História I Will Protect You- Imagine Park Jimin - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Rap Monster, Suga, V, Xiumin
Tags Anjos, Demonios, Imagine, Jimin, Você
Exibições 107
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E é esse capítulo que você querem me ver morta...
Temos mais um novo personagem!
E de novo tive que colocar esse capítulo para entenderem no futuro... :3

Quero que vocês leiam as notas finais por favor.

Perdão os errinhos

E boa leitura~

Capítulo 9 - Capítulo 8- Porque você fez isso comigo!


Fanfic / Fanfiction I Will Protect You- Imagine Park Jimin - Capítulo 9 - Capítulo 8- Porque você fez isso comigo!

     Capítulo 8- Porque você fez isso comigo!

 

Quando entrei vários homens estava com um sorriso no rosto olhando para mim, encolhi meus ombros e fui até meu mai que não estava nem um pouco sóbrio.

- O-O que o senhor está fazendo aqui?- Perguntei tocando seu ombro.

-...- Ele ficou olhando para mim como se tentasse me reconhecer.-____!- Minha mãe?

- Não eu não a mamãe, vem vamos.- Peguei seu pulso, o mesmo me olhou com rancor.- P-Papai?

Não falou nada só empurrou minha mão e pegou me pulso, tirando-me daquele bar. Andamos por um bom tempo até chegarmos à um beco bem fundo, no qual me jogou com muita força que me fez machucar me cotovelo. Automaticamente comecei a chorar.

- ____... Você voltou.- Chamou minha mãe.- Porque me deixou? Me deixou só.

Seu olhar era vazio, estava delirando por causa da bebida, eu só chorava com medo do que ele queria fazer.

- Mais você voltou... E está linda... Mas tem que aprender uma lição para não me abandonar nunca mais...- Ele se aproximou e começou a me chutar bem forte, cada chute ele ria.- Isso é pra você aprender!.- Começou a gritar. Me puxou pela gola da camisa e deu vários tapas na minha cara, uma mais forte que o outro, não tinha força para pará-lo pois meu corpo doía muito.- Vai me deixar de novo?- Um chute na barriga.- Se. Você. Me. Prometer. Nunca me deixar.- A cada palavra ele me batia e me chutava, minha visão estava começando a escurecer porem me negava a desmaia.

- P-Por favor... P-Para papai...- Suplicava ao mesmo que ria com minha situação.

- Então está com saudade... Toda vez que queria ser fodida me chamava de papai.- Voltou a me puxar pela gola, só que dessa vez beijava e chupava meu pescoço.

- Para! Para! Socorro!- Não conseguia me mover só abrir minha boca.- Socorro!- Ninguém ouviria o beco era muito fundo.

- Não se faça de difícil ____.- Chamou minha mãe de novo e puxou meu cabelo me arrastando.- Eu quero o mesmo que você quer!- Voltou a beijar meu pescoço e à acariciar minhas coxas.- Vocês está mais gostosa que nunca!- Lambeu meu pescoço e rasgou um lado da minha camisa deixando uma das minhas pernas a amostra.

- Alguém me ajuda!- Gritei o mais alto possível, porem ninguém ouviu. Era esse meu destino? Ser estrupada pelo meu próprio pai?

Ele se distanciou de mim e tirou seu cinto, então começou a me bater com o mesmo, já não sentia mais nada pois minhas pernas estavam adormecidas. A única coisa que podia fazer era aclamar por ajudar e chorar, estava perdendo as esperanças que alguém viria me ajudar. Ele começou a abaixar sua calça começando a mostrar seu membro já rígido, estava olhando incrédula com a situação que aconteceria quando senti uma brisa sobre mim. Era meu pai caindo aos meus pais, olhei par cima vi o garoto do karaokê, ele começou a chutar o cara que estava no chão desacordado.

- Para, para por favor!- chorava, ele olhou para mim assustado com a minha aparência e me pegou no colo.

- Cheguei tarde demais...- Sussurrou mais consegui ouvir.

Ele me levou a um lugar que desconheço e me deixou sentada no banco.

- Seu celular?- Perguntou , e eu só entreguei minha bolsa a ele. O mesmo vasculhou ela até achar meu celular, quando achou ligou para um numero e falou com alguém da minha casa para vir me buscar.- O seu motorista já vem, não se preocupa.

- O-Obrigada.- Só conseguia olhar para os meus pés e chorar em silencio.

- E quem era aquele cretino?

- M-Meu...- Não conseguia termina minha frase, as palavras não conseguiam sair.-... Pai...- Completei depois de um tempo, vi que o garoto deu uns passos para trás.

- Aquele não era seu pai!- Exclamou.

- Estava bêbedo.- Respondi fria.

- Esse animal é um estrupador que merece ficar atrás das grandes por tentar te violar! E pensar que ele dirige a maior empresa da Coréia...- Falou insultado.

 - Não sei porque você está assim. Ele tentou fazer algo comigo, não com você.- Respondi levanto a cabeça e olhando para o garoto que me olhava assustado.

- M-Meu nome é Taehyung, salvei meu numero no seu celular se quiser conversa.- Hyun-Ki chegou e logo entrei com dificuldade mais consegui entrar no carro.- Tchau ____.

Hyun-Ki me olhava assustado com minha aparência, mais não falava nada. Quando cheguei em casa as ultimas forças que tinha foi gastas quando subi as escadas correndo para não ver o rosto de Ella e me trancando no meu banheiro. Me encostei na porta do mesmo e escorreguei até sentir chão, abracei meus braços e comecei a chorar. Pensei que não tinha mais lagrimas porem estava engana pois chorei tanto quanto estava naquela cena. Me levantei e me olhei no espelho... Me arrependi porque estava irreconhecível, com manchas roxas em toda parte do meu corpo, minha meia e vestido rasgados, marcas de sinto em minhas pernas e de mãos no meu rosto, meu pesco com marcas de boca... Comecei a gritar e a chorar com minha aparência horrível por impulso quebrei o espelho com um soco que os cacos do mesmo prenderam em minha mão que estava tendo uma hemorragia.

- Estou suja!- Comecei a gritar olhando para os cacos no chão que refletia varias de mim.- Estou horrível!

- Minha princesa abre a porta pra mim!- Ella gritava na porta.

- Não! Não mereço ser vista por ninguém! Pois... Não sou mais pura!- Chorava e gritava.

-Não diz isso! Abre, vamos conversa!- Insistia.

- Não vou abrir essa merda! Desiste!-Gritei.

Abracei-me e me encolhi em um canto do banheiro que estava ensangüentado, peguei um caco e comecei a me corta, em todas as partes que aquele homem me tocou para tentar me limpar causando mais sangue no banheiro. Peguei meu cabelo que alcançará o joelho a cortá-lo o mesmo, que agora ficaram no ombro.

Meu pai ia me estrupar... Ia me violar... Porque? O que eu fiz? Não merecia isso...

- Porque você fez isso comigo!- Gritei- Porque!- Então voltei a chorar.


Notas Finais


Não me matem! Ela não morreu ;-; Ainda tem bastante coisa para acontecer.

Tadinha da ____, fiquei com uma coisa presa na garganta.

Mais o que eu queria conversa era... Estou pensando... Estou querendo fazer uma Fic imagine do Jungkook... O que vocês acham? Fala ai nos comentários... Mais um aviso. Vou postar ela de qualquer forma :3

Até a próxima^^~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...