História I Will Always Love You - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 15
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Heyy ❤

Hoje é o meu aniversário! ❤🙈🎉

E como prometido, trarei mais que 1 capitulo hoje... 🎉🙈
Então, aqui está o primeiro capítulo de hoje!

Espero que gostem!
Flw

Capítulo 11 - ELEVEN


Fanfic / Fanfiction I Will Always Love You - Capítulo 11 - ELEVEN

April não acreditava no que acabara de ouvir da boca do policial. Como é que alguém iria sabutar o carro de seu próprio pai, ou melhor, porque alguém iria sabutar o carro? Qual o motivo para isso? Qual o motivo para quererem matar Jacob? Qual?

— Mas como? — já nada fazia sentido na cabeça de April.

— Está tudo bem April? — perguntou Mathew quando viu os policiais.

April simplesmente lhe fez um sinal com mão para que ele esperasse, e ele se encostou na parede á espera.

— Nos estamos a querer dizer é que nós vamos descobrir quem sabutou, e, queremos também descobrir o porque — um policial falou.

— Ahm… Okay, Obrigada.

— Era só isso. Estamos indo, se descobrirmos algo nos entraremos em contacto.

April acompanhou os dois até á porta e os dois foram embora.

— O que se passou April? — Mathew perguntou enquanto se aproximava da ruiva.

— Então… Eu e Toby vamos morar com minha mãe.

— E isso é mau?

— Um pouco — ela suspirou — eu acho… Toby nem consegue olhar direito para ela, já eu quando olho, sinto nojo. Mas não é isso o importante — ela foi em direção ao sofá da sala e sentou-se no mesmo, enquanto Mathew a seguia para que ouvisse o resto — o importante é que alguém sabutou o carro do meu pai.

— Como assim? — disse ele sentando-se ao lado da ruiva.

— Pelo que o policial disse, alguém curtou os travões do carro do meu pai, e ele estar sem o cinto de segurança só ajudou para que fosse morte certa. Merda, eu sempre falava para ele por a porra do cinto de segurança, mas ele nunca ouvia — ela disse enquanto esfregava os olhos, já estava a ficar cansada.

— Eu também quase nunca ponho o cinto de segurança — ele sussurrou, mas suficientemente alto para que a ruiva ouvisse.

— O que senhor Mathew acabou de dizer? Espero que eu tenho ouvido mal.

— Eu disse que eu sempre ponho o cinto de segurança. Foi isso — ele disse desviando o olhar.

— Uhm.

Eles se encararam e riram.

[…]

April estava de novo naquela sala de espera. Estava á espera maus uma vez de ser atendida por Ayan enquanto lia o seu livro. Desta vez, infelizmente, não era Jacob que a acompanhava, e sim Mathew. Não que ela se importasse com o facto de que Mathew a estava a acompanhar, mas ela importavasse sim com o facto de que Jacob nunca mais a iria acompanhar.

— April, pode vir — Ayan disse e sorriu quando viu que era Mathew que acompanhava a ruiva.

Mathew tratou de retribuir o sorriso para sua mãe.

April fechou o livro e entregou o mesmo a Mathew enquanto sorriu para ele. Levantou-se e foi até Ayan.

— Então April, como tem estado e estes dias? — Ayan perguntou quando as duas já estavam sentadas na mesa, como fazem em todas as outras consultas.

— Bem, dentro do possível.

— Como assim April?

— Bem, meu pai faleceu ontem. E digamos que está a ser difícil, mas acho que quem está a sofrer com tudo isto é o Toby, meu irmão.

— Meus sentimentos April — Ayan disse olhando para a ruiva com uma expressão triste.

— Você acha que para a semana poderá dar uma olhada em Toby? Eu estou a começar a ficar preocupada com ele.

— Claro April, eu farei o que poder para vos ajudar.

— Obrigada Ayan, muito obrigada.

— De nada querida, eu que agradeço, Mathew tem chegado a casa mais feliz que o costume, e acho que isso se deve a você — ela sorriu, e April sorriu timidamente — Mas agora me fale o que está sentindo em relação a tudo.

— Bem……

[…]

A consulta correu muito bem. April conseguiu desabafar com Ayan e a mesma aconselhou varias coisas em relação a Toby para que ele se sentisse melhor.

April e Mathew estão agora a ir  direção a um parque, onde o rapaz costumava brincar quando era pequeno, e ele adorava ir para lá para poder pensar, então decidiu mostrar o lugar a April, pois tinha a certeza que ela iria adorar, já que havia montes de plantas e flores á volta do parquinho, espalhadas aleatoriamente.

Os dois chegaram ao parque, e como Mathew havia previsto, ela simplesmente amou cada detalhe do parque e admirou cada ponta do mesmo.

Os dois se sentaram nos balouços que lá haviam e começaram a falar de coisas bobas e aleatórias como sempre fazem. Essas conversas eram boas para April, pois falar com Mathew sempre fazia April rir, nem que fosse um pouco, mas mesmo com esta situação toda, ela conseguia rir quando estava com Mathew, e isso o tornava especial e único para ela.

Ela nunca havia se sentido assim com ninguém e com Mathew é tudo mágico. Os sinais que está apaixonada são óbvios e ela sabia disso. Sentia as borboletas na barriga quando está com ele, suas mãos suam quando está demasiado próxima dele e suas pernas ficam bambas quando o rapaz está a ir em sua direção.

Mathew também havia sofrido muito, e ainda sofre, e mesmo assim ainda tem aquele sorriso lindo no rosto e tenta a todo o custo fazer as pessoas á sua volta rirem mesmo que estejam tristes, e isso é o que April mais admira nele, a sua capacidade de fazer as outras pessoas rirem mesmo que estejam tristes.

Ela com toda a certeza do mundo está apaixonada por aquele ser humano lindo que sempre a faz sorrir, e que se chama Mathew. E ela sabe muito bem disso.


Notas Finais


Até ao próximo capitulo!
Kisses ❤


Link do GIF da capa do capítulo: http://i2.wp.com/dabeticivan.com/wp-content/uploads/2016/07/ljuljaška.gif?resize=936%2C466
(Não sei porque o GIF não está dando 😒)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...