História I will not give up on you ●Vauseman● - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Alex Vause, Amor, Laura Prepon, Lesbicas, Piper Chapman, Taylor Schilling, Tragedia, Vauseman
Visualizações 138
Palavras 723
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Orange, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Capítulo 14


Piper P.O.V

Durante toda a viagem eu e a Al ficamos de mãos dadas, ela não gostava muito de aviões e tinha algum medo.

-Você sabe que quando está com medo fica ainda mais perfeita ? - disse com um sorriso bobo.

Ela sorriu e me beijou. No banco do lado ouvimos uma voz fina falando "Que bonitinho". Olhei para o lado e era um menino com não mais que 3 anos, viajando com a sua mãe e nos observando. Quando olhei para ele, ele se encolheu como se estivesse envergonhado.

-Você é muito fofo. - disse a Alex para ele sorrindo.

Eu assenti com a cabeça ainda olhando para a criança então a mãe deu-lhe um beijo na testa e voltei a olhar para a Alex.

-Você já pensou em como ter crianças correndo pela casa deve ser lindo ? - disse a Alex colocando o cabelo atrás da orelha.

-Você gosta de crianças ? - perguntei.

-Sim, eu já pensei em ter um bebé à uns meses mas decidi esperar. Quero alguém para me ajudar a construir uma família, não quero cria-la sozinha. - disse ela limpando as lágrimas nos olhos. - Sinto muito orgulho da minha mãe e quero que alguém um dia me olhe com os olhos que eu olhava para ela.

-Com certeza você será uma ótima mãe um dia. - disse puxando a cabeça dela para o meu ombro.

Faltavam apenas algumas horas para aterrar-mos. A Alex tinha adormecido no meu ombro. Com cuidado para não a acordar comecei fazendo carinho nela. O menino ao lado me cutucou no braço e eu olhei sorrindo.

-Oi, desculpa, eu preciso ir no banheiro, acha que ele pode ficar com você uns minutos ? Vou ser rápida. - disse a mãe dele.

-Claro, leve o tempo que precisar. - disse.

Ela me passou o menino para o colo. Ele estava envergonhado então decidi conversar um pouco com ele.

-Como é o seu nome ? - perguntei.

-Bernardo. - disse ele escondendo o rosto com as mãos.

Dei uma risada talvez um pouco alta que acabou acordando a Alex. Ela se levantou do meu ombro um pouco confusa mas assim que viu o Bernardo, ela sorriu.

-Oi pequeno. - disse ela.

-Esse é o Bernardo a mãe dele precisou ir no banheiro e pediu para eu ficar com ele um instante. - disse passando a mão nos cabelos do bebé.

A Alex pegou ele no colo e começou a brincar com ele de achou. Nunca tinha visto nada mais fofo que aquilo. O bebé não parava de rir e no rosto da Alex também estava estampado um sorriso de orelha a orelha.

-Você é legal. - disse o Bernardo abraçando a Alex.

Ela consertou ele no colo e passou a mão pelas costas dele me exibindo um sorriso no segundo seguinte. Passei a mão no cabelo dela depositando alguns beijinhos no mesmo sítio.

A mãe dele chegou e agradeceu por termos ficado com o Bernardo. Em seguida tentou tirar o Bernardo do colo da Alex.

-Vem cá amor, você está com sono, precisa dormir. - disse a mãe dele.

-Quero dormir aqui.

-Não amor, a moça quer aproveitar a viagem dela.

A Alex ficou sem graça e com vergonha. Ela sorriu para o Bernardo.

-Se sua mãe concordar tudo bem dormir no meu colo. - disse ela olhando para a mãe do pequeno.

A mãe assentiu e me passou uma mala com as coisas do bebé.

-Ele não consegue dormir sem tomar a mamadeira antes. Se quiser eu dou para ele.

-Tudo bem, a Alex trata disso. - disse sorrindo.

Tirei da mala a mamadeira dele e o babador. Passei para a Alex as duas coisas e ela deu para ele. Depois colocou a chupeta nele me passando a mamadeira vazia e o babador. Começou embalando ele e fazendo carinho no rosto dele.

-Estou até ficando com ciúmes do Bernardo. - disse no ouvido dela.

Ela riu e me deu um beijo na bochecha.

-Eu amava ter crianças. - ela me disse com os olhos brilhando.

-Eu não tenho jeito nenhum com crianças. Mas se a gente der certo podemos tentar. - disse olhando para ela com orgulho.

-Eu quero que a gente dê certo Pipes, com você dá para imaginar um futuro, entende ?

Assenti com a cabeça segurando o queixo dela e depositando um beijo no seu lábio inferior e um pouco do queixo. O Bernardo tinha adormecido então ela o passou para o colo da mãe que agradeceu pelo que Alex tinha feito.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...