Hist√≥ria Ice Heart ūüíú‚ĚĄ - Cap√≠tulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualiza√ß√Ķes 7
Palavras 734
Terminada N√£o
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
G√™neros: Escolar, Famí­lia, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura anjos 😇

Capítulo 20 - Eu o amo...


Fernanda fugiu, sua mãe foi presa e seu pai... Também fugiu. Eu estou no hospital querendo saber notícias de Mariany, não só eu, mas a mãe, o pai, as amigas e meus pais.

- Responsável da Mariany?- falou o médico saindo da ala hospitalar.

- Nós dois.- falou a mãe de Mariany.

- A Mariany está num estado crítico, pois a arma continha veneno para lobisomem, precisamos fazer mais alguns exames para saber se ela precisa de cirurgia ou até mesmo um transplante.

- Podemos vê-la?

- Sim, claro. Mas não todo mundo de vez, no máximo 2 pessoas de cada vez.- o médico levou o pai e a mãe de Mariany. Eu fiquei esperando.

- Kyle...

- Sim, mãe?

- Você ta bem meu filho?

- Não...

- Esta ferido?

- Sim. Estou preocupado com a Mariany, e se...

- Kyle nem pense em terminar essa frase!

- Desculpa pai. Galera eu posso ir sozinho?

- Uhum...

Depois que os pais de Mariany saiu, a enfermeira me levou até o quarto de Mariany, chegando la a vi toda entubada, com a cara abatida. Sentei do seu lado e fiquei a observando.

- Por que fez isso? Mariany... Eu te amo.- então comecei a chorar por ver ela daquele jeito por minha culpa.

Autora:

Estavam todos esperando Kyle sair do quarto de Mariany para poder vê-la. Mas Kyle não aparecia.

- Vou ver o que aconteceu com Kyle.- falou Amber.

Ela foi andando até o quarto de Mariany e quando abriu a porta, viu seu filho chorar. Queria muito abraçar e confortar ele, mas lembrou que ele disse que queria ficar sozinho, esse era o motivo. Então ela saiu do quarto e avisou pra todos virem ver Mariany depois, então só ficou Kyle.

Mariany:

Abri os olhos e eu estava no hospital, vi Kyle dormindo do meu lado, sua cara estava cheia de olheiras. Me sentei e senti uma dor no peito, o que acont... Lembrei protegi Kyle, e aquela desgraça meteu a faca no meu peito, não foi bem no peito, foi entre os dois peito.

- Oh! Você acordou. Vou chamar o médico.- falou uma enfermeira e saiu do quarto para chamar o médico.

- Kyle...- eu estava quase sem voz. O que aconteceu com minha voz?

- Senhorita Mariany, como você está?

- Eu estou melhor... eu acho.- falei bem baixinho pela falta de voz.

- Você está quase sem voz, é um bom sinal.

- O que?!

- Isso quer dizer que o remédio contra o veneno esta funcionando. Acho melhor você acordar seu namorado.

- Ah não ele não é meu namorado.

- Vocês são jovens para ser noivos, como aconteceu?

- Não somos um casal doutor.

- Ah desculpe-me. Bom, estou feliz que você acordou vou avisar a seus familiares.- ele saiu da sala.

- Kyle...- o balancei, ele não acordava, então o joguei no chão e ele acordou.

- AI QUEM FOI QUE... Mariany?

- Eu.

- Mariany!- ele me abraçou.

- Ai Kyle!- ele me olhou assustado.

- Você ta bem? Vou chamar o médico!

- Kyle! Eu to bem...

- Não fa isso, meu amor.

- Espera o que você disse?

- Não faz isso, meu amor?

- Desde quando eu sou seu amor?

- Desde sempre.

- Bom saber...

- Você quer um beijo?

- É claro!- olhei pra ele com malícia. Ele chegou perto e quando ia me beijar, abriram a porta. Minha mãe pigarreou.

- Tô atrapalhando?

- Não...- eu disse.

- Filha como você ta? Por que está falando baixo?- perguntou meu pai.

- Eu to bem, é efeito do remédio contra o veneno.

- AMIGA!- veio Alysson toda toda.

- Oi Aly...

- Senti tanta sua falta.

- Cadê a Leti?

- Ela não pode vim, foi pro aniversário de 150 anos da tataravó.

- Ah! Oi tia oi tio!

Ficamos todos conversando até da de noite, então Kyle e seus pai foram embora, Alysson foi embora, meu pai tinha que adiantar os dias de trabalho, então ficou eu e minha mãe.

- Filha, Kyle é o garoto de coração quente.

- Eu sei, Fernanda me atualizava sempre, aquela cobra.

- Filha você gosta do Kyle, sabe como homem?

- Sim, eu gosto... Na verdade eu amo o Kyle.

- Que bom, eu também que Kyle ama você.- sorri e abaixei a cabeça.- Mas filha vocês ja...

- Mãe!

- Que? Eu tenho que saber, sou sua mãe.

- Ja.

- Quando? Quantas vezes?

- Na viagem pro Brasil e no aniversário dele.

- Usaram camisinha?

- Claro, senão eu ja estaria grávida.

- Nem pense nisso mocinha.

- Mãe... Eu vou fazer 18 ainda.

Eu e minha mãe conversamos a noite inteira, depois ela dormiu e eu fiquei olhando pro teto. E falei baixinho pra mim mesma.

- Sim... Tenho certeza. Eu o amo.



Notas Finais


VORTEI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...