História I Will Always Love You - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Shamila, Shawmila, Shawn Mendes
Exibições 265
Palavras 926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Eu Sinto Sua Falta


Na noite anterior, eu e Camila nos beijamos naquela festa, várias e várias vezes, eu não poderia estar mais feliz.Esta noite eu havia marcado com ela um jantar, ela topou na hora o que me deixou feliz.As 20hrs eu a pegaria na porta de sua casa, e estava nervoso, nunca tive tão nervoso como estou hoje.

Eu e o time estavamos na quadra treinando para o jogo de Domingo.Estavamos fazendo otimas cestas, espero que no jogo seja bem melhor.

- Vocês já conversaram sobre o beijo? - Encarei Nash e passei a bola de basquete para ele

- Não, ainda não.Mas hoje pretendo beija-la de novo - Ele riu - Ela é tão....

- Gostosa - Hayes disse surgindo atrás de nós dois, dei um tapa na sua cabeça

- Respeita moleque - Saiu bufando acariciando o lugar que eu havia o batido

- Quando vai transar com ela? - Pegou a bola e fez uma otima cesta - Isso

- Boa - Fizemos um hi-five. - Ela é diferente, entende? Não é só sexo

- Você tá tão gay - Me empurrou - Garotas só servem pra nos satisfazer, cara.Não estraga sua vida se apaixonando. - Revirei os olhos pegando minha garrafa de água - É simples, come ela e joga fora

- Nash, cala a boca tá

Assim que o treino acabou, tomamos uma boa ducha e fomos pra casa.Tomei um banho rapido e me arrumei colocando o melhor terno pra esta noite.Peguei a chave do carro da minha mãe e corre até o veículo me xingando por estar chovendo.Fiquei confuso quando vi um carro estacionado na casa de Camila.Deixei o meu atrás do carro branco a minha frente e saltei para fora chamando todos os palavrões possiveis.Prestes a correr para não me molhar com a chuva, a porta foi aberta revelando Camila e Austin.

Fiquei ali parado vendo a chuva cair sobre mim e encarando os dois.Camila se aproximou e Austin fez o mesmo com um sorriso nos lábios.

- O que ele esta fazendo aqui? - Ela suspirou

- A gente conversou e se entendeu - Ri sem humor.Oh Deus, me mate

- É sério isso? - Nesse momento estavamos todos nos fodendo pra chuva que caia aqui - E o jantar?

- Sinto muito - Passei a mão pelo rosto sorrindo ironico

- Não, eu que sinto, sinto até de mais - Tocou meu ombro mas eu a afastei

- Vamos conversar - Voltei meu olhar para Austin lá atrás e fiquei a sua frente

- Camila é linda e eu não estou falando só da beleza externa. Isso faz ela diferente de todas as outras.Qualquer pessoa percebe isso,ela é doce, um coração puro, igual o de uma criança que não ve maldade em nada. - Sorri pro nada ao falar aquelas palavras - Uma alma brilhante, que poucas pessoas conseguem enxergar. Ela sorri como se nunca houvesse sido machucada, mas ela foi bastante. Ela acalma o nosso coração mesmo nos dias mais dificeis.

A chuva caía e era como se ela me desse forças pea falar tudo o que eu sentia, tudo o que estava preso na minha garganta a um bom tempo e não sabia falar tais coisas.Mas eu não poderia parar, iria mostrar pra ele como Camila merece ser trarada e amada.

- Cara, ela vai te chamar de idiota, imbecil, palhaço, otário, besta, bobo e tudo mais. Ela vai dizer que te odeia, mandar você se fuder, te dar vários tapas, vai brigar com você quando você deixar de dar atenção a ela por 2 minutos, vai te chamar de nomes estranhos te dar apelidos feios, te contar aquela piada que ninguém ri e não seja burro, lembre de ri, é importante. - Ouvi a risada baixinha de Camila mas ignorei - Mas também ela vai pedir sua companhia nos momentos tristes, vai esperar seu abraço quando nem imagina, um beijo na testa, um carinho na cabeça, que você carregue ela nas costas, por mais pesada que ela seja. Vai querer que você seja forte por ela, quando não puder mais, vai te acordar todas madrugadas só pra saber se você estava sonhando com ela. - Suspirei segurando as lágrimas - Então, se ela não te diz eu te amo e faz tudo isso, sim, ela te ama

- Eu sei que ela me ama - Falou convencido.Ignorei seguindo meu caminho até o carro

- Em nenhum momento eu quis te magoar - Segurou em meu pulso -Shawnie, eu apenas não queria te perder

- Mas perdeu - Entrei no carro e segui meu caminho sem rumo algum, talvez eu não queira algum rumo

            Semanas Depois
Fazia semana que eu e Camila não nos falavamos.Não sabia nada sobre ela, tudo o que via era suas luzes do quarto acesas, nada mais que isso.Durante esse tempo, voltei a ser o mesmo cara que era antes, toda noite eu e os garotos vamos para festas e sempre pegamos várias garotas diferentes, uma melhor que a outra.Essa manhã tudo estava perfeito, até eu colocar os pés para fora de casa e a ver.Tentei seguir meu caminho mas Camila segurou em meu pulso me fazendo parar

- Eu sinto falta do seu sorriso - Olhou em meus olhos e pude ver que os seus estava marejados - da sua forma desajeitada de fazer piadas sobre mim, da maneira que ficava sem graça quando te elogiava, e até mesmo de quando eu te forçava a desabafar comigo na intenção de te ajudar - Então a lágrima - Eu sinto sua falta, Shawnie



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...