História I wish I hadn't met you, appa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Life Is Strange
Exibições 13
Palavras 692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee (eu N aguento hehue)
Espero que goosteem

Capítulo 5 - I hate you... And I'll never love you


- Quem é você? - Um homem de olhos puxados(óbvio) e cabelo... Laranja? Atende a porta e me olha chocado. Os outros sentados no sofá fazem o mesmo.

- Preciso falar com Kim Namjoom. - Falo sem demonstrar emoção.

- Fã?

- Preciso. Falar. Com. Kim Namjoon. Agora. - Repito mais devagar e entro na casa. Então é essa casa que meu pai e seus amigos idiotas moram enquanto eu e minha avó morávamos naquela casinha.

- E-ele ainda não chegou.

Sala gigante, TV gigante, sofá gigante, cozinha aparentemente gigante e escada para segundo andar. Cagando dinheiro praticamente.

Deixo minha mala ao lado da porta e me sento no sofá, apoiando meus cotovelos nos meus joelhos. Todos me encaram e eu olho atentamente para cada um deles. Todos tem cara de completos idiotas, como eu suspeitava. Nem sabiam da minha existência.

Pego a carta do bolso do moletom e estendo em direção a eles.

- Eu não vou morder vocês! Peguem a porra da carta.

- Tá bom, tá bom. - O loiro pega a carta e analisa o envelope.

- Vamos esperar o Rapmon para abrir. - O de cabelos marrom sugere. IDIOTAS. TODOS VOCÊS.

- Tanto faz.

- Quem é você? - Um de cabelos pretos fala comigo. O encaro sem expressão e ele parece não se abalar.

E então, ele entra pela porta. Realmente pareço com ele. Seu olhar para em mim e nos encaramos por segundos que parecem horas. Fecho a cara.

- Olá papai. - Dou um sorriso falso e desmancho logo em seguida.

- Quem é você?

Arranco a carta da mão do cara de cabelo meio... Lilás eu acho, assustando ele. Gostei do fato de que sou praticamente do tamanho dele. E estendo para Namjoon.

Ele pega e abre. Deve conter as mesmas informações que minha avó falou no aeroporto. Não ligo, só continuo encarando ele enquanto lê. Ele olha pra mim novamente, com os olhos cheios de lágrimas. Me olha com raiva e eu não desvio o olhar. Ele simplesmente sobe as escadas e eu escuto uma porta batendo.

- Obrigada pela recepção, paizinho. - Reviro os olhos e me viro para os garotos me olhando. - É pessoal. A filha de Kim Namjoon está de volta. - Faço uma reverencia exagerada e sarcástica.

- Tudo bem...? - O de cabelo rosa se levanta e se aproxima de mim.

- Chloe.

- Tudo bem Chloe. Vou te mostrar seu quarto aí você pode explicar melhor essa história. - Oito quartos na casa. Cagando dinheiro.

- Não sei seu nome.

- Você não sabe os nossos nomes. - O de cabelo preto recebe uma cotovelada do de cabelo marrom. Obvio que eu sabia exatamente quem Jimin, Jin, Jungkook, Hoseok, Yoongi e Taehyung eram. Mas eu não iria dar esse gostinho a eles.

- Eu deveria saber? - Reviro os olhos e pego minha mala e acompanho Jin até meu quarto.

Ele é inteiramente branco. Acho que eles nunca esperariam uma menina de 13 anos. Ainda bem que não é rosa como o cabelo dele.

Deixo a mala preta ao lado da cama e me sento nela. Apoio meus cotovelos nos joelhos e coloco as mãos no rosto.

Como eu fui parar aqui?

Eu não estou preparada para nada disso, sabe. Só queria poder respirar sem ter toda essa pressão em cima de mim. Eu não quero essa vida. Mas nunca temos o que nós queremos.

Olho para a frente e Jin continua lá, me observando.

- Tá olhando o que? - Falo com a voz meio alterada, me levantando. Chuto a mala. Esmaga meus dedos, sob o all star, mas eu não ligo. Tenho vontade de gritar, mas não posso. Queria chorar, mas não consigo.

- Quer conversar?

- Vai lá com seus amigos idiotas, falar sobre a filha idiota do grande Kim Namjoon. Talvez consiga mais respostas com o retardado que me colocou no mundo do que com ela. Não quero falar com você. - Ele sai devagar, fechando a porta. Respiro fundo. Mais calma, começo a desfazer minha mala colocando as roupas no closet. Dobro todas elas com calma tentando acalmar minha cabeça. 


Notas Finais


Vou começar a postar diariamente, pq sim
Até amanhã
*piscadela*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...