História I wouldn't mind - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Camren_Devonne

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Taylor Swift
Tags Camren, Fifth Harmony
Exibições 47
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E pra comemorar o clipe que não teve beijo, segue mais um capítulo. \0/

Boa leitura!

Capítulo 4 - New impressions


Fanfic / Fanfiction I wouldn't mind - Capítulo 4 - New impressions

Camila parecia vidrada na mulher de pele clara, cabelos escuros e... Olhos verdes. As duas se encararam por mais um tempo até que Lauren estendeu a mão para a morena que aceitou de bom grado e levantou-se em seguida.

 

- Prazer em conhecê-la. – Lauren quebrou o curto silêncio que havia se instaurado.

- O prazer é todo meu – Camila disse ainda meio tímida, mas não deixava o olhar da mulher. – Então, quer continuar aqui ou dar uma volta?

- Só se você aceitar eu te levar para tomar um café depois. – Falou Lauren arrancando um riso baixo da latina.

- Ok, eu aceito. – Disse e pela primeira vez viu o sorriso divertido de Lauren.

 

Então começaram a caminhar pelo parque, era óbvio que o início do assunto começou com a crítica e as mensagens, e a coisa começou a fluir. Sempre diziam algo clichê como “gostei da sua roupa"; "é uma das minhas bandas preferidas” e acabavam entrando em papos descontraídos.

Camila, discrepante de outras ocasiões, ficou mais à vontade com Lauren, ela era movida por algo que a fazia despreocupar-se com tudo. Surpreendida, essa a palavra para descrever Lauren, uma pessoa totalmente ao contrário daquele que amedontrava grandes potências no ramo de vinhos com um simples texto.

E como combinado, as duas pararam em uma cafeteria. Camila fez seu pedido: um cappuccino com chocolate. Lauren escolheu um frappuccino de baunilha à base de creme.

 

- Não quis café hoje? – Camila questionou sobre a decisão da mulher.

- Na verdade, eu não gosto de café – Lauren disse levando o copo aos lábios. – Naquela hora, disse apenas para parecer legal. – Falou meio sem graça e a latina riu de sua expressão.

- Você não precisa de um café pra ser legal.

- Então não me considera mais uma psicopata?

- Nunca falei que você era uma.

- Mas deu a entender na mensagem. – Lauren olhou para Camila estreitamente escondendo parte de seu rosto através do copo.

- Se continuar me olhando desse jeito vou desconsiderar o que acabei de dizer. – Camila fingiu um semblante de preocupação e Lauren sorriu aproximando-se dela.

- Não se preocupe – Os verdes gamados nos castanhos. – Não sou má com pessoas como você.

- Como eu? – Camila engoliu o café quente sentindo seu peito subindo e descendo rapidamente por conta do pouco espaço entre as duas.

- Sim, como você – Lauren pegou em sua mão. – Especiais – Sorriu ternamente para a morena que lhe retribuiu o carinho. – Vem. – Cruzou seu braço com o de Camila e a conduziu para outro local.

 

Chegaram ao Strawberry Fields, um campo dentro do Central Park, em frente ao Dakota Building e que foi eternizado por John Lennon. Várias pessoas se reúnem no lugar para prestar homenagens, deixam flores, velas, cantam músicas, todos os dias ao sempiterno beatle. Lauren e Camila sentaram-se em um banco, e num apreciável silêncio, observavam o vasto campo, apesar do horário não estava muito movimentado. Lauren jogou a cabeça para trás sentindo a brisa fresca bater em seu rosto. Camila passeava com os olhos por aquela face, a pele alva sendo iluminada pelos últimos raios de sol, o leve sorriso que nascia em seus lábios, os cabelos movimentando-se devagar conforme o vento soprava.

 

- Há quanto tempo me olha? – As pálpebras se abriram dando visão aos olhos verdes de uma morena fixada na dona dos mesmos.

- Não sei... Impressão minha ou Lauren Jauregui está corando? – Camila interrogou deixando a mulher ainda mais vermelha.

- Isso é normal – Ela proferiu tentando esconder o rosto com as mãos. – Todos nós ficamos envergonhados de vez em quando. – Tinha uma expressão carrancuda.

- Ownn – Camila pendeu a cabeça de lado. – Quanta fofura, realmente você não é uma psicopata. – Riu e Lauren revirou os olhos parando no livro que a latina portava consigo.

- E esse livro? – Apontou para o mesmo. – Parecia bem interessada nele quando eu cheguei.

- É uma história fantástica.

- Tem ação? – Lauren perguntou animada como uma criança.

- Sim, mas o foco é o romance – Camila pegou o livro. – Trata-se de um casal que se conheceu nos campos de batalha durante a guerra entre seus países e... É melhor eu parar, caso contrário, acabo contando tudo já que não é a primeira vez que eu o leio.

- Fiquei interessada, acho que vou ler um dia destes.

- Recomendo. Sempre que venho aqui escolho aquela árvore para ler ele ou qualquer outra história. – Voltou a deixar o livro no banco e encarou o horizonte.

- Algo de especial nela? – Lauren interpelou.

- Acho que é por ser o primeiro lugar que conheci no primeiro dia em Nova York – Sorriu. – Criei um carinho especial por ela.

- Entendo – Lauren repetiu a ação da morena. – Strawberry Fields também é especial para mim. É meu ponto de paz e equilíbrio – Olhou para o rosto de Camila que clareou com a iluminação artificial do ambiente. – Por isso quis trazê-la aqui.

 

As duas se encararam como se procurassem algo oculto, para elas era como se fosse um déjà vu, quase questionando uma a outra: “já não nos vimos antes?”

Fato era que um simples passeio no parque foi o bastante para as duas construírem uma aproximação maior. O celular de Camila acionou um alarme, era o lembrete de que havia deixado Noah na casa de Dinah e precisava buscá-lo. Já ia se despedindo de Lauren e pegar um taxi, mas a mesma – com muito custo – ofereceu-se a levá-la até seu filho.

E dentro do carro, tiveram mais um momento de entretenimento ao cantarem várias músicas durante o trajeto, Camila extraia gargalhadas gostosas de Lauren com suas dancinhas esquisitas e fazia propositalmente por deleitar-se do som da risada da mulher mais nívea ao seu lado.

Quando chegaram a Dinah, a morena desceu do carro para pegar seu filho. O pequeno descansava no sofá, cena conhecida, já que ele se divertia com inúmeras coisas que Dinah fazia. Por falar nela, não tirava a atenção da janela que dava visão ao Maserati GranTurismo azul estacionado em frente sua casa. Camila saía da residência e apenas ouviu de sua amiga um “depois quero explicações”.

 

...

 

- Pena que dormiu, queria falar com ele. – Lauren disse assim que parou o carro em frente ao condomínio de Camila.

- Terão outras oportunidades. – Camila lhe lançou um piscar de olho e abriu a porta do carro.

- Eu te ajudo – Lauren saiu e acorreu à morena enquanto ela tirava o filho do carro. – Parece muito contigo. – Afagou os cabelos do menino.

- Sim, todos que o veem falam isto – Sorriu orgulhosa. – Obrigada por hoje, Lauren, adorei conhecê-la e espero que possamos nos ver mais vezes.

- Teremos outras oportunidades – Disse fazendo os mesmos gestos de Camila, porém o que veio em seguida era inesperado pela latina. Lauren a puxou levemente pela cintura para um abraço caloroso adotado por um beijo no canto de seu rosto. – Até breve, Camila Cabello. – Falou trazendo de volta uma Camila atônita para a terra.

- Até breve, Lauren Jauregui. – Lançou-lhe um último sorriso antes de desaparecer pela portaria do edifício. Lauren a seguiu com os olhos até onde pode e voltou para o carro, posteriormente partindo dali para sua casa.

 

...

 

Em seu apartamento, Camila ajeitou Noah na cama e tomou um banho. Ela estava flutuando, relembrando os momentos com Lauren, sorria ao recordar do rosto, da risada, do abraço e beijo que acontecera uma hora atrás. Pode até ter sido um gesto normal de Lauren, – Camila pensava – no entanto causou efeitos desconhecidos na latina, mas eram bons.

O barulho da porta batendo agressivamente fez Camila pular na cama... Era Taylor.

 

- Quem era aquela mulher com que conversava?! – Ela surgiu furiosa no cômodo.

- Uma amiga. – Camila disse indiferente não se importando com o estado da loira.

- Amiga bem íntima, não é? Quase te beijou na boca.

- Não! Lauren e eu nos conhecemos hoje... E como você sabe que eu estava com ela?

- Lauren? – Interveio ignorando a pergunta da morena. – Seria Lauren Jauregui?

- Sim, você a conhece? – Camila perguntou curiosa, entretanto a ira de Taylor aumentou ao ter o nome da mulher que viu junto com a latina confirmado. Começou a dar chutes em móveis e jogar alguns objetos no chão.

- O que deu em você agora? Ficou maluca? – A mais nova colocou-se de pé assustada.

- Eu te proíbo a ver essa mulher. – Taylor ordenou segurando firme o braço de Camila.

- Por quê?

- Não te interessa, apenas não a quero perto dela e ponto final! – Os olhos azuis fuzilavam os castanhos.

- Primeiro, chega aqui toda esquentadinha. Não me fala de onde a conhece e agora pede pra eu me afastar dela?! – Camila desvencilhou-se do contato. – Não vou parar de vê-la por um capricho seu.

- Então vai se arrepender. – Taylor saiu do quarto, Camila ouviu a porta da sala bater outra vez.

- Vê se não volta mais. – Cerrou a fala entre os dentes e deixou uma lágrima teimosa cair.

 


Notas Finais


Então?...

Até o próximo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...