História If you love me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Ansiedade, Taekook, Texting, Vkook
Exibições 270
Palavras 1.483
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom, hoje venho abordar esse assunto delicado. Eu pensava já em escrever sobre isso há algum tempo, mas foi só hoje que eu tive o ímpeto de fazer essa fic, que inicialmente seria uma drabble.
O que eu quero passar pra vocês é que, se você tem alguém em sua vida que sofre com ansiedade ou qualquer outro transtorno, nunca se esqueça de dar carinho e atenção, mostrar o quando essa pessoa é importante pra você, mostrar o quanto essa pessoa é boa e merece estar ao seu lado. Acho que é isso, espero que gostem e relevem os erros, pois estou sem um beta pras minhas fics de kpop.

[Edit: Acabei fazendo outra one, só que sobre depressão. Link nas notinhas finais]

Capítulo 1 - Me diga


    Encolhido no chão daquele quarto escuro, ele tinha as mãos cobrindo o próprio rosto. As lágrimas escorriam por sua face pálida enquanto o corpo tremia levemente devido aos soluços que não conseguia controlar; ele não queria fazer barulho, não queria incomodar ninguém como sempre fazia. Era a terceira, talvez quarta vez naquele dia. Sentia-se infinitamente sozinho, era como se seu corpo fosse a manifestação da derrota. Em sua mente ele era tão medíocre e insignificante, só mais um fardo para os outros, porque por mais que tentasse, ele não conseguia apenas fingir que tudo estava bem, não conseguia simplesmente tratar todos da mesma forma, com gentileza, como se não ouvisse as críticas, como se as brincadeiras não o afetassem; então ele se afastou.

    Ele tentava e tentava, mas mesmo assim nada dava certo; os remédios, a terapia, as companhias; nada preenchia o vazio de seu peito, nenhum livro, nenhuma música e nem seu doce favorito, nem ao menos ele. Ele, o garoto de cabelos macios e sorriso encantador; Jungkook era tudo o que Taehyung poderia querer, inteligente, compreensivo, gentil e belo. Gostava de falar sobre o universo, sobre a vida e o amor. Lia romance, fantasia e ficção, apreciava o doce e o apimentado com devoção. Sorria para as gotas de chuva que molhavam seu cabelo em um momento desprevenido e pintava com perfeição as flores na primavera. Jongkook era perfeito, e por esse motivo, a cabeça de Taehyung era moradia para todos aqueles monstros. Ele não entendia o porquê de mesmo que o outro fosse aparentemente tão magnífico, sentia que estava sendo tratado com indiferença. O celular apitava diversas vezes, sendo abafado pelo som da chuva que caía do lado de fora, por mais que ele quisesse ler as mensagens que chegavam desde o dia anterior, não tinha forças. Doía em seu peito ler palavras que para si soavam tão frias; seu coração se apertava com aquela falta de carinho não proposital. Ele se culpava e como se culpava, por parecer tão insensível, por exigir tanto o que o outro não sabia dar, ou não queria dar; era o que passava em sua mente, que Jungkook não estava disposto e ficar. Em um ímpeto de coragem, agarrou o aparelho, vendo algumas mensagens desde o dia anterior. O grupo de amigos, o primo, o melhor amigo. E ele.

 

Ontem

[21:57 Kook] Me desculpa a demora

[21:57 Kook] Eu estava jogando com o Jimin

[21:59 Kook] Ainda está acordado?

 

    Mais soluços que Taehyung não conseguia controlar o fizeram levar uma das mãos ao rosto. É claro que ele estava acordado, afinal, ele nem ao menos havia conseguido dormir, já que um turbilhão de pensamentos tomou sua mente. Ele só queria fechar os olhos, só queria que tudo parasse e às vezes pensava em desistir.

 

Hoje

[10:13 Kook] Já acordou?

[16:43 Kook] Olha, se você não quiser responder está ok, sério.

[16:43 Kook] Só me fala.

 

    Taehyung se odiava. Se odiava por ter desejado ler outras palavras. Ele queria ler que o outro estava preocupado. Queria sentir que o outro queria sua presença. Mas por mais que relesse aquelas mensagens, sua mente só dizia que ele estava sendo inconveniente e infantil. “Você não pode desejar que alguém preencha seu vario. Você não pode querer que alguém viva para te completar”. O celular vibrou em suas mãos, afinal, Jungkook havia visto que ele estava online

 

[20:37 Kook] Melhorou?

 

    Ele não tinha melhorado, e estava na hora do outro saber disso.

 

[20:39 Tae] Se você me ama, me deixe saber

[20:39 Tae] Não fale com esse jeito frio. Não alimente a minha mente de todas as negatividades que ela já pensa sozinha.

[20:39 Tae] Demonstre que se preocupa comigo, que me quer do seu lado

[20:40 Tae] Me elogie as vezes, me faça carinho sem que eu precise pedir

[20:40 Tae] Preste atenção nas coisas que eu falo, me incentive.

[20:41 Tae] Eu sempre quis ouvir que você leu um livro e pensou em mim. Que quando ouviu uma música pensou em nós.

[20:42 Tae] Eu quero sentir o seu abraço nos dias frios. Como esse. Eu queria que você estivesse aqui, sem eu precisasse te convidar. Que você simplesmente batesse na minha porta dizendo que sentiu vontade de me ver.

[20:42 Tae] Eu queria me sentir tão bonito como você é

[20:43 Tae] Porque quando saímos elas sempre olham pra você e eles também e eu sinto que está tudo errado.

[20:43 Tae] Eu sinto um contraste. É como se todos eles combinassem mais do seu lado do que eu.

[20:44 Tae] É como se merecessem estar ao seu lado e eu não.

[20:45 Tae] Então se você me ama, por favor me diga em todas as chances que você tiver. Porque eu tenho uma ansiedade terrível que me faz pensar a cada segundo que eu fiz algo estúpido e que você já não quer estar ao meu lado

 

    Seu peito doía ainda mais e a intensidade de seu choro aumentou; ele não deveria ter feito aquilo, provavelmente havia acabado de afastar a pessoa que mais amava, era sempre assim. E quando o celular apitou, avisando que uma mensagem havia chegado, não teve coragem de lê-la; o aparelho foi deixado de lado enquanto seu corpo caminhou até aquele pequeno banheiro a fim de lavar toda aquela angústia.

 

-

 

    Ele acordou com um leve carinho em sua nuca e uma fragrância adocicada que o lembrava romã. Abriu os olhos lentamente, sentindo a claridade os afetando enquanto o chuvisco fino caía sobre o telhado. Uma xícara de café quente descansava sobre o criado mudo em um selo em sua testa o fez despertar de seu transe matinal.

    – Bom dia meu amor – a voz gentil soou em seus ouvidos enquanto a respiração quente era soprada em seu pescoço. Jungkook passou um dos braços pela cintura alheia, o puxando para seu peito, enquanto alguns selos eram deixados na bochecha corada do outro – sabia que você fica lindo enquanto dorme? Eu poderia ficar te observando o resto do dia – declarou, se erguendo e sentando com as costas nas cabeceira da cama; Taehyung fez o mesmo, pegando a xícara de café, um tanto quanto envergonhado e dando um gole.

    – Bom dia… – respondeu baixinho. É claro que havia se lembrado das mensagens que mandara na noite anterior. Ele não conseguia encarar o namorado. Devolveu a xícara ao lugar em que estava antes, dando a entender que levantaria da cama, mas a mão do outro tocou seu ombro lentamente, o fazendo ficar no lugar.

    – Quero te levar a um lugar hoje… – o mais novo começou – vai ser nosso cantinho especial, quero fazer uma coisa – sua mão tocou os fios castanhos de Taehyung, fazendo um carinho que fez o mais velho fechar os olhos. Aproximou o rosto, selando seus lábios de maneira singela, fazendo com que o mais novo sentisse seu coração se aquecer – eu te amo tanto… – sussurrou em seu ouvido, pegando suas mãos e as apertando com as suas.

    – Eu também te amo. Muito muito – Tae respondeu, se aconchegando em seu peito. Permaneceram ali por alguns segundos, até que o mais velho se levantou para que pudessem sair.

    E naquele dia nublado, debaixo de guardas-chuvas transparentes enquanto olhavam para as flores coloridas daquele jardim botânico, Jungkook soube o quanto deveria se dedicar ao seu amor. Mesmo que ele soubesse que Taehyung não se curaria apenas com suas palavras, estava disposto a estar com ele em todos os momentos, demonstrando o quanto ele era único em sua vida e o quanto gostaria de abraçar o outro quando este viesse a ter outras crises por vários outros motivos. Porque Jungkook sabia que naquele momento, ele era o porto seguro, o farol que guiaria Taehyung quando sua embarcação estivesse procurando o litoral.

    E quando, ao início da noite, o mais novo deixou o outro em sua casa, se despedindo com um beijo apaixonado cheio de promessas, Taehyung se jogou em sua cama, sentindo o celular vibrar em seu bolso e se lembrando da mensagem do dia anterior que não havia lido até aquele momento.

 

Ontem

[20:47 Kook] Eu vou provar pra você todos os dias que eu amo você

[20:47 Kook] A cada segundo que eu puder

[20:48 Kook] Vou fazer você entender que ninguém merece estar ao meu lado mais do que você, e que eu jamais seria louco a ponto de deixar de te amar.

[20:48 Kook] Eu nunca vou te trocar, sabe por quê?

[20:49 Kook] Porque você é o amor da minha vida.

[20:50 Kook] E me desculpe, me desculpe por não perceber. Me desculpe por não notar o quanto eu fui insensível, o quanto esconder tudo o que eu sinto machuca você

[20:51 Kook] Eu não vou me conter

[20:51 Kook] Eu vou dizer que te amo tantas vezes

[20:52 Kook] Vou dizer até você enjoar.

[20:52 Kook] Eu te prometo.

 

Hoje

[18:15 Kook] Já estou com saudades meu amor ♥


Notas Finais


Bom, foi isso, espero que tenham gostado e que me deixe comentários amorzinhos ♥ beijos~~
→ Link da outra one [https://spiritfanfics.com/historia/tears-in-the-sheets-6847431]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...