História I Wish You Noona - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jeon Jungkook, Romance
Visualizações 163
Palavras 857
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Opa, mais um capitulo. Boa leitura <3

Capítulo 4 - Sonhos


Fanfic / Fanfiction I Wish You Noona - Capítulo 4 - Sonhos

 -- Noona estou tão envergonhado – falou tampando o rosto com as mãos.

 -- Não precisa meu bebe, afinal sou sua noona, preciso te ajudar – falei tirando suas mãos de seu rosto e me aproximando. – Feche os olhinhos – falei e ele obedeceu. – Agora relaxe que a noona vai beijar você, faça o que achar melhor e não fique tímido – falei e ele assentiu sorrindo.

 Me aproximei de seu rosto, encostei nossos lábios e o mesmo suspirou, pedi passagem com a língua e ele cedeu. Jungkookie estava indo bem pra quem nunca havia beijado, esse garoto é só surpresa. Ele se soltou mais um pouco e colocou suas mãos em minha cintura com um pouco de receio, mas logo depois apertou o local. Tivemos que parar pela infeliz da falta de ar.

 -- Noona, isso foi tão bom – falou corando. – Eu fui mal?

 -- Você foi bem até de mais – falei sorrindo e ele sorriu também.

 -- Aigoo noona não está quente aqui? – falou e eu ri.

 -- É só impressão sua Kookie – falei rindo.

 -- Noona por que não mostra mais coisas? – perguntou e eu arregalei os olhos, o que eu fiz esse menino se tornar meu deus.

 -- O que você queria Kookie? – perguntei e o mesmo fez uma cara de duvida.

 -- Ah, eu queria retribuir aquilo que você fez comigo antes sabe noona – falou dando um sorrisinho.

 -- Kookie, acho melhor deixar pra outro dia – falei meia sem graça.

 -- Ah que pena, eu queria tanto te provar noona – arregalei os olhos suspirando fundo. Ele está me fazendo perder a pouca sanidade que me resta.

 -- O que acha de comer algo agora, hum? – perguntei e ele assentiu animadamente.

 Comecei a preparar alguns lanchinhos pra nós dois, voltei até a sala e lá estava ele, parecia tão pensativo que resolvi perguntar.

 -- O que tanto pensa? – perguntei cutucando o mesmo.

 -- Noona, você me acha inocente? – perguntou me olhando aguardando uma resposta.

 -- Pra falar a verdade, muito Kookie – falei e o mesmo fez bico. – Mais a noona gosta de você assim – falei bagunçando seus cabelos.

 -- O que acha de tirar minha inocência noona? – perguntou e eu quase cuspi o suco pra fora. – Noona calma – falou rindo.

 -- Kookie desde quando ficou assim? – perguntei ainda assustada.

 -- Desde que te conheci – falou calmo. – Sabe noona, você é tão linda – falou dando um sorrisinho fofo.

 -- Aish está me deixando sem graça – falei cruzando os braços.

 

 ~~

 -- Kookie eu já disse pra ficar aqui, tá chovendo muito lá fora – falei tentando convence-lo de dormir aqui em casa, lá fora caia uma tempestade de chuva, não ia deixar ele sair assim.

 -- Mas minha casa é do lado – falou cruzando os braços.

 -- Mais eu não vou deixar você pegar um resfriado, vou ligar pra sua mãe e você vai dormir aqui – falei pegando meu celular.

 A mãe de Kookie já havia autorizado mas ele continuava emburrado, queria saber o motivo. Me deitei na cama enquanto ele continuava sentado olhando pro tempo.

 -- Ei Kookie deite aqui logo, está frio – falei e o mesmo resolveu se deitar ao meu lado.

 Ele me abraçou por trás, estava quase pegando sono quando sinto um gemido baixinho vindo dele, olhei pra ele e o mesmo parecia estar sonhando com algo, já até imaginei o que poderia ser, soltei uma risadinha baixinha e voltei a fechar os olhos, até sentir um aperto em minha cintura, o mesmo estava me apertando muito forte e continuava falando enquanto sonhava:

 -- Noona – ele falava cada vez mais alto. Resolvi acorda-lo pois aquilo estava me despertando se é que me entende.

 -- Kookie – o balancei e nada. – Kookie – mais uma tentativa falha.

 -- Noona me deixe tocar você também por favor – falou baixinho enquanto ainda sonhava, meu deus eu não vou aguentar isso.

 -- Kookie acorda! – falei o balançando mais forte e ele abriu os olhos rapidamente, ele estava suando, ri baixinho.

 -- Noona me desculpe – falou olhando pro lado envergonhado. – Meu deus eu preciso ir ao banheiro – falou correndo até o banheiro e eu ri me deitando novamente.

 -- Ai ai – falei suspirando. – O que eu fiz com aquele garotinho de antes?

 

 -- Ei acorde está de dia – Kookie falou me balançando.

 -- Só mais um pouquinho – falei resmungando baixinho.

 -- Noona já são 11:00 – falou e eu dei um pulo.

 -- Meus deus – falei me levantando rapidamente indo até o banheiro.

 

 -- Noona essa noite eu tive um sonho muito estranho, desculpe te acordar – falou sem graça.

 -- Não se desculpe, isso é normal – falei sorrindo tentando acalma-lo. – O que você sonhou? – perguntei e ele quase derruba seu café na mesa.

 -- N-nada de mais noona – falou com as bochechas vermelhas, tão fofo.

 -- Se não quer contar tudo bem, eu sei o que é – falei e ele arregalou os olhos.

 -- S-sabe? – perguntou assustado.

 -- Claro, aliás eu já tive esse tipo de sonho – falei me lembrando daquele dia em sua casa.

 -- Com quem noona? – perguntou curioso.

 -- Você – falei tampando minha boca logo em seguida. Eu não devia ter falado, aish.

 -- Então você também me deseja noona?


Notas Finais


só digo uma coisa: eita kookie aldkslfdsfjd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...