História Ice and Fire - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Aegon Targaryen, Arya Stark, Brandon "Bran" Stark, Cersei Lannister, Daenerys Targaryen, Davos Seaworth, Gendry, Jaime Lannister, Jon Snow, Jorah Mormont, Sansa Stark, Tyrion Lannister
Tags Daenerys Targaryen, Drama, Got, Jon Snow, Jonerys, Romance
Visualizações 398
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegueeei com mais um capítulo ❤️ Estamos quase chegando em 100 favoritos, quem não favoritou pode favoritar viu pra ter notificação toda vez que eu postar e meus amados leitores poderiam dar uma moralzinha e divulgar hein. Aproveitem o capítulo de hoje 💕

Capítulo 13 - Capítulo Treze


- Eu estou tão feliz pela senhora. - Missandei ajudava Daenerys a se arrumar, ela se olhava no espelho observando sua barriga.

- Acho até que já engordei um pouco, três meses, em breve a barriga vai estar enorme e todos irão perceber, eu lembro que quando eu fiquei grávida doía até sentar. - Daenerys abaixa a cabeça, as lembranças da perda de seu filho eram dolorosas. - Eu tenho medo de acontecer a mesma coisa novamente, e ele não nascer com vida.

- Não pense nisso, você e Lorde Snow estão felizes, ele nunca deixaria ninguém tocar você sem sua permissão. - Daenerys sorri, Jon estava até mais feliz que ela, todo dia fazia planos e já estava inventando até brincadeiras, sempre quando estavam juntos eles esqueciam que a Grande Guerra estava chegando.

- O que me preocupa é que daqui a alguns meses Jon está partindo para Guerra, com essas condições eu não posso montar no Dragão, eu tenho medo que algo de ruim o aconteça.

- Eu também estou nessa situação, sua graça. - Missandei sorri timidamente. - Ultimamente eu e Verme Cinzento estávamos mais próximos...a senhora sabe!

- Eu fico tão feliz em saber disso, Missandei. Você não tem noção do quanto eu torço pela felicidade de vocês dois. - Daenerys já desconfiava que os dois estavam se encontrando escondidos na noite, Jon já esbarrou com Verme Cinzento em uma noite, ele tentou disfarçar mas Jon tinha contado pra ela e eles rapidamente chegaram à conclusão que algo acontecia ali.

- Estou com medo dele não retornar dessa Guerra, nós sabemos que não será fácil, eles estarão lutando contra a morte.

- Estamos na mesma situação, o que nós podemos fazer é rezar aos deuses que eles retornem com vida. - Daenerys suspira. Elas são interrompidas por batidas na porta e Dany pede que entre.

- Vim saber como você está, se está tudo bem com nosso filho. - Jon vai até Daenerys e deposita um selinho.

- Não faz nem uma hora que nos vimos na refeição, Jon. - Daenerys ri e é acompanhada por Missandei.

- Eu preciso saber se a mãe do meu filho e minha futura esposa estão bem. - Jon sorri como um bobo, a sua felicidade era nítida pra qualquer pessoa que o visse.

- É bom ouvir você dizer isso, futura esposa. - Daenerys coloca os braços ao redor do pescoço de Jon. 

- Eu gosto de falar isso e vou gostar mais ainda quando te chamar de minha esposa. - Jon acaba com a distância que existia entre eles a puxando e iniciando um beijo profundo, quando as coisas começam a esquentar, Jon escuta os paços de Missandei saindo e interrompe o beijo. - Não precisa sair, eu tenho que resolver um assunto importante.

- Está bem, mas volte logo pra mim. - Daenerys sussurra em seu ouvido, provocando-o.

- Não faça isso. - Jon resmunga. - Hoje à tarde quero te levar para um passeio, sair um pouco daqui.

- Está certo. - Daenerys suspira ao vê-lo deixando o quarto. - Nós estávamos falando sobre o que mesmo? - As duas não aguentam e começam a rir.


Theon estava no quarto que Jon tinha separado pra ele, não tinha coragem de sair por Winterfell, todos o odiavam e com toda razão, o mal que ele tinha feito aquele povo era imperdoável, ele gostaria de mudar tudo, desejava nunca ter traído seu melhor amigo, Robb Stark, sentia falta dele na maioria das vezes, sempre foram companheiros tanto de bebida quanto nos treinos, e o que mais o machucava era que Robb morreu o odiando. Theon escuta a porta bater e fica receoso mas pede que entre.

- Você não desceu para tomar café da manhã, achei que poderia estar com algum problema. - Jon se aproximou.

- Eu não me sinto à vontade, sei que quase todo o Norte me odeia pelo que fiz com os Stark's. - Theon abaixa a cabeça.

- Não tiro a razão deles, mas você tem que sair desse quarto, não pode se esconder aqui pra sempre.

- Ainda é difícil pra mim lidar com tudo isso, eu sempre me senti um Stark e acabei traindo todos vocês.

- Agora eu sei como você se sente. - Jon se sentia confortável de falar sobre aquilo com Theon, ele já fez muitas coisas erradas mas agora sabia como ele se sentiu.

- Impossível Jon, passei a minha vida toda com esse dilema e optei pelo lado errado, e virei as costas pra família que sempre me acolheu.

- Eu descobri quem é a minha mãe. - Theo o olha surpreso com a informação. - Lyanna Stark, seu nome.

- Espera...essa não é a irmã de Ned?

- Sim, o que significa que eu não sou filho dele. Meu pai é Rhaegar Targaryen, ele e a minha mãe fugiram e casaram em segredo.

- Isso te faz um Targaryen, é um Stark.

- Exatamente. Quando eu soube disse não foi fácil, estou apaixonado por Daenerys e ela é minha tia, mas não consigo lutar contra o amor que sinto, estou passando por cima da minha honra.

- Mas ainda assim está fazendo por um motivo nobre, Jon. - Theon sempre invejou a facilidade com que Jon tinha em resolver as coisas, ele sempre optava pelo lado da verdade, ele queria ser assim.

- Você ainda tem tempo Theon, nós vamos vencer essa guerra e iremos atrás de sua irmã, você terá uma segunda chance.

- Espero que isso se realize, Yara saberá cuidar do castelo, ela foi criada para administrar tudo aquilo.

- Agora levanta dessa cama, você vai fazer suas refeições conosco. - Jon ergue sua mão para Theon e ele segura contente, era hora de encarar todos.



Sansa estava brincando com Fantasma, ele era tão calado e obediente, foi feito para Jon, era igualzinho a ele, sempre tão quieto, observador e protetor não só com Jon mas com ela e seus irmãos também. Sansa sentia falta de Lady, só de lembrar que a perdeu por conta de Joffrey sente mais nojo ainda dele. Ela escuta alguns passos se aproximar e vira para trás.

- Assustada? - Arya rir e acaricia o lobo.

- Fantasma me protegeria. - Ela rir e levanta para encarar a irmã. - Jon já falou com você? - Arya assente. - Claro que ele já falou com você.

- O que achou? - Arya sabia que a irmã não gostava de Daenerys. Quando Jon a contou que seria pai ficou feliz por ele, com certeza seria um excelente pai.

- Fico feliz por ele apesar de não gostar muito dela, Jon não esconde a felicidade de ser pai, se ele está feliz eu estou também.

- Essa criança será especial, Jon sempre gostou de ensinar as coisas pra mim, Bran ou Rickon, com certeza seu filho ou filha vai seguir os passos do pai.

- Agora mudando de assunto, vamos falar sobre você. - Arya a olha confusa. - Você está sempre acompanhada daquele garoto que sobreviveu a muralha, como é o nome dele mesmo.

- O Gendry? Ele é meu amigo. - Arya começa a rir. - Eu estou falando sério, Sansa.

- Eu não disse nada. - Sansa estava desconfiada a um tempo que sua irmã estava tendo algo com o garoto, mas preferiu observar antes.

- Mas pensou, estou falando sério, ele é apenas um amigo. - Arya começou a gaguejar e isso fez a irmã rir.

- Então por que está tão nervosa? - Se um dia Sansa teve dúvidas, naquele momento ela teve certeza, sua irmã caçula estava começando a se apaixonar.

- Oras, a pessoa não pode nem conversar com uma pessoa de sexo oposto, eu já havia conhecido Gendry enquanto estava fugindo de Cersei, ele foi tirado de mim e nunca mais nos vimos.

- Foi tirado de você? - Sansa catuca a irmã, que reage dando um tapa nela. - Isso doeu, Arya.

- Pare de ficar insinuando coisas. - Arya se sentia desconfortável em tocar nesse assunto.

- Você está começando a ficar vermelha. - Arya nega. - Está sim.

- Você é insuportável, não sei o que me deu para vir aqui conversar com você. - Arya se retira emburrada do lugar deixando Sansa aos risos.



- Pensativo? - Daenerys se aproximou e sentou ao lado de Tyrion.

- Tem como não ficar? Nunca em minha vida imaginei que haveria uma luta contra os mortos. - Ele vai até a jarra e enche o copo de vinho mais uma vez. - Quer um?

- Não, obrigada. - Daenerys sorrir. - Eu preciso te contar uma coisa.

- Não me diga que há mais problemas vindo por aí.

- Não exatamente, pelo menos pra mim não é.

- Então me diga logo, estou começando a ficar preocupado.

- Não vou fazer rodeios, eu e Jon estamos planejando nos casar. - Tyrion reage espantado, ele sabia que Jon e Daenerys estavam tendo um caso mas não que chegaria a esse ponto.

- Você tem certeza que quer isso? Daenerys, ele é um bastardo, pode ser Protetor do Norte mas ainda sim é bastardo. - Daenerys o olha assustada com a resposta, ela sabia que Tyrion não seria a favor por sempre dizer que prefere ela sozinha, assim não envolveria sentimentos na hora de tomar decisões.

- Eu não imaginava que você fosse esse tipo de pessoa.

- Eu gosto muito dele, Jon Snow é irritante de tão perfeito que ele é, mas um casamento realizado por amor é um perigo, tantas histórias acabaram mal por causa disso, um casamento em forma de aliança sem paixão pode ser bem mais duradouro.

- Eu posso legitimizar Jon quando for rainha, você sabe que esse não é o motivo principal. - Ela mente, Jon não queria contar para todos antes da Guerra que era um Targaryen. - Um casamento com amor pode sim ter um final feliz e ser tão duradouro quanto um apenas por aliança, eu não vou me casar por obrigação, eu nem planejava isso. Eu sou Daenerys Targaryen, não preciso de ninguém, mas eu não escolhi me apaixonar e irei me casar você querendo ou não.

- Me desculpe, minha rainha. Nós temos opiniões diferentes sobre isso, mas se é de sua vontade, eu não serei contra e irei apoia-la em todas as situações.

- Tem mais uma coisa. - Ela leva a mão até a sua barriga e encara Tyrion. - Eu estou à espera de um filho.


Notas Finais


E aí o que acharam desse capítulo? 😱 O cap de amanhã vai ter a volta de um personagem da série que vai movimentar nossa história 🌚
Não esqueçam de deixar comentário sobre o que achou desse cap, dicas, suposições, o que vocês quiserem e eu joguei no ar um spoiler do cap de amanhã, quem vcs acham que é? 🤐😰🙊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...