História Ice Heart - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori
Tags Akemi, Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Christa Sakamaki, Coração De Gelo, Depressão, Eve, Ice Heart, Incesto, Kanato Sakamaki, Karl Heinz, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Lua, Magia, Mortes, Poderes De Gelo, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Sakamaki, Sexo, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Sobrenatural, Subaru Sakamaki, Suícidio, Tortura, Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 43
Palavras 1.653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


-> Fanfiction criada inteiramente por mim;
-> Os personagens que estão no quesito personagens da fanfic são da Reject, então os direitos dos personagens dedico totalmente à eles;
-> Alguns fatos do anime e dos jogos usufruirei para uma melhor comparação;
-> Plágio é crime!
-> Caso queiram comentar, estarei a postos respondendo e lendo todos os comentários, sejam eles de críticas (construtivas, please!)
-> Desejo a todos vocês uma ótima leitura!

Capítulo 2 - Capítulo Um: Assim como a Neve


Fanfic / Fanfiction Ice Heart - Capítulo 2 - Capítulo Um: Assim como a Neve

===========================================================================

Quando você sentir o meu calor

Olhe nos meus olhos

É onde meus demônios se escondem

Não se aproxime muito

É escuro aqui dentro

É onde meus demônios se escondem

(Demons - Imagine Dragons)

 

                                                                             §===={...}====§

 

 Ajoelhada a frente das duas lápides. De cabeça baixa, deixando os seus cabelos loiros - agora maiores, na altura de sua cintura - ficarem a frente de seu rosto. Segurando em suas mãos pálidas flores de gelo, na qual ela tinha a mais plena certeza de que não derreteriam nem com o mais extremo calor.

 Os dois túmulos de pedra, um tanto quanto escurecidos pelo tempo, carregavam os nomes de seus progenitores. A memória da antiga noite que limitou o seu futuro ao que estava vivendo agora. Lágrimas começaram a escorrer para ir em direção ao chão, cumprindo o seu dever de acordo com a gravidade. Seus atos eram observados pela loba que a criou, tendo o seu olhar firme para com ela, enquanto sentia a leve brisa gélida balançar mesmo que minimamente o seu pelo albino.

 O vento foi se intensificando, e trazendo consigo alguns pequeninos flocos de neve. Talvez fosse a premissa de uma estação do ano chegando, ou até mesmo, algum efeito colateral do sentimento de tristeza se instalando na moça Akemi.

 As primeiras pigmentações brancas já podiam ser percebidas, as coníferas em volta da planície também começavam a ganhar tal coloração. O céu fora fechado pelas nuvens de tom cinza, a claridade diminuiu. Tudo isso era o sinal do inverno chegando. 

 E com ele, chega também o frio, tanto na alma, quanto no físico. A jovem, poderia ter os meios de se acostumar com o frio - tanto que já o tinha feito há muito tempo -, porém, não conseguiu se acostumar com a nevasca que havia prevalecido em sua alma. Assim como a ventania, não consegue se controlar, e julga-se muito por isso.

 Largou as flores, que ficaram com uma outra camada mais recente de gelo sobre, ao meio dos dois túmulos com lentidão, podendo ser comparado até mesmo com uma possível despedida da garota para os dois entes queridos que ali estavam enterrados, como uma última homenagem.

- Farei isso por vocês. - Murmurou tórridamente, erguendo o seu olhar para a direção a sua frente, ainda com as lágrimas escorrendo de seus olhos azuis claros e passando pela sua pele pálida até chegar de encontro com o chão. - Não deixarei mais ninguém morrer por mim. - Passou com a mão pela pedra a sua direita e teve como consequência o crescimento imediato de uma camada de gelo sobre aquela região.

 O toque fora logo cortado, e ela levantou-se, deixando seus cabelos irem com o vento, e com ele também a sua capa vermelho sangue - que estava em contato com o chão - se movimentarem. Secou as lágrimas com as mãos, e assim que terminara, levantou o capuz sobre a sua cabeça. Seguiu o caminho a sua frente, deixando para trás agora as lápides, sendo seguida minuciosamente pela loba, que fez questão de a seguir.

 

                                              ____(§) Capítulo Um: Assim como a Neve (§)____

 

 A enorme e vasta janela dava visão para um pequeno espaço do jardim ser visto. Dava para se observar as plantas - que antes tinham suas colorações vivas, ou quase - tomando a coloração branca em seu natural. Os flocos de neve caiam sem pesar, sem se importar com qualquer interrupção que fosse. Uma vez ou outra, uma brisa fria passava movimentando a vegetação. Tudo era interessante naquele momento sóbrio para o observador, que admirava com maestria tudo acontecendo diante de si, com somente o vidro o separando do contato com o fenômeno.

 Sentado e acomodado no assento de sofá escuro, o rapaz com a cabeça encostada no vidro estava pensativo. E usava como artifício de distração a paisagem que estava sendo construída pouco a pouco pela recém-chegada estação do ano. Seus olhos vermelhos não tinham brilho, e seu olhar estava completamente perdido, sentia falta de alguém e isso o machucava bastante. Isso o deixava irritado, pois julgava que era uma fraqueza um ser como tal sofrer por isso. 

 Direcionou os seus olhos desta vez para a pequena e tão letal arma a sua frente, deixando cair uma mecha de seu cabelo branco cair sobre o seu olho direito. A adaga de prata reluzia com a claridade emitida pela pouca, mas ainda presente luz do dia. Lembranças tomaram conta de seu ser, e este tombou a cabeça para trás desta vez, jogando o cabelo para a mesma direção.

 Estava tentando a todo custo afastar tais, porém era inevitável. Querendo ou não sempre estaria condenado a ter as mesmas sensações e a mesma culpa que sempre fazia questão de o assombrar, de o recordar de tudo que necessitava esquecer mais do que depressa.

- Subaru? - Seus devaneios foram interrompidos pelo seu irmão mais velho, que o chamara. O de cabelos platinados ergueu o seu olhar para o vampiro que estava encostado no batente da porta de madeira de braços cruzados. - O quatro olhos tá chamando todo mundo na sala. Disse que é importante. - Dito isso, ele desvaneceu, deixando-o só novamente e a porta ainda entreaberta.

 Passou a mão pelos cabelos, os bagunçando levemente e soltando um pesado suspiro, como se houvesse prendido a respiração. Levantou-se rapidamente, olhando uma última vez para a paisagem, quase que se despedindo e saindo do cômodo em que estava, caminhando em passos largos com o fim de descobrir logo do que se tratava.

 

                                                                                 §===={...}====§

 

- Aquele homem, ligou. - Começou, despertando a atenção dos presentes no vasto cômodo o segundo mais velho, que pigarreou e prosseguiu. - Disse uma coisa que me intrigou bastante.

- Para intrigar o quatro olhos, tem que ser uma coisa absurda. - Tombou a cabeça para trás o ruivo em um tom de descontração, porém parou assim que percebeu o olhar firme do moreno sobre si, e levantou os braços em sinal de rendição.

- O que eu quero dizer é que... - Tomou a palavra novamente. - Ele disse que a decisão do próximo rei vampiro não é mais pertencente à ele.

- Enlouqueceu então. - Pronunciou dessa vez o mais velho dali, dando de ombros. - A escolha nunca foi dele, todos sabemos que a única forma de se tornar o rei é matando o atual.

- Ou não. - Divergiu o quarto Sakamaki, ajeitando o seu chapéu em sua cabeça. - Já pensaram que, poderia ser uma rainha...? Assim, talvez, poderia ser decidido o novo rei, não...?

- Até onde eu sei não temos "irmã", Laito. - Revirou os olhos o de cabelos liláses, apertando ainda mais contra o seu peito a pelúcia.

- De qualquer maneira... - Esfregou as têmporas, Reiji, que logo voltou a se pronunciar. - Poderia ou não ser um parente. Também pode ser alguém de confiança.

- Não conhecemos ninguém assim. - O de cabelos platinados interviu na fala anterior. - Ou melhor, não existe ninguém assim. Não adianta discutir uma coisa que não sabemos ao certo.

 

                                                                          §===={...}====§

 

 A noite já havia prevalecido no céu. E mesmo assim a neve persistia em cair e cumprir o seu papel, esfriando o clima ali. Na escola noturna, os alunos já estavam chegando. Todos bem agasalhados devido ao frio, que parecia aumentar a cada segundo, devido agora a respiração estar marcada pela fumaça branca que saia em cada expiração.

 Nos corredores, Akemi já estava em seu respectivo armário. Claro que ainda desconfiada, era totalmente novo esse mundo escolar para ela, totalmente inédito. Estava guardando atenciosamente os seus respectivos materiais dentro dos compartimentos de ferro de coloração avermelhada.

 Os burburinhos se transformaram em gritos histéricos automaticamente, levando a jovem a levar as mãos aos seus ouvidos pelo barulho estrondoso que havia se instalado no ambiente. Ela fechou o armário visando sair logo dali, pois o som a estava incomodando por completo, estava acostumada com o silêncio e isso do nada não era agradável para ela.

 Por curiosidade, virou o olhar para a direção de onde estava vindo a algazarra, e ao ver, retirou lentamente as mãos das orelhas, observando fixamente quem estava logo à alguns metros a sua frente.

 Os Sakamaki's, também paralisaram ao mesmo tempo quando os olhares conflitaram com um mesmo ponto fixo. É quase que impossível dizer ao certo o que poderia ser, porém...

 O olhar da jovem era sereno e frio, assim como a neve, e não se intimidou ao ter seis olhares penetrantes sobre o seu ser, muito pelo ao contrário, fez questão de olhar do mesmo jeito que a estavam observando. Já havia passado por muita coisa, e não seria intimidada facilmente. 

 Só que, ao cruzar os olhares com o mais novo dali, sua mente entrou em conflito, ao ter certeza de quem se tratava, virou os calcanhares e começou a caminhar lentamente, ou melhor, normalmente, para não chamar atenção - ou mais do que estava chamando - sobre o olhar dos vampiros sobre ela.

 Logo o sinal emite o som, obrigando todos - ou quase - a entrarem em suas respectivas salas para cumprir com seus devidos horários escolares dentro do ambiente.

 A loira, continuou caminhando, e só parou ao fim do corredor, atrás dos armários, e colocou a mão direita aberta sobre o peito. Tinha certeza de que seu coração havia dado sinal depois de cento e oitenta e seis anos, ao certo desde o dia que assumiu os seus poderes e junto com eles, os demônios que com muito custo ainda consegue controlar.

 Ela sabia o motivo, a razão pela qual estava assim. Sabia o que aquele vampiro a fazia sentir e pensar. E tinha a certeza de que este sentimento, não era bom. Era muito prejudicial, mas também poderia ser convertido facilmente em outra coisa, uma que talvez ela julgasse ser impossível de acontecer. A razão não deixava. Ou melhor, a mente não permitia. Porém, o coração parecia dizer outra coisa.


Notas Finais


-> Quaisquer dúvidas sobre o enredo, farei o máximo possível para transparecê-las nos demais capítulos a seguir, ou se não prejudicar o suspense posso dar algumas dicas nos comentários;
-> Trilha sonora já disponível no Youtube; Link: https://www.youtube.com/playlist?list=PLwg36iW7NjyQS46rOnjkyjLKfHt5tezBE
-> Capítulo sujeito a correção ortográfica;
-> A partir do capítulo a seguir, os demais personagens apareceram e terá um maior desenvolvimento da personagem principal;
-> Sem previsão de quando poderei postar os próximos capítulos, mas certeza de que irei postá-los, sem sombra de dúvida.

Desejo do fundo de meu coração que tenham gostado!
Bjs, VihNerd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...