História I will love you forever (Delena) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Tags The Originals, The Vampire Diaries
Visualizações 73
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Vamos nadar. (Parte 2)


Fanfic / Fanfiction I will love you forever (Delena) - Capítulo 12 - Vamos nadar. (Parte 2)

 

 POV Elena/Katherine

  Eu não quero parar de beija-lo, mas o meu telefone toca.

-Damon, eu tenho que atender.
-Tem mesmo?
-Sim, eu tenho. Deve ser a minha mãe.
-Você ainda fala com ela?
-É claro, ela é minha mãe!
-Ela ficou do lado do seu pai!
-Ela pediu para eu ficar, eu que quis sair de casa. -um silêncio tomou conta da cozinha e eu fui atender o telefone.

 

Chamada ON

 

-Oi, mãe.
-Oi filha, eu queria te perguntar se a Elena poderia passar as férias contigo!
-A Elena?
-Sim. Ela é sua irmã, lembra?
-É... é claro que eu lembro, mas eu achei que ela iria para a faculdade.
-E ela vai, ela só queria passar as férias contigo.
-Ela disse isso?
-Não, mas eu conheço a minha filha. 
-Mãe, eu acho melhor falar com ela antes de resolver qualquer coisa.
-Tudo bem eu só queria que vocês se resolvessem. 
-Nós não estamos brigadas.
-Quando foi a última vez que vocês conversaram?
-Mãe, isso não importa.
-É claro que importa.
-Mãe...
-Tem algo errado com você! Você está mentindo para mim!
-Não, mãe.
-Eu te conheço.
-Eu não estou mentindo, mãe.
-Tudo bem, eu acredito em você.
-É só isso? 
-Sim, ligue para Elena.
-Mãe, isso é desnecessário!
-Eu quero que você ligue para sua irmã!
-Eu ligarei.
-Qual o nome do cara? -meu coração dispara com sua pergunta.
-O que? 
-Eu sei que tem um cara, mas eu ainda não sei o nome dele! Qual o nome do cara que está com a minha filha?
-O... o nome dele é Daniel.
-Hum... mande um maravilhoso beijo para o Daniel e diga que eu quero vê-lo.
-Como assim "vê-lo"?
-Quando eu te visitar quero vê-lo.
-Oh... claro que sim. Mãe, eu preciso desligar!
-Espera Katherine!
-Oi, mãe.
-Seu pai quer falar com você.
-Mãe... eu preciso mesmo desligar.
-Katherine, por favor...
-Tchau, mãe! -desligo o telefone e volto para a cozinha.

 

 Chamada OFF

 

-Eu acho que você está certo. -digo abraçando as costas do Damon.
-Sobre o que?
-Sobre a minha mãe, ela sempre ficou do lado do meu pai e no final ela o escolheu.
-Mas você disse que você quis sair.
-Ela podia ter me impedido!
-Eu acho melhor a gente voltar hoje!
-O que?
-Eu acho melhor...
-Eu já entendi tudo, você consegue o que quer e depois cai fora!!! -tento forçar algumas lágrimas.
-Elena, para de palhaçada, você sabe que eu não estou fazendo isso.
-Então o que você está fazendo?
-Estou dizendo que acho melhor voltarmos hoje! -ele aumenta um pouco o tom da voz.
-Não grita comigo!
-Eu não estou gritando.
-Por que todo mundo é assim comigo?
-Elena...
-Não me chama assim!

 

 

POV Damon 

  Eu não estou entendendo nada, primeiro ela defende a "mamãe", depois ela diz que a mãe não a ama. Ela está na defensiva e eu não sei o porque.

-Se eu não te chamar de Elena vou te chamar de que?
-Não me chame!
-Ok. -eu saio da cozinha.

  Eu realmente não entendo porque ela está assim.

 

                                     [...]

 

Quando a tarde acaba eu pego nossas malas e ponho no iate. A viagem foi bem chata, ninguém falou nada.

-Até que enfim!! -ela disse descendo e indo para o hotel.
-Tirou as palavras de minha boca. -sussurro enquanto desço do iate.
-Ei irmão, como foi lá? -Klaus pergunta super animado.
-Foi uma merda! 
-O que aconteceu? Vocês não transaram?
-Esse foi o problema. Estava tudo ótimo até a gente transar!
-Qual foi o problema?
-Ela disse que nunca tinha transado com ninguém para a Caroline e eu ouvi por engano.
-Aham, por engano. -Klaus diz ironicamente.
-O ponto não é esse. Quando a gente chegou na minha casa eu fiz um ótimo jantar e a gente transou, mas... ela é bem experiente.
-Você está me dizendo que ela mentiu sobre ser virgem?! -Klaus pergunta bem confuso.
-Sim, é exatamente isso que eu estou dizendo.
-Eta porra!
-E depois que ela falou com a mãe no celular a mesma começou a ficar na defensiva, ela dizia que eu estava gritando e quando eu a chamei pelo nome ela pirou.
-Ela está escondendo alguma coisa.
-Eu sei!
-Vai querer descobrir?
-No momento eu quero um pouco de distância dela.
-Está com medo, Damon?
-Não, eu só não quero discutir mais! Eu já cansei de falar com ela sobre isso.
-Parece que alguém perdeu o charme.
-O charme dela acabou no momento em que ela mentiu.
-Opaaa, meu irmão está bem puto com alguém!
-A gente nem começou a namorar direito e já tem mentiras, brigas e palhaçadas. Eu não quero mais isso.
-Vai terminar com ela?
-Sim.
-Pense um pouco antes de fazer qualquer coisa.
-Eu ja pensei muito, eu não quero continuar com isso!
-Ela mudou contigo?
-Ela está mostrando quem é de verdade, tudo aquilo que nós vimos antes era só encenação, garanto!
-Não importa o que acontecer, eu sempre estarei do seu lado, maninho.
-Obrigada, Klaus.
-Vamos, nós temos que beber. -ele pega uma mala e vai para o hotel.

  Eu chego na cobertura e não vejo Elena, então eu ponho as malas no quarto e saio para beber com o Klaus.

 

 

 

POV Elena/Katherine

  Quando cheguei no hotel pedi para que Caroline e Rebekah me encontrassem no bar do mesmo.

-Como foi a surpresa? -Rebekah pergunta super animada.
-Foi legal, eu aproveitei muito até que seu irmão arranjou um maravilhoso jeito de ferrar tudo!
-O que ele fez? -Caroline pergunta meio irritada.
-Eu sai para atender o telefone, quando eu voltei ele disse que queria voltar e começamos a brigar, ele gritou comigo e eu parei de falar com ele na mesma hora.
-Meu irmão fez isso? -Rebekah está meio desconfiada, isso não é nem um pouco bom para o meu plano.
-Sim, Bekah. Eu também não esperava isso dele.
-E como vocês estão agora? -Caroline pergunta, mas eu sinto que algo está errado, elas não estão acreditando 100% em mim.
-Eu não sei e também não quero saber!
-Vamos beber! -Bekah pede uma garrafa e conversamos por toda a noite. 

  Eu não bebi muito, pois não queria dizer mais do que era necessário.

  Depois de um tempo eu resolvo ir para o quarto, o dia de hoje já teve problemas demais.

Meninas, eu vou subir.
-Ok. Boa noite, Elena. -elas dizem juntas.

 

    Quando entro no quarto Damon está sentado  na cama e com um copo na mão.

-Elena, eu gosto muito de você, mas eu gosto ainda mais da verdade. -ele põe o copo no criado-mudo.
-Eu não estou entendendo.
-Ou você me diz a verdade ou a gente termina.
-O que? -ele realmente quer terminar comigo?????
-Você está mentindo e eu não gosto de mentiras.
-Todos mentem...
-Mas eu não namoro todos!
-Você realmente vai terminar comigo por conta de um segredo?
-Se é isso que você quer.
-Eu não quero isso!
-Então me conta.
-Você realmente é um babaca!
-Eu te contei TUDO sobre mim...
-Me poupe, Damon.
-Que merda!
-Você está sendo um idiota comigo, eu nunca namorei alguém tão babaca! -eu estava tentando jogar palavras pesadas, mas a casa frase eu falhava mais.
-Quer saber... acabou!
-Tudo bem. Acabou.
-Tchau, Elena.
-Não precisa sair, a gente pode dormir no mesmo quarto.
-Eu não quero dormir no mesmo quarto que você. -essa frase realmente me machucou, mas não o suficiente para que eu contasse tudo. 
-Então foda-se.
-Eu adoro quando as pessoas revelam quem elas realmente são!
-Damon, desculpa...
-Cala a boca. -ele sai do quarto batendo a porta.

  Eu realmente estou mentindo, mas é para o meu próprio bem. Se eu agisse como eu realmente sou ninguém gostaria de mim, mas agindo desse jeito meio Elena Gilbert tenho vários amigos!

  Se eu contar a verdade vou perder tudo e vou ter que voltar ao pesadelo da transformação, eu não posso deixar isso acontecer. No fundo eu nem gosto dele dessa forma, transar com Damon fazia parte do plano, mas eu realmente estou começando a ver nele um grande desafio e eu, Katherine Gilbert, amo um desafio.

 


Notas Finais


Beijinhos 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...