História I Will Love You Above All - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Ecchi, Gravidez, Jungkook, Romance
Exibições 22
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo maior para vocês, espero que gostem.


<Boa Leitura>

Capítulo 21 - Viagem


Caroline-09:30

    Acordei com a respiração de Jung Kook na minha nuca, ele dormia calmamente do meu lado, eu senti tanto a sua falta.

    Era difícil sair da cama, mas eu dei um jeito. Fui até o banheiro para tomar uma ducha. Liguei o chuveiro e fiquei ali pensando na vida, senti fortes braços me agarrando por trás, virei assustada, era o Jung Kook.

(C)- Ei, você me assustou – disse tentando parecer brava, ele fez uma carinha fofa.

(JK)- Desculpe – era impossível ficar brava com ele.

(C)- Já estou saindo. Preciso ver Daeyang.

(JK)- Eu estava brincando com você. Acabei de ir olhá-la, está dormindo.

(C)- Hum – concordei – Mas mesmo assim eu já estou saindo, agora me  dê licença para terminar o meu banho.

(JK)- Não, eu já fiquei muito tempo longe de você.

(C)- Kookie, eu sei que você quer ficar, mas esse box é muito pequeno para nós dois.

(JK)- Não será se não estivermos nele – ele disse e me pegou no colo me levando para o quarto.

(C)- Ei, não faça isso. Talvez mais tarde, okay?

(JK)- Ah, que saco.

(C)- Não faça isso, Jung Kook, eu tenho que fazer muitas coisas agora, e você tem que arrumar as coisas da turnê.

(JK)- Mas é só daqui à uma semana. Eu arrumo quando estiver faltando uns dois dias.

(C)- Vamos, eu te ajudo com as roupas, vão ser muitas coisas.

(JK)- Depois que tomarmos café da manhã você me ajuda. Vamos?

(C)- Vamos.

    Depois que tomamos café Jung Kook  e eu decidimos sair com Daeyang para passear.

    Fomos até o parque, ficamos sentados lá por um tempo.

    Um menino veio até nós, parecia ter uns doze anos.

(?)- Moça, eu acho que te conheço.

(C)- Eu?!

(?)- Sim.

(C)- Como é o seu nome?

(?) Yejun. Eu te ajudei.

(JK)- Yejun!? Então foi você quem a salvou, muito obrigada.

(Yejun)- Sim foi eu. Por nada. Você é o Jung Kook, aquele cantor, não é?

(JK)- Sim sou eu.

(C)- Yejun – intervim – Muito obrigada por me salvar.

(Yejun)- Não foi nada, meus pais me ensinaram que devemos ajudar as pessoas.

(C)- E onde estão eles agora? – os olhos de Yejun marejaram – Eu fui indelicada?

(Yejun)- Meus pais estão mortos, acidente de carro – ele disse e secou os olhos – Não tem problema, você não foi indelicada, fique tranquila. Eu não ligo mais para o que dizem.

(JK)- E... você mora onde?

(Yejun)- Nenhum lugar em específico.

(JK)- Entendo. Já que está quente hoje, e você, praticamente, salvou a vida da minha namorada, vamos tomar um sorvete?

(Yejun)- Sorvete? Tem tanto tempo que não tomo sorvete.

(C)- Isso é um sim.

(Yejun)- Claro.

 

Jung Kook

    Caroline parecia tão feliz em estar com Yejun, não pude deixar de pensar nele como um filho. Era como se ele já estivesse conosco à muito tempo.

--<>--

       Assim que chegamos em casa eu fui brincar com Daeyang no parquinho de casa. Ela ainda é muito pequena para brincar eu tenho que ajudar em tudo, ela nem anda ainda.

      Caroline foi ver as matérias que perdeu na faculdade, acho que foram muitas, ela ficou mais de uma semana afastada.

      Quando ela voltou o meu chefe de cozinha já tinha o almoço pronto, almoçamos e depois fomos arrumar as coisas da viagem, Caroline parecia estar fingindo a felicidade.

(JK)- Você está bem?

(C)- Sim, eu só... nada – ela fez uma careta.

(JK)- O quê houve? – insisti.

(C)- Não é nada. Só que nós acabamos de voltar, e você já vai passar muito tempo fora – eu a encarei e ela desviou o olhar.

(JK)- Vai ficar tudo bem. Porquê você não vai comigo? – o rosto dela pareceu relaxar.

(C)- Eu não posso. Tem a faculdade e eu já perdi um ano tive que começar de novo. Daeyang ainda é pequena para uma viagem assim. Simplesmente não dá, Kook.

(JK)- Vamos, por favor? Por mim – disse tentando fazê-la mudar de ideia, eu queria passar mais tempo com Caroline e Daeyang. Eu sei que isso é egoísmo, mas eu tenho que tentar.

(C)- Jung Kook, não faça assim.

(JK)- Carol, por favor. Quando a gente voltar eu prometo que você vai poder voltar para a faculdade. Mas agora, viaja comigo.

(C)- Kook...

(JK)- Vamos, por favor – disse, ela me encarou séria e depois abriu a boca como se fosse dizer algo mas não disse nada – Então, o que acha? Vamos?

(C)- Kook, com essa carinha você consegue qualquer coisa. Vamos – eu sorri, não podia aguentar tanta felicidade. 

(JK)- Okay, podemos arrumar a minha mala, depois arrumamos a sua e a de Daeyang.

(C)- É pode ser. Espero que valha a pena – ela disse, eu fui até ela e dei um beijo na sua testa.

(JK)- Vai valer. É uma promessa.

 

Caroline

    Depois que terminamos de arrumar todas as malas, eu me deitei no sofá para olhar todas as minhas mensagens. Tinham algumas da minha mãe perguntando se estava tudo bem. E também da minha velha amiga Katherine.

 

Mensagem ON

16:32(Katherine)- Carol, eu sei que tem um tempo que não nos falamos. Eu só queria avisar que estou indo para a Coreia, preciso conhecer sua filha (eu nem sabia que você tinha uma filha), saber como as coisas estão, e, é claro, ver os meninos (BTS). Você é sortuda, hein?

18:21(Caroline)- Quanto tempo Kathe, estava com saudades. A minha filha é linda, se chama Daeyang. Tem mesmo muito tempo, a última vez que nos falamos foi quando eu cheguei na Coreia. Estou te esperando! Quando você chega? Tem que ser antes da turnê do Kookie.

Mensagem OFF

    Eu tinha saudades de morar em Nova Iorque, saudades de tudo que deixei para trás, mas eu também amava a minha nova vida. Amava estar com o Kook e ter uma filha com ele. Eu me sinto segura ao lado deles, diferente de como me sentia nos Estados Unidos. Lá as memórias de um pai que eu queria ter me perseguiam, mesmo depois de saber sobre todas as coisas ruins que ele fez.

   Mas acima de tudo eu estava feliz aqui.

   Jung Kook interrompeu meus pensamentos.

(JK)- Que tal fazer um jantar aqui em casa?

(C)- Acho que seria bom. Pode ser quando a minha amiga chegar?

(JK)- Que amiga? – ele fez uma cara confusa.

(C)- A Katherine. Você vai chamar os meninos?

(JK)- Ah. Vou – ele disse e sentou ao meu lado – Te amo.

(C)- Também te amo – disse e o beijei.


Notas Finais


O quê estão achando?
Deixem um comentário para falar sobre as suas opiniões.
Eu vou fazer um Quiz, vocês podem perguntar o que quiserem para qualquer um dos personagens (vale para quem começou a ler a fic depois que o Quiz já tiver acabado).
Por favor, eu quero perguntas criativas, e sem besteira.
Qualquer dúvida mandar mensagem (Privada ou não) para mim.

Também quero falar que quem ainda não me adicionou nos amigos pode me adicionar.

E também leiam a minha nova fic com a S213: Love After The Olympus Escape.
Link: https://spiritfanfics.com/historia/love-after-the-olympus-escape-7091684


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...