História If i hate you, Why i love you? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Álcool, Bullyng, Drama, Drogas, Humilhação, Lemon, Originais, Romance, Romance Gay, Violencia, Yaoi
Exibições 44
Palavras 394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Festa, Lemon, Lírica, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu acabei trocando os travessões por aspas sem querer e quando percebi que já havia acabado de escrever o capítulo e todas as falas estavam com aspas eu não iria mudar tudo de novo.
Não consegui publicar ontem de madrugada porque minha Internet caiu e não voltou mais, hoje fiquei estudando para uma prova importante amanhã. Escrevi um capítulo mais curto que o normal por falta de tempo. O próximo tentarei fazer maior para compensar. :)

Obrigada pelos favoritos e comentários.
Boa leitura! :)

(Obs: caso esteja indo rápido de mais me avisem irei desacelerar um pouco)

Capítulo 5 - Capítulo 04


"O que faz aqui?" Falo irritado

"Porque eu quero." Me encara de forma desafiadora, estreito meus olhos e o puxo para dentro, fecho a porta prestando ele na parede enquanto eu segurava seus pulsos com força.

"Acha o que? Não sou tão fraco assim, se é apenas você eu consigo me defender facilmente." Franzo minha testa.

"E porque nunca o fez?" Aproxima seu rosto do meu me provocando.

"Porque nunca é apenas você." Encaro seus olhos "Porque esta aqui? Quer tanto dar para mim?" Pressiono seu pênis com meu joelho.

"Vai abusar de mim?" Fala de forma irônica.

"Você não merece tanto esforço de minha parte." Roço meus lábios em seu pescoço "O que será que os outros fariam se soubessem que você transou com um cara né? Não foi exatamente por isso que me expôs para todos e deixou de ser o que eu achava ser meu amigo?"

"Eu era... Eu acreditei em você mesmo tento suspeitas! Você me traiu." Tenta se soltar

"Eu disse que gostava de você, não disse que queria fazer coisas a mais com você. " o solto, mas ele me derruba no chão por cima de mim. Segura minhas mãos acima de minha cabeça. "Eu estava me descobrindo... Eu só queria ter certeza." Falo em um tom choroso vendo que ele estava quieto.

"Eu estava com medo de me apaixonar por você. " roça seus lábios nos meus, arregalo meus olhos.

"Por medo me tortura todo dia? Iria morrer se dissesse um simples não e esquecesse depois?" Viro meu rosto fugindo do dele.

"Você se cortou..." Ele acaricia meus pulsos "Desculpe... Eu...comecei a bater em você porque depois que disse para mim que gostava de mim eu percebi que sentia o mesmo por você... Foi uma tentativa de tentar esquecer... Eu te odeio por te amar... entende?" O encaro novamente não acreditando no que eu estava ouvindo, deixo meus lábios entre abertos.

"Não brinque com isso..." sussurro

"Não estou." Seus lábios encostam os meus delicadamente, algo dentro de mim queria empurrar ele, mas não o fiz,deixei que continuasse, o permiti aprofundar o beijo calmo e doce que me dava, meus lábios ainda doíam mas aparentemente isso não os machucava.
  Ouço o portão da garagem abrir e saio daquele transe empurrando ele de cima de mim. Eu nunca usava o portão apenas meu tio, ou seja, ele havia voltado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...