História If I Would Have Known It Could Have Been You - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jin, Namjin, Namjoon
Visualizações 74
Palavras 1.342
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei :)
Boa leitura ♥

Capítulo 7 - 7 - Um belo casamento


#7

Um belo casamento

A mãe de Namjoon engoliu em seco a pergunta e continuou a encarar o castanho, sem nada dizer.

- Você não vai me responder? – Namjoon perguntou um pouco irritado. Tudo que ele queria era ouvir a confirmação de sua mãe, mas, ao mesmo tempo, ele queria que ela dissesse que não.

- Você é meu único filho. – Ela disse baixo depois de um tempo.

- Por que você está mentindo para mim? – Namjoon levantou-se e começou a andar de um lado para o outro. – Eu sou seu filho e eu mereço saber se tenho ou não um irmão.

- Já disse que você é o meu único filho. – Ela afirmou sua resposta, fazendo Namjoon revirar os olhos.

- Olha, mãe. Está tarde, eu preciso descansar. Amanhã eu preciso me encontrar com Jin para decidirmos que música vamos cantar no casamento, então, por favor, vá embora. – A mulher levantou sem acreditar que ele estava a mandando embora.

- Primeiro: que casamento? Segundo: Você está me expulsando? – Ela perguntou ainda sem acreditar.

- Casamento do meu melhor amigo. Não estou te expulsando, apenas pedindo para que vá embora.

[...]

O dia do casamento de Hoseok e Yoongi finalmente havia chegado. Namjoon e Jin usavam um smoking quase igual, por serem os padrinhos.

A cerimônia foi linda e tudo deu certo. Agora todos estavam na festa e já se passava das dez horas da noite. Jin e Namjoon estavam sentados na mesma mesa que Hoseok e Yoongi, que sorriam com todas suas partes do corpo, até com o cabelo.

- Vocês estão tão sorridentes. – Jin disse também sorrindo para eles.

- No futuro espero que nós possamos estar presentes no casamento de vocês. – Jin se engasgou com sua bebida e ficou vermelho ao ouvir as palavras de Hoseok, que apenas riu junto com o marido e Namjoon.

- Vem, amor, vamos cantar para eles. – Disse Namjoon levantando e puxando Jin.

Os dois andaram até o palco e subiram no mesmo envergonhadamente. Namjoon avisou pelo microfone que eles, por serem os padrinhos, iriam cantar ao invés de fazer o discurso que normalmente é feito.

Namjoon começou cantando e Jin logo o acompanhou. Os dois olhavam mais um para o outro do que para os recém-casados. Mas Hoseok e Yoongi não se importaram, pois estavam adorando ver os amigos cantarem de uma maneira tão apaixonada.

A voz dos dois intercalada era maravilhosa, mas quando os dois se juntaram ela ficou esplendida. Porque era exatamente assim que os dois eram: ambos maravilhosos, mas juntos eram perfeitos.

Namjoon ainda estava intrigado em relação ao irmão de Jin. Tinha tudo para ser ele e, mais uma dica, foi o nervosismo de sua mãe. Mas aí vem uma questão... por que Namjoon não perguntou a Jin o nome da mãe dele? Não teria sido mais fácil?

Jin apenas pensava no quão apaixonado por Namjoon ele estava. Agora, mais do que nunca, ele tinha certeza disso. E tinha certeza de que aquela paixão estava se misturando com amor e ele quase não conseguia mais conter aquele sentimento para ele. Ele precisava falar aquilo para Namjoon.

Na cabeça de Namjoon, corações e mais corações voavam por seus pensamentos, que o levavam flutuando para um único nome.

Jin.

Namjoon nunca se apaixonou daquela maneira e simplesmente era tão fácil amar Jin e... espera, amar? Ele realmente pensou nisso?

- É, Kim Seokjin, eu amo você. – Pensou o castanho, sorrindo mais ainda para Jin enquanto continuava a cantar.

- Eles são tão lindos juntos. – Comentou Hoseok para o marido.

- Quero tanto ver eles casando. Jin faz tão bem para o Namjoon. – Disse Yoongi. – Quando eles casarem nós vamos cantar para eles também?

- Não sei, tenho que ver se tenho alguma música boa no meu repertório. – Os dois riram e voltaram a prestar atenção na apresentação dos meninos.

Namjoon cantou olhando fixamente para os olhos de Jin e sorrindo da melhor maneira que encontrou. Jin queria ter entendido aquilo como um “eu te amo, diga que também me ama”, mas aquilo o deixou mais incerto sobre tudo.

Será que ele estava iludido e ele amava Namjoon, mas o castanho não o amava?

A música estava acabando, mas o sorriso no rosto deles estava apenas aumentando. Eles estavam tão radiantes, até mesmo mais do que os noivos da noite.

Eles sempre ficavam assim um perto do outro.

Ah, se eles apenas soubessem que o destino estava totalmente contra eles.

A música acabou e os dois foram fortemente aplaudidos, com todos os aplaudindo de pé. Eles agradeceram e saíram do palquinho.

- Jin, pode me acompanhar um pouquinho? – Namjoon praticamente sussurrou no ouvido de Jin, que se arrepiou na hora e seguiu Namjoon.

O castanho levou Jin até uma parte afastada do salão, onde nem era permitida a entrada dos convidados, já que ficava atrás do banheiro.

- Por que me trouxe aqui? – Jin perguntou.

O local era todo escuro e só a luz da rua clareava um pouco o lugar. Namjoon fez um sinal pra Jin olhar para trás, então Jin sentiu o que tinha atrás dele.

- Você gosta mesmo dessa história de bancadas. – Jin disse rindo.

- Não tanto quanto eu gosto de você. – Ele sussurrou já puxando Jin para um beijo.

Em outros momentos Jin estaria preocupado com o fato de que alguém poderia pegar eles ali. Ele simplesmente se deixou levar pelos encantos do seu namorado. Namjoon pegou o castanho no colo e o colocou em cima da bancada, fazendo Jin rir se lembrando da primeira vez deles.

O mais novo começou a abrir e tirar fora o smoking de Jin, que também tirava onde sua mão alcançava. Jin puxou Namjoon para cima da grande bancada com ele e ficou por cima do castanho. Ele foi tirando as roupas de Namjoon enquanto distribuía inúmeros beijos pelo corpo do mesmo.

Quando o castanho estava completamente nu, ele trocou de posição com Jin e fez a mesma coisa que o outro, tirando a roupa do mesmo e enchendo seu corpo de beijos.

Ele subiu os beijos até o pescoço de Jin, onde ficou beijando enquanto descia sua mão até o membro do namorado, logo fazendo movimentos de vem e vai no mesmo.

- Você me enlouquece. – Namjoon sussurrou no ouvido de Jin.

- Eu... eu... – Jin tentou falar, mas o prazer que lhe estava sendo proporcionado estava o enlouquecendo.

- Você o que, meu amor? Uh? – Provocou Namjoon.

- Não faz isso com... comigo. – Namjoon continuou com os movimentos, adorando ver a reação de Jin perante isso.

- Eu não estou fazendo nada, Jinnie... o que você queria di... – Jin o empurrou contra a parede, ainda sentado na bancada, o assustando.

Jin sentou no colo de Namjoon, sentando-se em cima do membro do mesmo, o fazendo perder o rumo da conversa.

- Vamos ver quem ganha isso de provocar. – Jin disse baixo no ouvido de Namjoon, que se arrepiou por completo.

Namjoon ficou louco com aquilo e, lentamente, Jin começou a subir e descer no membro do castanho, que já não sabia uma frase com sentido para falar. Os dois já não controlavam mais o volume de seus gemidos, mas tentavam abafá-los com beijos.

Logo os dois chegaram aos seus ápices e se escoraram cansados na bancada. Um estava de frente para o outro e Namjoon tinha uma feição tão tranquila olhando para Jin.

- Por que está me olhando assim? – Namjoon perguntou com um sorriso enorme no rosto.

- Eu te amo. – Jin simplesmente disse. – É tão estranho falar isso em voz alta.

- Eu também te amo. – Namjoon se inclinou e capturou os lábios de Jin em um beijo calmo.

- Eu acho que eu precisava dizer isso, porque isso já estava me consumindo a ponto de eu pensar que eu fosse explodir. – Jin disse rindo.

- Isso se chama amor e eu me sinto mais feliz por ter a oportunidade de te amar. – Namjoon disse amoroso.

Ah, como o amor é bom. Pena que, como já dito anteriormente, o destino não está indo ao favor deles.


Notas Finais


Treta is comingo, hehehe
Até o próximo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...