História I will be your remedy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Regina Mills, Swanqueen
Visualizações 378
Palavras 1.847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O tão esperado beijo chegou galeraa! Esse capítulo tem música.
O nome é We could Be Better da Janine and the mixtape ( https://youtu.be/_FRYoJOk74o ) pra quem quiser ouvir

Vou avisar pra dar play quando for a hora

Capítulo 5 - Dois universos diferentes e um beijo de amor verdadeiro.


Fanfic / Fanfiction I will be your remedy - Capítulo 5 - Dois universos diferentes e um beijo de amor verdadeiro.

Emma POV


Eu estava tão feliz por ter Regina ao meu lado naquela noite. A hora ao lado dela passava tão devagar e juro que eu não estou reclamando. Por mim o tempo podia parar todas as  vezes que estivéssemos juntas. O beijo demorado dela em meu rosto. Aquilo me causou um arrepio pelo corpo todo. Eu queria muito ter selado nossos lábios, mas se eu realmente quero que isso dê certo, devo ir devagar. Tudo tem sua hora.


O final de semana acabou e Ruby voltou junto com Zelena. Zelena disse que Regina não sabia que ela estava na cidade, queria fazer uma surpresa. Ruby e Zelena usavam um anel de compromisso. Fiquei muito feliz quando Ruby me contou tudo. Liguei pra Regina e pedi pra ela ir lá pra casa jantar comigo, disse que tinha uma surpresa pra ela.


- Emma! Me conta o que é logo!


- Não senhora curiosa. Só saberá quando vier aqui. - ela bufa do outro lado e mando um beijo pra ela.


Nós três arrumamos a casa, pedimos umas pizzas e eu fui comprar vinho para comemorarmos a união de Zel e Ruby. Entrei em uma loja que tinha perto de casa, comprei algumas guloseimas, chocolates, biscoitos, comprei jujubas, sei que Regina ama. Paguei e fui pra casa. Cheguei em casa, deixei as coisas na cozinha, Ruby, Zelena e Henry já estavam arrumados. Zelena não parava de agarrar Henry, eles estavam se dando muito bem. Fui tomar meu banho e coloquei um vestido branco, prendi meu cabelo em um rabo de cavalo, passei uma maquiagem leve. Desci as escadas correndo quando ouvi a campainha tocar.


Abri a porta e me deparo com Regina. O clima fica tenso, a vontade que eu tenho de agarrá-la é  enorme. Ficamos nos olhando. Seu olhar tinha uma mistura de desejo com amor, algo que eu não sabia explicar. Ela estava com um vestido preto colado ao seu corpo, marcando bem as suas curvas. O decote descia até um pouco abaixo dos seus seios. Seus lábios estavam pincelados por um batom vermelho sangue, acho que ela ama esse batom. Estava usando salto alto, um preto com detalhes vermelhos. Ela estava descontroladamente sexy. Saí do transe e fui até ela sorrindo. Senti o cheiro de seus cabelos, tinham cheiro de maçã, um cheiro doce, que me embriagou. Segurei suas mãos, observei cada detalhe daquele divino rosto e parei olhando para sua boca. Olhei pra ela e ela fazia o mesmo. Nossa proximidade estava me deixando maluca. Minha espinha se contorcia de tanto tesão que eu sentia por ela. Sorrimos uma para a outra e ela entrou.


Regina POV


Emma estava incrivelmente linda. Ela usava um vestido branco, seus cabelos amarrados em um rabo de cavalo. Ela tinha um cheiro de uma flor, uma flor que por coincidência eu amo muito. Fiquei olhando para ela, com desejo, amor. A vontade que tive de empurrá-la  contra a parede era enorme. Nos perdemos entre o mísero universo que havia entre nossos corpos. Observei cada detalhe de seu corpo. Minha respiração estava ofegante pela aproximação de nossos corpos, quase colados um no outro. Ela me lançou um sorriso e eu retribui. Não precisávamos falar nada, eu sabia que ela estava feliz por eu ter aparecido assim como eu estava. O silêncio entre nós nesse momento era o suficiente. Nós sabíamos o que uma queria dizer a outra apenas com o nosso olhar. Sorri pra ela e entrei. Ouvi uns sussurros vindo da sala e quando cheguei lá….


- SURPRESA SIS!


Zelena estava ali em carne e osso. Ficar sem ela ao meu lado estava sendo um pouco difícil. Zelena enchia os meus dias de animação. Não que Emma não faça isso, mas ela é minha irmã. Então às coisas são diferentes. Saí correndo em sua direção e pulei em cima dela. Eu estava tão feliz que nem me importei se eu quebraria algumas costelas dela. Ela me contou tudo, sobre seu relacionamento com Ruby, mostrou o anel. Essa surpresa sem dúvidas foi a melhor da minha vida. Ver minha irmã apaixonada e junto de uma mulher que a respeita e a ama, isso me traz uma paz enorme. Ruby contava como tinha sido o pedido de namoro, e em como Zel era romântica e tudo mais.


- Eu tô muito feliz por você tia Ruby e tia Zelena, que vocês sejam felizes para sempre. Mas eu tô morrendo de fome e a pizza vai esfriar. - Henry disse fazendo um biquinho. Todas nós caímos na gargalhada. Eu o puxei para mim e o enchi de beijinhos.


Emma olhava pra mim com cara de boba apaixonada.


- Fecha a boca Swan, a baba vai cair. - Zelena disse e rapidamente o rosto dela ficou corado. Henry gargalhava e eu também.


Fomos comer, a pizza estava uma delícia. Enquanto comíamos, conversávamos sobre várias coisas. Disse que levaria Henry e Emma para Seattle junto comigo para conhecer a empresa e os lugares lindos que tinham lá. Henry ficou muito ansioso e me fazia várias perguntas. Ele animava mais ainda nossa noite.


- Tia Zel e Ruby estão namorando. E vocês? Quando vão dar um beijinho? - Henry nos olhou com um sorriso largo no rosto. Eu não sabia o que responder e vi que Emma também não. Zelena então quebrou o gelo fazendo todos caírem na gargalhada.


- Henry seu bobinho, o tanto de beijo que elas duas já deram e você não viu…


- Zelena! - a repreendi sem conter o riso.


Mas o que elas não sabiam é que eu e Emma não tínhamos nos beijado ainda e eu ansiava por isso todos os dias. Zelena iria dormir na casa de Emma junto de Ruby essa noite, então eu resolvi ficar mais um tempo. Terminamos de comer e Henry se jogou no sofá e dormiu, mesmo com todo nosso barulho. Levei ele para o quarto e dei um beijo em sua testa desejando uma boa noite. Desci as escadas e vi Zelena dançando, acho que o álcool estava fazendo efeito nela. Ela bebeu uma garrafa de vinho quase sozinha. Essa era a minha irmã. Ela e Ruby cochicharam algo, Ruby me deu um beijo na testa e Zelena veio até a mim.


- Sis? Não espere muito para ter Emma só para você tá? - deu um beijo em minha testa.


- Amo você Zel.


Ela e Ruby subiram as escadas correndo, rindo feito loucas. Ficou apenas eu e Emma. Ela veio com um pacote de jujubas na mão e eu abri um sorriso gigante. Quem me conhece sabe que eu amo jujuba.


- Eu não acredito que você comprou tudo isso de jujuba Em!


- Eu sabia que você iria gostar.


Ela sentou ao meu lado no sofá e me mostrou uma pilha de filme. Disse para eu escolher um. Escolhi o filme que eu mais amo nesse mundo, Simplesmente acontece. O pacote de jujuba estava entre nós duas, estávamos com os pés na mesa de centro. Meu olhos estavam marejados, esse filme tocava meu coração de uma forma inexplicável. Pus a mão no pacote para pegar umas jujubas e senti minha mão repousando nos dedos delicados de Emma. Meu corpo congelou, pensei em tirar minha mão dali, mas a sensação de sentir a maciez daquela pele era tão boa e excitante. Entrelacei meus dedos nos seus, a olhei e ela me olhava sorrindo. Encostei minha cabeça em seu peito enquanto ela fazia carinho em minha cabeça. Pude ouvir seu coração batendo rápido. Era incrível saber que eu causava nela o mesmo efeito que ela causava em mim. Ficamos apenas em silêncio assistindo o filme, trocando carinhos.


O filme acabou e ela continuava com os carinhos. Mais uma vez, eu não queria ir embora tão cedo. Ficamos ali mais umas horinhas até eu ver que já estava tarde. Levantei minha cabeça devagar e fixei meu olhar dentro daqueles olhos verdes. Dei um beijo em sua bochecha e me levantei. Ela se levantou também e foi pegar algo no quarto. Estava esperando ela na porta quando ela me surpreende com uma rosa. Ela fica parada na minha frente e me dirige a palavra.

 

 Janine and the mixtape - We could be better


- Regina, você está se tornando uma pessoa especial para mim a cada dia que se passa. Quero te dar essa rosa em forma de agradecimento por toda essa felicidade que está me proporcionando. Sei o quanto você ama rosas e essa é uma das espécies que eu mais amo.


Ela termina de falar, parecia nervosa. Me lembrei das palavras de Zel e fui até ela, meu coração batia rápido. Fiquei uns centímetros distante dela, nossos lábios estavam perto o suficiente para um beijo. Nossa respiração estava descompassada. Uma mistura de tesão e amor nasceu no nosso meio. Passei minhas mãos pelos seus ombros que estavam tensos. Desci a mão até a sua cintura, puxei-a para mais perto encostando nossos lábios um no outro. O beijo dela tinha um gosto surreal, gosto que eu nunca havia provado antes. Ela passou a mão nos meus cabelos entrelaçando seus dedos neles e me puxou com força para um beijo mais intenso. Apesar do desejo, o nosso beijo foi um beijo calmo, gostoso, caloroso. Daqueles que você não quer largar a boca da pessoa de tão apaixonante que é. Ela pediu passagem e eu deixei. Sua língua passeava pelo céu da minha boca. Elas brincavam uma com a outra. Sua mão passava pelo meu corpo e eu fazia o mesmo. Tinha esperado bastante tempo para isso acontecer. Não estava acreditando que a língua da mulher que eu amo, estava passeando dentro de minha boca. Mordi seu lábio inferior, dando selinhos demorados por todo seu rosto. Dei mais um beijo demorado, sorrimos entre o beijo. Ambas felizes e realizadas.


- Eu não sei como te agradecer por isso tudo Emma. Obrigada por ser meu porto seguro.


Disse beijando-a mais uma vez, segurando seu rosto, fazendo carinho em sua pele, antes que eu fosse embora. Nos abraçamos  e ela me deu um beijo de boa noite. Seu rosto estava iluminado assim como o meu. Saí andando de costas até o carro, olhando pra ela sorrindo. Entrei no carro e segui para casa. Cheguei em casa e mandei uma mensagem para ela.


- Minha noite foi incrível. Tudo se torna incrível ao seu lado Emma. Não consigo parar de pensar em você. Já estou com saudades.


Meu peito se encheu de alegria quando vi seu nome na minha notificação.


- Eu não sei explicar como eu me sinto quando estou com você. Uma vontade louca de tê-la em meus braços. Te enchendo de amor e carinho. É inexplicável o que eu sinto por você Regi. Muito obrigada. Vamos dormir? Está tarde. Sonhe comigo senhorita Mills.  Estarei pensando em você.


- Durma bem senhorita Swan. Eu não paro de pensar em você desde o dia que eu te vi.


Ponho o celular sobre o criado mudo, me ajeito para dormir, troco de roupa e durmo tranquilamente pensando na minha loira. Isso mesmo, MINHA loira de olhos verdes. 


Notas Finais


Me perdoe se tiver algum erro. Beijos galera! Espero que gostem pq eu amei essa capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...