História I Will Protect You- Imagine Park Jimin - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Rap Monster, Suga, V, Xiumin
Tags Anjos, Demonios, Imagine, Jimin, Você
Exibições 79
Palavras 1.643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Geeeeente saudades...? Eu sim! De você >...<

Não postei esses dias porque segunda foi meu niver... E ontem preguiça mesmo :3
Capitulo passado, pensei que vocês fossem me matar sei lá, mais vocês foram super amores >...< Melhores leitores já amo vocês de montão.

Hoje o cap está levemente fofo humilde opinião.

Boa leitura~

Capítulo 10 - Capítulo 9- Te dou uma chance!


Fanfic / Fanfiction I Will Protect You- Imagine Park Jimin - Capítulo 10 - Capítulo 9- Te dou uma chance!

     Capítulo 9- Te dou uma chance!

 

Acordei em um cenário branco, primeiro pensei que estava no céu, quando minha visão melhorou vi que estava em um hospital, meus braços e pernas estava cheias de curativo e ainda com manchas roxas... E minha idéia de ter sido só um pesadelo que ninguém queria ter, foi por água abaixo.

- Porque estou aqui?- Perguntei para enfermeira que adentrava na sala.

- Perdeu muito sangue noite passada, te trouxeram de urgência para o hospital.- Respondeu com clareza.

- E Ella?

- Na lanchonete acho.- Falou pegando meu pulso.- Vamos ver sua pressão, ela abaixou bastante ontem.

- Não sabia que tinha pressão baixa...- Disse pensativa.

- Não tinha... Só que passou a ter ontem.

Ella entrou na sala e abriu um sorriso quando me viu acordada, sempre fiquei com a mesma expressão que acordei, ou seja nenhuma.

- Volto em um estante.- Falou a enfermeira fria saindo.

- Como você ta meu amor?- Perguntou sorrindo, fiquei com nojo desse sorriso.

- Onde está meu celular?

- Aqui.- Responde me entregando com uma expressão preocupada.- Ele não parava de tocar.

- Só tenho amigos virtuais, e nenhum deles sabem o que aconteceu.-  Disse olha o mesmo.

Desconhecido:

____. (23:00)

____, você está bem? (23:30)

Me responde por favor é o Teahyung! (23:45)

Estou preocupado ninguém quer dizer onde é sua casa... (24:14)

Ou onde você está. (24:14)

____ ultima mensagem se não me responder é porque não está bem. (01:23)

Está melhor ____? (07:54)

____, me responde por favor. Desculpa por bater no seu pai, por tentar te beijar no karaokê ou te chamar de linda na porta as sua casa. (08:27)

Só me responde por favor, prometo que não faço mais isso com ninguém. Só quero saber como estar. (08:28)

Estou pensando que você me odeia... Desculpa ____ por te incomoda. (08:30)

Arregalei os olhos de surpresa... Dês das onzes ele me manda mensagem... Aposto que as meninas deram meu numero para ele, porque eu odiaria a pessoa que me salvou?

- ____? Está sentindo dor? Porque chora?- Estou chorando?... Por isso que senti algo quente descer no meu rosto.

- Por nada.- Limpei as lagrimas que caíram.- Desde quando estou aqui?

- Das doze eu acho, porque?- Perguntou preocupada.

- Nada.- Voltei a atenção para meu celular.

Taehyung:

Você: ninguém pode mais descansar na cama de um hospital? (09:48)

Taehyung: _____! Grassas aos céus estava preocupado. (09:50)

Porque está no hospital? (09:50)

Você: Sei lá... Talvez porque ontem quase fui morta espancada e quando cheguei em casa quase me suicidei. (09:51)

Taehyung: Desculpa, que pergunta idiota. (09:51)

Que hospital você está? (09:51)

- Ella que hospital estou?- Perguntei, a mesma olhava para mim com atenção.

-  Wooridul Spine.- Respondeu.

Taehyung:

Taehyung: ____? (10:00)

Você: Woodirul Spine, porque? (10:03)

Taehyung: Nossa... Só pra saber, tchau ____ vou sair agora. (10:03)

Você: Tchau. (10:04)

Ella só sabia me encarar, e eu já estava incomodada.

- O que foi?- Perguntei impaciente.

Quando ela ia responder, a enfermeira chegou com outra mulher, bem bonita por sinal.

- Essa é a doutora Mia, ela é uma das melhores psicólogas e é conhecida mundialmente.- Falou respondendo minha pergunta mentalmente.

- Prazer.- Disse a doutora com um sorriso doce enjoativo.

- Porque ela está aqui?- Falei seca.

- Quero conversa com você, não posso?- Me respondeu calmamente.

- Tenho cara de quem quer conversa com você?- Me exaltei.

- Nos deixem sozinha.- E assim as duas saíram.- Pode me contar o que aconteceu?- Perguntou se aproximando.

- O que?- Me fiz de desentendida. Até ela puxar minha coberta e deixar a amostrar todos os curativos e machucadas.- Hey! Que falta de educação é essa!?

- Agora pode me contar?- Neguei com a cabeça.- É sobre sua família?- Neguei- Ella?- Neguei- Sua mãe?- Neguei.- Pai?- Não fiz nada.- Ele que fez isso com você?

- Os cortes fui eu.- Falei fria, e antes dela perguntar mais alguma coisa mostrei minha conversa com Taehyung.

- Ele te espancou, e você fez esses cortes onde ele te bateu?- Assenti então ela se aproximou do meu pescoço e ficou observando.- ____ tem certeza que ele só te espancou?- Perguntou seria.

- Sim.- Menti, porem acho que não deu muito certo.

- ____ seu pai estava são quando tento te estrupar?- Engolir seco quando perguntou isso.- Pode falar só quero te ajudar, faça de mim seu diário mais secreto só hoje.

Quando Mia falou isso comecei a chorar, a chorar como noite passada. E contei tudo que estava preso na minha garganta e no meu coração, falei parte da minha infância que lembrava. E Mia escrevia tudo. Quando terminei ela parou de anotar e me encarou por um tempo, enquanto mexia em meu celular.

- ____ sabe o que é depressão?- Falou calma.

 - A depressão é uma perturbação do humor caracterizada por um conjunto de sintomas, que incluem tristeza e/ou diminuição do interesse pela realização de tarefas, perda de apetite, alterações do sono, fadiga e perda de energia, sentimentos de desvalorização ou culpa excessiva, visão negativa e pessimista da vida, alterações da memória e concentração, dificuldade em tomar decisões e idéias suicidas

- ____, você tem todos os sintomas desde pequena.- Disse calma.

- Eu não tenho! Que bosta.- A enfermeira entra.

- Visita para senhorita.- Apontou para mim.

- Quero falar antes com essa visita.- Respondeu Mia por mim me deixando sozinha.

Fiquei olhando meus braços e pernas machucados, fui tentar olhar para meu lado esquerdo não consegui pois meu pescoço doía muito, então passei minha mão pelo mesmo e senti vários machucados na região.

- Oi ____.- Ouvi uma voz masculina olhei para porta, era Taehyung segurando um buque de flores brancas.- Como ta?

- Oi Taehyung, bem até.- Ele se aproximou de mim com o buque e dei um espirro.- Tira essa desgraça de perto de mim!

-Nossa! Que gentileza, venho da puta que pariu visitar você e ainda te trago um presente, e é assim que sou recebido.- Falou exaltado.

- Que flores são essas?- Espirrei novamente.

- Lírio, são lindas né?

- Sua anta acéfala, não da pra ver que alergia!?- Gritei.

- Como saberia sua quenga?- Gritou de volta.

- Me chamou de que?- Perguntei seria.

- D-Desculpa!- Exclamou, então eu comecei a rir.- Buguei legal agora.

- Nunca xinguei ninguém, nem sei o que isso significa “quenga”.- Voltei a rir.

- Nem queria saber.- Fez uma cara estranha e afastou as flores.- Você esta bem diferente da ultima vez te vi.- Falou brincando.

- Gostou do meu novo corte? Eu mesma fiz.- Taehyung me olhou serio.

- Não foi só o cabelo que cortou.- Olhou para meu corpo.- Porque fez isso?

- Porque eu quis?- Falei como se fosse óbvio.

- Foi por causa do seu pai?

- Não, do meu cachorro que não tenho.- Me exaltei.

- Desculpa.- Abaixou a cabeça.- Se eu tentasse te beijar isso não teria acontecido.

- Hey! Eu saí porque não estava me sentindo bem. Se eu não tivesse entrado no bar e falado com ele isso não teria acontecido, bem que um lado meu dizia pra não entrar, porem fui teimosa, hahah.- Ri fraco.- Eu até queria te beijar, só pra saber a experiência.- Ri de novo só que forçadamente para não ficar um clima tenso, Taehyung me olhou serio.

Ele começou a se aproximar com determinação para minha pessoa, não sabia o que ele iria fazer, até o mesmo pega minha nuca gentilmente e se aproximar, só seu rosto dessa vez. Não hesitei queria realmente saber, me aproximava também só que bem devagar. Por fim Taehyung me beija e pedi passagem e eu cedi, nossas línguas começaram a explorar a boca um do outro e ter uma bela dança de luxuria, os lábios de Taehyung eram macios e gostoso de sentir nos meus. Então lembrei do que acontecera comigo e o empurrei para longe, logo abaixando minha cabeça impedindo de ver seu rosto.

- O que foi? Não gostou?- Exclamou.

- Como você consegue beijar uma garota tão impura como eu?- Respondi de cabeça baixa.

- Como é?- Ouvi seus passos se aproximando.

- Depois que aconteceu comigo ainda me beija, aposto que fez isso por pena.- Me segurava para não chorar, Taehyung ergueu meu queixo fazendo o encará-lo.

- Não fiz isso por pena, porque pena eu não tenho de ninguém, nem de você que está nessa cama agora nesse estado. Se te visitei foi porque fiquei preocupado com você, queria saber o que aconteceu com você depois daquela noite, não dormi pensado em você, e se te beijei foi porque eu quis e não pude fazer isso antes.- Com essas palavras Taehyung me fez chorar, nunca imaginei alguém dizendo isso  para mim. Então ele me abraçou e continuou a falar.- Desde do sexto ano eu presto atenção em você, só que... Só que nunca tive coragem de te dirigir uma palavra, quando soube que você iria para o Karaokê fiquei feliz pois teria uma chance de me aproxima de você, mas estraguei tudo.- Então o empurrei pra longe.

- Seu idiota! Porque você não falou comigo! Eu não sou um bicho de sete cabeças para você ter medo,  não vou te devorar ou te jogar macumba por falar comigo!- Realmente me estressei com isso.- Desde que entrei nesse colégio não tive nenhum amigo, você podendo falar comigo, ficava me estalkendo que raiva!- Fiz aegyo e crusei os braços. Então ele ri.

- Desculpa... Mais então você me da uma chance?- disse sorrindo.

- Você sabe que não tenho nenhum sentimento por você, sem ser amizade ner?- O encarei seria.

- Aaaah sua trouxa, quero dizer, uma chance para ser seu amigo e te tira dessa situação.- Ele sabe que tenho depressão? Será que Mia disse alguma coisa?- E então.

- Te dou uma chance!- Sorri e Taehyung me abraçou.


Notas Finais


Que cute o final *---*

Não esqueci da fic do Kookie tá. :3

Até aproxima :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...