História If - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias R5
Personagens Personagens Originais
Tags Ross Lynch
Visualizações 29
Palavras 1.283
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então pessoal tive azar. JA TINHA TUDO ESCRITO E APAGOU SE LOGO TIVE QUE ESCREVER O CAPITULO DE NOVO 😅 Oops...
Bemmmm de qualquer maneira espero que estejam a gostar!!!

Capítulo 2 - Him


 Tocou para fora e todos se levantaram, permaneci parada. Durante todo este tempo tinha conseguido evitá-lo, não falávamos, nem olhávamos um para o outro e agora, bem agora vou ter que trabalhar com ele. Era a única aula que tínhamos juntos.

Levantei me e dirigi me á secretária do professor.

-Ahm Mr.Hinks?

-Violet, já sei que me vais dizer. Mas a resposta é igual para todos, não há trocas.

Já sabia que ele ia dizer aquilo mas tinha que tentar.

-Eu sou uma das suas melhores alunas, as notas do Ross não se comparam ás minhas e o professor sabe disso.

-Sei pois, pensei que era uma forma de o ajudares.

-Podia ter sido outra pessoa, o Mike por exemplo.

-Mas quero que sejas tu, sei que és perfeitamente capaz.Bom almoço.

Dito isto foi se embora e eu segui o até á porta, Megan estava á minha espera do outro lado.

-Demoraste tanto porquê?Estou cheia de fome vamos almoçar!

-Eu..-ia responder quando fui interrompida por alguém.

-Hey Clearwater!-virei me e vi o loiro sair do seu grupo para vir ter comigo- logo passo por tua casa para fazermos o trabalho ok?

-Na verdade..- Ross já me tinha virado costas e voltado para o seu grupo que se afastava na direção oposta- ...esquece.

-Ah e Megan vejo-te no sábado!- ele e o grupo sorriam todos para Megan e foram em direção ao refeitório.

-Ahm Violet? Que trabalho?

-O professor Hinks decidiu fazer os pares... como vez não fez as melhores escolhas. Mas bem vamos almoçar. Conseguiste as fotos?

-Ah sim consegui , estão fantásticas, passei o dia todo com a câmara!

Fomos ter com o nosso amigo Brian, um rapaz alto e ruivo com a cara coberta de sardas, e sentamo-nos numa mesa num café perto de minha casa. Pedimos a comida e estávamos a conversar enquanto a Megan nos mostrava as fotos que havia tirado.

Havia parado numa em particular, uma foto onde se viam uns olhos castanho-esverdeados iguais aos do meu sonho. A verdade é que sabia perfeitamente a quem pertenciam, e isso incomodava me. Trazia me recordações que não queria ter.

-Sempre vais á tal festa no sábado?-falei baixo enquanto olhava para a fotografia.

-Sim, penso que sim, o Brian também vai. Mas a que propósito?

-Bem foi ele que te convidou não foi? -disse apontando para a fotografia.

-Ahm, sim. Na verdade acho que também devias vir. Vai ser divertido!

Olhei para ela e sorri, mas não um sorriso de felicidade, um de sarcasmo.

-Achas mesmo que eu vou a uma festa do Ross e dos amigos dele? Ainda para mais quando não fui convidada?

- Podemos levar pessoas! Eu levo o Brian e ele leva te a ti! Feito.

-Sim Violet a Megan tem razão, eu ia gostar muito que fosses sabes, para não ter que fazer de vela quando a Megan conhecer algum rapaz.

Ri me do comentário dele. Era verdade, eu sabia que isso ia acontecer.

-Mesmo assim, não acho boa ideia.

Acabamos de comer e eu fui para casa. Fui a ouvir música pelo caminho e a pensar no meu sonho. Já se haviam passado 5 anos. Neste momento ela teria 19 anos. Seria algum sinal?

Senti alguém puxar me pelo braço, acordei dos meus pensamentos e vi Ross a olhar para mim.

-Estás doida!? Ias sendo atropelada!-olhei para onde estava e apercebi me que tinha atravessado a rua sem olhar para o carro que vinha.

-Estava distraída.

-Obrigado também se diz sabes?

-Como queiras. Estás aqui a fazer o quê?

Vi-o revirar os olhos antes de me responder.

-O trabalho? Estava a caminho de tua casa.-ele disse apontando para umas casas ao fundo da rua.

-Ah pois é tinha me esquecido.-passei a mão pelos cabelos- Vamos?

Ele assentiu e seguimos para minha casa em silêncio. Chegamos e ele sentou se no sofá e eu sentei me no chão do outro lado da pequena mesa de centro.

-Então como queres fazer o trabalho?- olhei de relance para ele e ele fitava me.

-Pensei que podíamos ser nós a tirar as fotos. O trabalho ia ficar sem dúvida mais, hmmm, genuíno.-disse pegando na câmara.

-Sim tens razão. Que tal irmos até lá fora e tiramos algumas fotos?

Levantei me do chão e fiz sinal para que me seguisse, agarrei na câmara preta que estava nas minhas mãos e fomos para a porta. Abri a mesma e senti o calor no rosto, estava sol e a rua encontrava se vazia.

Fomos até um pequeno parque e tiramos , á vez , algumas fotos pelo caminho.

..........

Tinham se passado 2 horas desde que havíamos saído de casa. Sentei me num banco de jardim que se encontrava no parque, olhei para o telemóvel, uma chamada não atendida. Liguei de volta.

Chamada on

-Mãe?

-Violet! Onde estás?

-Estou no parque porquê ?

- Esqueci me das chaves de casa e precisava que me abrisses a porta.

-Ah ok, espera um pouco 10 minutos no máximo e estou em casa!

Chamada off

Desliguei a chamada e levantei me.

-Acho que já temos fotos suficientes, até amanhã, eu depois envio te tudo por e-mail.

-Espera! Eu acompanho te.

-Onde?

- A casa, obviamente não podes andar sozinha na rua ou ainda tens um acidente, como ao bocado.

-Eu já sou crescida , não preciso da tua ajuda. Sei perfeitamente andar sozinha.

Segui o caminho para casa e vi que ele apressava o passo para me acompanhar. Coloquei os fones nos ouvidos e apertei a câmara entre as mãos.

Passados uns 10 minutos estava em casa como o combinado.

-Mãe!

Uma mulher alta , com cabelos encaracolados e armados como uma juba de leão desviou o olhar do telemóvel para olhar para mim.

-Ainda bem que chegaste, finalmente, já me dói os pés de estar tanto tempo de pé.

Ia continuar a falar mas reparou no rapaz loiro e alto que se encontrava ao meu lado.

-Ross! Meu querido que saudades!-Apressou se a abraçá-lo e ele retribuiu.

-Mrs. Clearwater, está linda como sempre!-pousou uma mão no ombro moreno descoberto da minha mãe.

Ela olhava o com ternura e de seguida empurrou o levemente para que entrasse.

-Queres ficar para jantar, querido?

- Ahm na verdade eu já tenho comida em casa, mas obrigado pelo convite!

- Ora essa, o teu irmão vai ficar até mais tarde no trabalho, passei por ele hoje e parecia atrapalhado. Por favor, assim não jantas sozinho!

Olhei para Ross, pedi-lhe com o olhar que se fosse embora, mas assim que olhou para os grandes olhos castanhos da minha mãe não teve coragem de dizer que não.

-Ok, nesse caso será um prazer!

Virei costas e fui para o meu quarto, os dois ficaram a conversar no sofá.

Abri a porta da casa de banho e despi- me, entrei no chuveiro e senti a água quente escorrer-me pela cara. Estava quase a livrar- me dele e ela tinha que convencê-lo a ficar!

Sai do duche 5 minutos depois e fui para o quarto. Deitei me na cama com a toalha no corpo e fitei o teto. Não tinha vontade de me vestir nem de jantar, não tinha apetite.

Olhei para as horas , 19h46, já se haviam passado trinta minutos e o jantar devia estar quase pronto. Levantei-me da cama e fui em direção ao armário para me vestir,mas alguém bateu á porta.

-Entre!-disse um pouco alto enquanto segurava a toalha no corpo.

-A tua mãe disse para desceres... -vi o rapaz alto olhar para mim, percorria o meu corpo com os olhos-ahmm.. o j-jantar está quase pronto.

Fechou a porta de imediato deixando -me sozinha. Vesti uma camisola branca larga e uns calções de algodão cinzentos, calcei umas meias e desci.

O jantar foi o mais agradável possível tendo em conta a companhia. De vez em quando a minha mãe lançava olhares entre mim e Ross, provavelmente a pensar se voltaríamos a ser amigos, algo que desde há muito tempo eu considerava impossível.

Depois do jantar ele foi-se embora, eu falei um pouco com a minha mãe e dirigi-me para o meu quarto, escovei os dentes e deitei- me.

Havia sido um longo dia.


Notas Finais


E mais um já foi, 4 visualizações!! ESTOU MESMO FELIZ, a verdade e que e a primeiroa fic que escrevo kkkk. Bem espero que estejam a gostar, digam me abaixo nos comentarios!!
Ps a Violet não é tão antipática quanto parece
Ate a proxima🦄🦄🦄🦄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...