História I will not give up on you ●Vauseman● - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Alex Vause, Amor, Laura Prepon, Lesbicas, Piper Chapman, Taylor Schilling, Tragedia, Vauseman
Visualizações 140
Palavras 1.004
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Orange, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se não quiser ler cenas +18 não leia esse capítulo 😂

Capítulo 15 - Capítulo 15


Alex P.O.V

Aterramos em Santa Mônica e assim que pisei naquele chão o meu coração começou a bater a mil. Os pais da Piper estavam nos esperando então eles correram assim que nos viram.

-Filha, que bom te ver. - disse o pai abraçando-a.

-Que bom que vocês estão bem. - disse a Piper abraçando os dois. - Essa é a minha amiga Alex.

Ela apontou para mim e eu dei alguns passos cumprimentando os dois com um aperto de mão.

A mãe da Piper não pareceu gostar muito de mim, mas por outro lado o pai dela conversou bastante comigo e sempre com um sorriso o que me fez ficar mais segura. Fomos até um café perto do aeroporto e pedimos todos um café.

-Então como está o Leo ? - perguntou a mãe da Piper me olhando de canto.

-Na verdade, eu e ele já não estamos mais juntos. - disse a Piper.

-Como assim ? Você e ele ficavam tão bem, volta com ele. - disse a Mãe da Piper.

-Eu não quero me meter no meio senhores mas o Leo só estava com a Piper pelo dinheiro, ele admitiu isso na frente dela e ainda levantou a mão para lhe dar um tapa mas eu impedi. - disse olhando para os dois.

-Obrigada por isso Alex. - disse o Pai dela me dando um sorriso. - Onde vai ficar para dormir ?

Gelei durante uns segundos pois não sabia se ele iria gostar que eu fosse dizer : "na sua casa".

-Na verdade ela vai dormir lá em casa. - disse a Piper.

-Tudo bem filha.

Entramos no carro dos pais da Piper. Os dois iam no banco da frente e nós íamos atrás. A Piper me deu a mão sem mais ninguém perceber e me olhou nos olhos. A minha vontade era de beija-la mas claro que não podia. Chegamos a casa deles. Uma casa grande e bem decorada, uma das empregadas chegou perto de nós e pegou nas malas.

-Para onde levo as malas da sua amiga ? - perguntou para a Piper.

-Para o meu quarto. - disse ela.

A mãe dela olhou de lado mas eu não dei muita importância. Subimos para o quarto para Piper se arrumar para o funeral da prima da mãe. Quando ela se arrumou chegou até mim me beijando.

-Quando voltar acho que te posso recompensar pela outra vez. - disse no meu ouvido.

Antes dela sair do quarto dei-lhe um tapa no bumbum e ela olhou para trás mordendo o lábio. Depois saiu do quarto e eu fiquei ali. O quarto dela era cheio de cores, tinha cortinas grandes azuis, tapetes rosa espalhados pelo quarto e um móvel de cada cor. Era agradável, mostrava o lado criança dela o que eu achava demasiado​ fofo. Fiquei ali na cama deitada a mexer no celular vendo as horas passar até que a Piper entra no quarto.

-Como foi amor ? - perguntei sentando-me na cama.

-Funerais nunca são bons. - disse ela tirando os sapatos.

Me levantei e tranquei a porta. Piper me olhou confusa.

-O Que está fazendo ?

-Se esqueceu do "quando voltar acho que posso te compensar?" - disse colocando os óculos na cabeça.

Ela morde o lábio e se levanta. Vou até ela e coloco as mãos na cintura dela.

-Se você não quiser está tudo ok, eu sei que você nunca fez isto antes. - disse.

-Você já fez isso antes ?

-Eu já fiz sim, mas nunca com sentimento. Nunca namorei, e assim como você estou assustada.

Ela sorriu e me beijou me jogando contra a parede com as costas. Puxei o cabelo dela deixando o pescoço dela à mostra e deixei leves marcas na pele descoberta. Coloquei as pontas dos dedos no início das calças dela tirando-as. A língua dela invadiu a minha boca e então tirei a camisa dela, deixando-a só de calcinha e sutiã. Ela começou a tirar o meu moletom que era a única peça que tinha vestida tirando-o. Depois me puxou da parede me jogando na cama. Começou a arranhar as minhas costas com as unhas pequenas que tinha. De seguida me sentei no quadril dela rebolando e pude ver nos olhos dela o quanto ela me desejava. Ela colocou as mãos nas minhas coxas arranhando-as e me fazendo arfar. Ela sentou-se ainda comigo no seu colo e juntou os nossos corpos. Colocou a cabeça no meu peito e tirou o meu sutiã. Ela beijou o vale dos meus seios e eu arfei. Empurrei o corpo dela denovo contra o colchão e tirei também o sutiã dela fazendo o mesmo ato que ela tinha feito. Ela gemeu alto.

-Você quer alertar os seus pais ? - disse rindo.

Ela fez sinal com a cabeça que não e eu a imitei. Voltei a beijar os seios dela e fui descendo com beijos por toda a sua barriga até chegar à sua intimidade. Começei a massagear ainda por cima do tecido e ela cravou as unhas nos lençois mordendo os lábios. Tirei a peça com os dentes e depois deixei algumas marcas na sua barriga. Ela suava por todo o lado e aquilo era uma visão ótima. Penetrei-a com primeiro 1 e depois 2 dedos e ela deixou escapar alguns gemidos. Assim que ela atingiu o ápice suguei tudo e ela me puxou para me deitar no seu peito.

-Isso foi incrível, porque foi com você. - disse ela beijando-me.

-Você foi ótima. Te amo princesa. - disse massagendo os cabelos dela.

-Também te amo. - disse ela.

Ela se levantou e me puxou até ao banheiro do quarto dela para tomarmos​ banho. Assim que voltamos do banheiro vestimos roupas lavadas e descemos para jantar.

-Só agora meninas ? - disse o pai da Piper.

-Desculpe pai, estávamos vendo algumas coisas no computador.

O pai assentiu e começamos a refeição. Quando terminamos subimos de novo para o quarto e a Piper trouxe lençóis para trocar a cama. Ajudei-a e depois deitamos assistindo um filme. Ela se deitou no meu peito e eu fiquei acariciando os cabelos dela. A menos de metade do filme ela já estava dormindo. Deitei-a no travesseiro e apaguei a TV me deitando do lado dela.


Notas Finais


Não sei quanto tempo demorarei para escrever o próximo mas espero que entendam e não desistam da fic 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...