História If Jade died? - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Little Mix
Personagens Jade Thirlwall, Jesy Nelson, Leigh-Anne Pinnock, Perrie Edwards, Personagens Originais
Tags Jerrie
Exibições 35
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eaaaaaeeee galeriiiiii.
Tudo bom?
Enfim, queria primeiramente pedir para vocês rezarem por mim. Por que? Porque eu preciso passar de ano e sou um lixo em matemática e se rodar fico anos sem celular, resumindo, sem att pra vocês. Então rezem se vocês me amam.
Segundo: faz tanto tempo q não atualizo nada aqui q não lembro se já usei esse gif, então desculpa se repeti.
Terceiro: eu vou começar a escrever capítulos maiores pelo simples fato de medo do final do ano.
Quarto: rezem por mim e tenham uma ótima leitura.

Desculpa pelo avisão.

Capítulo 21 - Capitulo 21


Fanfic / Fanfiction If Jade died? - Capítulo 21 - Capitulo 21

- Perrie? - A voz de Zayn me chamou. Ele estava insistindo para eu falar o porquê de eu estar naquele hospital - Você pode por favor parar de brincar com o seu refrigerante e me contar porque diabos você estava em um hospital?!

- Zayn, eu te amo e eu quase casei com você, mas eu não vou te contar o porquê. Eu preciso muito da sua ajuda, então por favor deixa essa merda e lado.

- Eu vou desistir, mas só por hoje

- Obrigada - Sorri em agradecimento. Estava evitando me olhar no espelho porque provavelmente estava acabada - Você pode contatar aquele detetive de novo?

- O que conseguiu fotos de Jade?

- Sim. É importante.

- Consigo, mas para quê?

- Para o mesmo motivo Zayn, eu preciso saber da verdade e você é o único em que eu confio.

Coloquei minha mão em cima da sua como se estivesse pedindo um socorro silencioso.

Foi aí que um flash apareceu, atrapalhando nossa conversa.

Um paparazzi.

Ótimo.

Soltei a mão de Zayn imediatamente, mesmo sabendo que a merda já estava feita.

- Que ótimo - Falei ironicamente - Isso vai atrapalhar seu relacionamento com Gigi.

- Não vai. Eu vou avisar ela, não se preocupe Perrie - Ele levantou da mesa, me dando um beijo na testa - Assim que tiver notícias te ligo.

- Obrigada.

Zayn me olhou por um segundo e foi até seu carro, me deixando sozinha com minha enorme depressão.

Eu sei que Jade não está viva, mas preciso me agarrar em alguma esperança.

Isso vai me machucar tanto.

- Perrie Edwards? - A voz de alguma adolescente me chamou. Dava para ver em seu olhar que eu estava horrível.

Me esforcei ao máximo para ser agradável, afinal, era uma fã.

- Olá - Sorri, mesmo sabendo que meu olhar dizia que tudo o que eu menos fazia era isso.

- Pode tirar uma... Me dar um autógrafo?

Estava tão horrível que as pessoas nem queriam mais tirar fotos comigo. Parabéns Perrie.

- Claro, tem caneta?

Ela balançou a cabeça positivamente e me entregou a capinha de seu iPhone junto com uma caneta permanente.

Assinei "Perrie" de um modo que ocupasse toda a capinha.

Então ela saiu.

Sem ao menos um "obrigada" ou um abraço. Era o que todas faziam antes.

Desde que Jade morreu, não recebi nenhum abraço reconfortante de fã.

Na verdade, eram apenas autógrafos e mais autógrafos.

Será que eles não percebiam que eu também era um ser humano?

Levantei a manga de meu casaco e tive a visão dos cortes

Os alisei por um segundo e logo tampei, antes que algum paparazzi visse.

Me levantei da mesa do barzinho em que Zayn tinha me levado.

Respirei fundo e caminhei até a porta, ignorando todos os olhares de pavor sobre mim.

Eu não os culpo tanto assim. Eu realmente estava horrível.

Minhas roupas pareciam trapos e tinha olheiras ocupando meus olhos.

Sem nenhuma camada de maquiagem em meus rosto inchado de choro.

Realmente, estava horrível.

Fui caminhando até em casa.

Respirando ar puro.

Lembrando de como era quando Jade estava viva.

Ignorando todos os olhares, eu passava com um sorriso bobo em meu rosto por todos os lugares onde havia passado com Jade.

Eu escutava o que eles cochichavam.

"Louca" "pirada" "filha sai de perto".

Tudo isso para mais, mas não me afetava.

Cheguei em casa me sentindo leve. Não bem, mas leve.

O diário de Jade me esperava no sofá.

Quase imediatamente fui em sua direção, me afundando no sofá macio e reconfortante da minha casa.

Abri o diário de Jade, sentindo levemente seu cheiro que sempre se instalava em tudo que ela tocava.

"Hoje Perrie terminou comigo..."

Eu lembro desse dia. Um dos piores.

Ver Jade chorando quebrava meu coração em pedaços e naquele dia, eu a vi chorando, por minha causa.

"Foi a uma hora e eu simplesmente não consigo parar de chorar..."

Senti meus olhos se encheram de água apenas por lembrar daquele dia, mas fui mais forte dessa vez e respirei fundo, assim como Jade me ensinou.

1...

2...

3...

Respira.

Expira.

Abri os olhos levemente, me certificando se nenhuma lágrima havia caído.

Nada. Ótimo.

"Ela disse que não podia fazer isso, que não era normal e que Zayn a pediu em casamento.

Ela disse que me amava, mas as vezes era necessário fazer isso.

Eu era uma mulher e ela também.

Nunca daria certo.

Não era normal..."

O que me deu naquele dia?!

Eu tinha algum problema mental?!

Que merda Perrie!

"Eu a vi chorar e isso quebrou mais ainda meu coração.

Eu queria poder abraça-la e secar as lágrimas que caiam de seus olhos azuis, profundos igual ao mar.

Queria poder te-la beijado e falado "Tudo vai dar certo. Nós nascemos uma para a outra. Eu. Te. Amo. Perrie."

Mas não era de mim que ela queria escutar isso. Era de Zayn."

Não! Não era!

Eu estava com tanto medo do que todos iriam pensar e se eu ia ser aceita ou não, que, acabei fazendo a pior merda da minha vida.

"Então, eu perguntei "Perrie, você me ama?" e ela disse "sim"

Nesse momento, meu coração se encheu de esperanças, mas então, ela completou "Mas eu amo ainda mais o Zayn. Desculpa Jade."

Como eu pude ser tão cruel e mentirosa?!

Eu gostava de Zayn, mas não o amava, não mais do que amava Jade.

Incrível como eu tentei me convencer o tempo todo de que, eu estava tentando protege-la, quando na verdade, eu estava tentando me proteger.

Jade não ligava para notícias, fama, fofocas e preconceito. Ela apenas me queria. E eu... Eu acabei com tudo.

Eu a amava, mas tinha medo.

A multidão era tudo para mim, pelo menos, era.

Desde que Jade se foi eu percebi que, não era a multidão que era tudo para mim e sim ela.

Eu a amava com cada parte de meu corpo, mas odiava adimitir isso.

Odiava como ela fazia eu me sentir.

E agora, principalmente, eu me odiava.

"Ela saiu e me deixou sozinha, gritando por explicações.

Foi então que vim a meu quarto, a uma hora atrás e estou chorando até agora.

Eu me odeio e odeio minha vida.

Odeio principalmente minha aparência, por não ser suficiente para ela."

Comecei a soluçar.

Eu a fiz duvidar de sua beleza.

A beleza mais linda que já havia existido em todo o mundo.

Eu sentia tanto por isso, queria voltar no tempo e fazer tudo diferente.

Mas não podia, porque Jade estava morta e a cada dia que passava eu tinha mais certeza de que: Jade tinha contratado aquele homem para mata-lá.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...