a casa do Justin. 

-Levo sim, por aqui. -A velhinha disse entrando em um corredor e eu a segui. 

-Ryan eu já disse que toda vez que você sair de casa, me avisa. -Eu disse entrando no escritório. 

-Que merda você está fazendo aqui, Sunshine? Eu disse para aquela velha que você tinha que ficar de repouso. -Ryan disse vindo até mim e eu cruzei os braços.

-Foi um tirinho de nada, não é o fim do mundo. -Eu disse bufando e os meninos riram. 

-Isso sim eu chamo de mulherão da porra. -Chaz disse sorrindo. 

-Você falou com a Mia? -Eu perguntei me sentando no sofá. 

-Sunshine, nós estamos no meio de uma reunião. -Justin disse seco. 

-Podem continuar, não vão nem sentir minha presença. -Eu disse levantando os braços. 

-Você pode esperar na sala? -Ryan disse com cara feia. 

-Aí que sono, acho que vou dormir. -Eu ignorei eles e me deitei no sofá fechando os olhos. 

-Eu odeio a vadia da sua irmã. -Justin disse bufando e eu sorri de leve. Os meninos começaram a cochichar mas eu nem me esforcei pra ouvir, o que eles faziam não era da minha conta, eu só queria saber do dinheiro na conta de Ryan. 

-Sunshine. -Ryan me balançou e eu abri os olhos o encarando. 

-Eu e Justin queremos conversar com você. -Ele disse e eu me sentei os encarando. 

-Se for pra dar lição de moral eu vou embora. Já entendi que Jack me usou pra chegar até vocês.

-Não é sobre isso, na verdade também, mas não totalmente. -Ryan disse embaralhado e eu revirei os olhos. 

-Então fala garoto. 

-Bom, eu sei que você e o Justin não se dão tão certo, mas eu preciso que você crie um pouco de maturidade, porque mesmo você não querendo, você precisa de um treinamento básico, viu o que aconteceu ontem? Se você tivesse algum treinamento você conseguiria fugir antes de ser pega. -Ryan disse me encarando e eu assenti. 

-Não foi por falta de treinamento, foi porque não tinha nenhum segurança comigo. -Eu disse o corrigi. 

-Sunshine, seguranças não são deuses, eles não podem impedir que essas coisas acontecem.

-E que Justin tem a ver com isso? -Eu perguntei mudando de assunto.

-Porque ele vai te treinar. -Ryan disse e eu encarei Justin, que tinha um sorriso malicioso nos lábios. 

-Porque ele? Não pode ser você? -Eu perguntei desviando o olhar pra Ryan.

-Mesmo se quisesse eu não vou poderia te treinar. Estou indo para o Canada amanhã e só voltarei daqui um mês. -Ele disse e eu arregalei os olhos. 

-UM MÊS? -Eu berrei recebendo reprovação dos dois. -E Justin não vai porque? Ele é o chefe, ele que tinha que ir. -Eu disse encarando Ryan. 

-Sunshine, nós não podemos simplesmente juntar a gangue toda e ir pra um lugar só, temos que ficar divididos, Justin e Nolan irão ficar aqui com você. -Ryan disse e eu dei uma risada debochada. 

-Ryan, eu tenho 20 anos, sei me cuidar muito bem. -Eu disse cruzando os braços. 

-Tão bem que levou um tiro igual bobona. -Justin disse rindo e Ryan o cutucou. 

-Vai tomar no meio do seu cu garoto, eu não vou ficar sozinha com esse garoto. -Eu disse me levantando e Ryan bufou passando a mão no rosto. 

-Sunshine pelo amor coopera comigo, você não tem escolha. Não posso te levar comigo porque é coisa perigosa. Se você levou um tiro aqui, lá você é fuzilada. Por isso precisa de treinamento, se você treinar poderá ir com a gente aonde quiser, mesmo não tendo nada com a gangue. -Ryan disse me encarando sério e eu passei a mão no rosto. 

-Eu vou ter que ficar até na casa dele? Eu não posso ficar em casa? -Eu insisti e Ryan parecia querer voar no meu pescoço. 

-Se vocês forem atacados, o tempo de chegar na casa dele, já era. Sunshine, não tente lutar, tá sendo mais difícil pra mim do que pra você. Vocês já transaram e sei que se ficarem no mesmo teto por um mês, isso vai acontecer de novo. Então acredite, eu tô mais puto que você. -Ryan disse e eu ri de lado lembrando da nossa transa.

-Concordo com você. -Eu disse e suspirei. -Você vai quando? -Eu perguntei cruzando os braços.

-Amanhã a noite. -Ele disse e eu dei uma risada debochada. 

-Como eu amo quando você só me avisa as coisas em da hora. -Eu disse irônica e me levantei. 

-Já que não posso fazer nada. Vou pra casa. -Eu disse indo em direção à saída. 

-Como está? -Chris disse se aproximando assim que sai do escritório. 

-Fez um bom trabalho. -Eu disse sorrindo e ele concordou. 

-Toda vez que os meninos são baleados, eu que faço o curativo. -Ele disse e eu ri.

-Então quer dizer que os fodões de Los Angeles também são baleados? -Eu perguntei rindo. 

-Sun, somos os melhores, mas não somos de ferro. -Chris disse sorrindo. 

-Preciso ir, já que fui avisada só agora que meu irmão irá ficar um mês no Canadá. -Eu disse revirando os olhos. 

-Acredite, Ryan tá mais puto que você, desde que ele soube que teria que ir para o Canada e ainda ficar um mês, ele não para de brigar com Justin, porque sabe o jeito que você e Justin é, vai que quando voltar você já vai ter até engravidado de Justin. -Ele disse e eu gargalhei balançando a cabeça. 

-Engravidar não, mas transar, isso eu vou. -Eu disse rindo e Chris revirou os olhos.-Fui. -Eu disse e sai indo para casa. Assim que subi as escadas meu celular começou a tocar. Mia. 

-Não ia mesmo me ligar? -Ela disse assim que atendi.

-Tinha esquecido de você, você acredita que meu irmão vai ficar um mês fora? -Eu perguntei brava e entrei no quarto. 

-Sim, ele me falou, fiquei muito puta. -Ela disse e eu fiz uma careta. 

-Ah, ele te contou né, eu era a única que não sabia. -Eu disse e desliguei bufando, me joguei na cama e fechei os olhos. Ficar um mês na casa de Justin não seria difícil, mas não é por isso que eu vou ser a cadela de antes e me atirar pra ele, bom, talvez sim, talvez não, depende do meu humor e das provocações. Como Chris disse, Ryan sabe que eu e Justin não valemos um osso ruído, então não prometo nada.


Notas Finais


E aí o que acharam????? O que vai ser esses 1 mês em.... Agora a parte interessante da fanfic começa a surgirrr... beijos amores e bom dia!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...