História I wouldn't mind - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Camren_Devonne

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Taylor Swift
Tags Camren, Fifth Harmony
Exibições 46
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meu povo!
Uns meses atrás, por impulso decidi excluir esta história. Porém me arrependi, e aqui está ela de volta.
A partir deste cap, ela vai ser escrita de um jeito totalmente diferente, porém ainda com alguns fatos reais Na maior parte do tempo ela será uma narrativa, mas terão alguns POVs das personagens.
Acho que é isso, qualquer erro conserto depois. Espero que gostem.

Boa leitura!

Capítulo 3 - Meeting


Fanfic / Fanfiction I wouldn't mind - Capítulo 3 - Meeting

Depois do jantar, Taylor saiu como sempre fazia quase todas as noites. Ia a bares, bebia, ficava com outros e outras e no final fazia questão de escancarar isto na cara de Camila. Porém, a mesma não se importava mais, perdeu todo o amor que uma vez teve por Taylor. Em casa, resolveu alguns assuntos de trabalho e tirou um tempo para Noah, ele é o que ainda a mantém de pé nesta situação, quando está com ele, esquece todos os problemas e permite-se viajar pela bela e divertida imaginação que assim como ele, todas as crianças têm.

Passadas algumas horas de pura diversão com seu pequeno e colocou na cama, em seguida lhe contou uma história.

 

- Mama – Ele a chamou sonolento. – Qual história você vai amanhã?

- Você ainda nem dormiu e já quer saber da história de amanhã? – Fez cócegas em seu pescoço, arrancando gargalhadas gostosas do garoto.

- Sim – Disse recuperando o fôlego. – Amo suas histórias. – Sorriu.

- E eu te amo meu pequenino – Afagou seu rosto. – Agora dorme.

- Boa noite mama, te quiero.

- Te quiero mi ángel. – Depositou um beijo em sua testa.

 

Camila foi para seu quarto, deitou na cama, assim que se ajeitou ouviu algo indo de encontro ao chão. Seu celular.

Esqueceu totalmente do que Taylor havia feito mais cedo, felizmente não havia nenhum dano. O que realmente continha era duas mensagens e eram de... Lauren.

“Ela dormiu, então não me ignorou.” Camila disse alto. Até pensava na ideia de Lauren ter gostado de seu inesperado convite de se encontrarem. Sem mais delongas, começou a digitar uma nova mensagem esperando que a resposta não demorasse a chegar.

 

C: Oi

C: Ainda está por aí?

 

No mesmo instante, ela já estava escrevendo. O coração da latina começou a disparar rapidamente com esta simples ação, era normal? Não.

 

L: Hey, estou aqui. Desculpe mais uma vez pelo vácuo.

C: Não tem problema.

L: Então... Sobre o convite, ainda está de pé?

C: Claro!

L: Ótimo! Quando podemos nos encontrar?

C: Sexta, às 16h no Central Park, tudo bem pra você?

L: Perfeito.

 

Camila não acreditava no que acabara de ocorrer, as palavras eram digitadas por puro impulso, ela não tinha qualquer controle sobre a situação. Apenas queria se esconder, nunca havia ficado tão nervosa como agora, e pelo visto só ela encontrava-se naquela desse jeito. Lauren dava a impressão de plena segurança com as respostas simples e diretas.

L: Acho que alguém sumiu.

 

O aviso sonoro do aparelho estourou a bolha na qual Camila se instalara, olhou para a tela achando engraçado o jeito que Lauren se referia a seu pequeno desligamento.

 

C: Não... É só que ainda não creio no que acabei de fazer.

L: Relaxa, não sou nenhuma psicopata.

C: Acho que muitos não pensam dessa forma. ;)

L: Agora você me pegou!

C: Kkk

 

E o momento de descontração serviu para tranquilizar Camila. Um fato curioso é que com o passar dos anos, aquela jovem latina desinibida, festeira, sucesso entre as garotas foi morrendo aos poucos depois de sua gravidez. Hoje é uma mulher de negócios, porém muito insegura e mais fechada para certas coisas.

 

O passado às vezes pode ser duro e interferir no futuro.

 

Duas horas e as moças ainda conversavam, descobriam várias coisas em comum – além de vinhos – neste tempo, como músicas, séries, filmes, comida e afins. Camila passou a se encantar por aquela Lauren totalmente diferente da que todos falam e temem, no entanto, como a alegria costuma em muitos momentos, ser instantânea, a da latina foi interrompida por ninguém mais do que Taylor. Completamente alcoolizada, uma cena comum que piorava constantemente, e como já estava preparada para o que iria acontecer em seguida, inventou uma desculpa de sono para despedir-se de Lauren. Assim que deixou o celular em um móvel perto da cama, a loira chapada aparece no quarto e se joga na mesma.

 

- Veem cá – Dizia arrastadamente. – Vamos fazer amoor. – Aproximou-se agarrando fortemente o corpo da mais nova.

- Sem chance, Taylor. – Camila tentava livrar-se do contato bruto.

- Cala a boca e me obe-dece – Soluçou. – Até parece que não gosta mais disto. – Pressionava todo o corpo em cima da morena.

- Com você, não gosto mais! – Sentiu sua camiseta começar a ser rasgada e Taylor arranhar violentamente seu tórax. – Sai! – Empurrou-a para longe com toda força que pode reunir. – Me deixa em paz.

- Só vou te – Soluçou novamente. – Te deixar em paaz quando tiver o que é meuu – A loira foi para perto e roubou um beijo de Camila mordendo-lhe os lábios. – Boa noiite queridaa. – Deitou-se na cama e apagou.

- Não durmo contigo pelo resto da minha vida.

 

Infesada, foi até ao closet, trocou as roupas agora abarrotadas por um pijama confortável e rumou até o quarto de Noah. O garoto dormia tranquilamente e Camila aconchegou-se cuidadosa para não acordá-lo e o envolveu em um abraço. Observava uma foto que o filho havia no quarto, era o dia do aniversário de quatro anos dele. O que mais a encantava naquele retrato era o brilho que emanava dos olhinhos verdes do pequeno, um verde reconhecido para Camila, só não lembrava onde tinha visto aquele mesmo tom de cor.

Depois da turbulência de instante atrás, o que restara para ela era descansar. Por incrível que pareça, ela não estava tensa por conta do que houve, deixou-se relaxar ao lado de seu bem mais precioso e levou os pensamentos à conversa com Lauren, o que a animou para querer conhecê-la ainda mais.

 

...

 

23 de Janeiro

 

Lauren andava de um lado para o outro, em sua frente, uma infinidade de roupas à espera de sua escolha. O problema: qual? Ela queria causar uma boa impressão, contudo, look formal de crítica estava fora de cogitação, olhou para o relógio na parede e o mesmo marcava três horas. Ok, só uma hora para se aprontar... E como odiava se atrasar, decidiu optar por seu lado meio hipster. Coturnos e jeans pretos, contrastando com uma regata branca do The 1975, – sua banda favorita – finalizando com uma jaqueta de couro. Escolheu apenas por uma base no rosto, nada pesado, reuniu suas coisas e às três e meia dirigiu-se ao Central Park. Seu coração palpitava cada vez mais e sentia um frio no estômago na medida em que se aproximava do destino, nunca reagiu desta forma, nem mesmo quando saía com várias garotas. Algo nela dizia que hoje seria diferente.

Já no local, recebeu uma mensagem da responsável por isto.

 

C: Cheguei! Estou embaixo de uma árvore perto do lago.

L: Ok! Já já apareço aí.

 

Foi em direção ao lago, a ansiedade tomava conta de seu andar, o deixando mais rápido a cada passada. Parou em uma pequena elevação para avistar a árvore, observou ao redor até seus olhos pararem em uma mulher sentada apreciando a sobra enquanto concentrava-se na leitura. Era ela. Recomeçou a andar, seus passos cada vez mais lentos até estar bem mais perto da mulher de cabelos negros, aproveitou que ela estava distraída e começou a analisá-la... Seu jeito, suas roupas, seu corpo.

 

- Camila Cabello. – Pronunciou o nome de forma suave. A morena, que até então permanecia de cabeça abaixada, desviou suas atenções à mulher em pé na sua frente.

- Lauren Jauregui. – Disse seu nome da mesma forma. Ofereceu um sorriso amigável para a moça dos olhos verdes, e esta se fixou no rosto da morena.


Notas Finais


Então? Bom para um renascimento das cinzas? kk
Qualquer sugestão, ideia, etc., comentem ou me mandem um tweet - @JaureguiJackie - respondo todos! :)

E para quem prefere acompanhar pelo Wattpad, segue o link: https://www.wattpad.com/story/91609853-i-wouldn%27t-mind
#IWMIsBack


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...