História Ignore. - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 20
Palavras 530
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


.

Capítulo 20 - Sinceramente, eu quero.


hoje eu acordei cedo. de novo. não tenho dormido bem ultimamente. 

acordei e fiquei esperando o meu pai me chamar pra tomar café. 

ele me chamou, mas como eu estava sonolenta acabei ficando só deitada de olhos fechados. 

até que comecei a pensar na porra da mensagem que ele tinha me mandado ontem.

é sério? Eu te enlouqueço? bem, isso é porque tu não faz ideia do que você faz comigo.

na hora que ele me mandou a mensagem eu estava escrevendo sobre ele. eu simplesmente não pude acreditar quando eu vi o chat dele ali do lado com um sinal de mensagem nova. simplesmente não era "acreditável" que ele pudesse ter me chamado. 

eu exitei em responder. pensei em até não abrir a mensagem. 

ele provavelmente está zoando com a minha cara, ou ele provavelmente está bêbado. 

mas eu vi a mensagem. 

"Você me enlouquece

me tira fora do normal, céus

e eu nunca sei, nem sei se vou saber, se é bom ou ruim"

eu parei pra tentar respirar. 

idiota.

foi o que eu pensei. afinal, que porra ele espera que eu faça? 

"não, você que me enlouquece

e é pessimamente bom"

foi o que eu respondi.

e era - é - a verdade. 

o que eu ando sentindo, os frios na barriga, as mãos tremendo, o aperto no peito. 

tudo isso, eu gosto, é terrivelmente bom. 

"e agora? o que a gente faz?" 

bem, era pra você saber disso, não? afinal, não foi eu quem escolheu errado. 

"a pergunta é: o que você faz?" eu repondo.

esquece ela e fica comigo. 

"Se tudo ficar pela minha decisão eu nunca vou sair do lugar" ele disse.

porra...

ele me deixa puta.

qual é? ele realmente acha que eu tenho que escolher por ele? odeio fazer isso, escolher pelas pessoas e ele sabe que eu odeio fazer isso, é como colocar coleira em alguém. ele tem que fazer o que ele quer, por mais que a escolha dele me machuque. 

mas mesmo assim... eu deixo claro: 

"Se quer saber como eu acho que a gente fica, é ficando junto! É isso. Ficar com você. É o que eu quero.

Mas não depende só de mim."

não tem como ficar mais claro. não tem como ele não aceitar essa resposta. é o que eu quero, e preciso que ele entenda que o que queremos é mais importante do que o que achamos que precisamos, é mais importante do que o que achamos ser mais fácil de lidar. 

ele não me respondeu mais depois disso. não sei porque. o que vale é que eu disse o que eu quero, e agora não há mais do que ele duvidar. ele não respondeu e não sei se ele vai responder, mas vou dar um tempo pra ele. 

 de qualquer forma isso não vai ficar assim. isso não pode ser nada. isso tem que sair do zero. 

o meu lado da ponte tem base, e espera acontecer. 

mas ele precisa entender que eu não posso tomar as decisões da vida dele. eu posso ajudar, eu ajudei dizendo o que eu quero, e isso é o máximo que eu posso fazer. 

com sinceridade, Otária sentimentalista. 

 


Notas Finais


.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...