História Ignore. - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 22
Palavras 865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


.

Capítulo 22 - O meu lado da moeda.


Acho que nunca te falei, mas uma das músicas que mais gosto é Vamos Seguir do Nx Zero. Eu nem escuto Nx Zero, mas essa música é tipo minha política de vida, se é que eu tenho isso. Sempre fui uma bagunça.
Mas sério, é uma música que define muito o que eu sou.

"Fiquei um tempo sem querer falar da vida
Tipo uma fuga, uma fuga mal resolvida"

Fiquei mesmo um tempo assim, sem querer falar das coisas. Tudo. Não falava do que tinha acontecido, nem o que estava acontecendo, e já nessa época eu não gostava de planejar o futuro, porque eu já sabia que nunca é do jeito que a gente planeja. Eu só... Só planejava porque todo mundo fazia isso.

"Não quis me afastar,
Mas essa distância me fez querer voltar
Voltar a ser criança
Talvez você nem saiba
Mas o que fez comigo
Me ajudou a ser melhor, hoje eu vejo isso"

É o que eu procuro pensar, de todas as pessoas que vieram e que foram, todas elas deixaram algo. Não sei se eu deixei algo nelas também. Mas esse algo que deixaram em mim, cada algo, me fez ser melhor, me fez perceber que não é como a gente planeja ou como a gente quer, e porra, tá tudo bem.

"Foi bom poder sentir saudade
Foi bom voltar a ter vontade
Foi bom pra ver se era de verdade"

Foi bom sair da merda de uma depressão, sozinha. Me sinto puta orgulhosa de mim, é sério. Não sei se você fica se perguntando "como ela consegue não pensar no futuro?", mas se estiver, a resposta é simples: não importa o que aconteça, a gente tem que seguir em frente sempre.
Acho que isso é uma das únicas coisas que a vida não pode mudar do nada, desde o princípio foi assim, "siga em frente", mesmo que doa, e não precisa necessariamente doer, foi outra coisa que aprendi. A cada minuto você tem sessenta segundos pra ser melhor, você tem sessenta segundos pra fazer acontecer, tem a oportunidade de um "seguir em frente" sem lástima.
Não sei se estou sendo muito positiva, otimista, mas se eu estiver, dane-se, é o que eu gosto. A vida não é só ruim e nem só boa, basta escolher o lado para o qual você olha.

"Então vamos viver, porque tudo bem
Assunto resolvido, isso é passado, amém
Vamos seguir em frente"

É... Pode ser que quando eu digo "Tudo bem" ainda não esteja tudo bem, mas eu digo porque sei que tudo vai ficar bem, uma hora ou outra. Não sei se é muito frio, ou muito idiota, mas se pá, no fim disso, eu ficarei péssima, e direi "tudo bem", eu vou estar fodida porque acabou, mas vai ficar tudo bem depois, porque eu escolhi deixar tudo bem.

"Estamos no começo de algo muito bom
Não precisa ter nome não
atrás não entendia as coisas
Cada um tem seu tempo, suas escolhas"

Essa parte nunca fez tanto sentido pra mim quanto agora.
Não precisa ter nome, é bom, a gente sabe, e não precisa ter nome.
Amor...
Romance...
Confusão...
Carência...
Não, sem nomes. Isso não importa pra mim, em nada mais. O que eu sou não precisa de nome, o que tu é não precisa de nome, o que somos não precisa de nome, só precisa ser, ser de verdade. Talvez eu nunca fale "eu te amo", mas eu com certeza vou dizer "tô com saudade" e pra mim isso já basta.
Lá atrás não entendia as coisas, eu queria que fosse do meu jeito, eu queria que fosse no meu tempo, mas cada um tem seu tempo, suas escolhas. Já te disse que eu não gosto de escolher por você, né?
Não pode ser eu, porque não existe só um lado em uma relação, não existe só minhas vontades. E não existe só o meu tempo. É importante saber isso das pessoas: nem sempre elas sentem por você o mesmo que você sente por ela, e nem sempre ela se sente tão segura de começar algo tão rápido, e quanto mais cedo compreendemos isso, melhor.
Melhor pra gente e pra outros também. Acho que é por isso que dizem que eu sou muito compreensiva. Sinceramente, eu não sei se é bom ou ruim, só sei que é.
E bem...
Não sei o que somos quando estamos juntos em silêncio.
Somos algo. Solidão?
Não sei, pra mim não precisa ter nome, somos algo, isso é fato. Quando me perguntam o que somos eu respondo "estamos juntos", algumas pessoas não entendem, elas procuram nomes. Namorada? Ficante? Peguete? Crush?
Blá blá blá.
Estamos juntos.
Eu sei que tu procura um nome pra gente também, e eu aceito essa condição, por mim tudo bem.
Existem dois lados da moeda, e com certeza estamos cada um de um, e isso não é um problema.
As diferenças dão graça nas coisas.
Mais um capitulo, é o que eu peço quando estou com você, e não penso "mais alguns capítulos".
Eu ri agora, porque meu lema é "um dia de cada vez", e acho que pra gente combina mais "um capítulo de cada vez".


Notas Finais


.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...