História I'II Never Let You Go - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Preconceito, Racismo, Romance
Visualizações 26
Palavras 734
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Josei, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa Leitura!!

Capítulo 27 - Oh Meu Deus!


Fanfic / Fanfiction I'II Never Let You Go - Capítulo 27 - Oh Meu Deus!

                                                                          Oh Meu Deus!  

Minhas bochechas se avermelham conforme os olhares de algumas pessoas que me encaram ao passar por mim. Será que sou tão feia assim? Eu ouço o sussurrar de dois rapazes que cruzavam o meu caminho e me observavam sem o mínimo de gentileza. Sem nenhuma educação eles cochicham e voltavam a me fitar.

 __Alexia, a bola! Sou despertada de meus devaneios pela a voz de Naomi, entretanto, é tarde. Acabo levanto uma bolada bem em cima de meus seios, o que me faz cair batendo o traseiro no chão propositalmente diante da dor dilacerante que me consome. __Você está bem? Me desculpe.

__Tudo bem... A respondo segurando minhas lágrimas. É a pior dor que eu já sentir na minha vida. Nunca imaginei que uma bolada no seio doesse tanto. __Deixa eu te ajudar! Ela se aproximou e se agachou me estendendo sua mão, eu a pego e sou puxada.

__Amiga você tá viva? Sandy surgiu do outro lado vindo em minha direção. __Isso que dá não prestar atenção. E como sempre ela percebeu sobre meus pensamentos.  __Ah você nem pode imaginar o que te aconteceu...

__Eu disse que era rosa! A voz de um rapaz me tira da conversa de Sandy. Ele está exaltado e não para de me encarar descaradamente apontando o dedo para os meus... SEIOS! Pago peitinho na praia, extremamente constrangida arrumo no lugar o meu biquíni enquanto aquele rapaz permanece me fitando.

__Perdeu alguma coisa? Hipólita dai-lhe um tapa de mão aberta na cabeça dele, incrivelmente forte, para a sua estatura. Ele desapareceu em questões de segundos ao vê-la tão demoníaca; como se tivesse sido possuída por uma legião. __ Acidentes acontecem.

__Espero que Zeus não tenha visto. Imploro a Deus para que ele não tivesse o conhecimento de minha vergonha. Pagar peitinho na praia? Só Alexia consegue uma proeza dessas. Que absurdo.

__Eu acho que não! Sandy, sem nenhum problema, colocou a mão no meu seio esquerdo, arrumando no lugar certo o maiô, a fim de que não ficasse com duas marcas. __Seu namorado vem aí soltando fogos pelas ventas. Já vou, Luan! Sandy estende a mão para o alto me abandonando. Sendo que Luan nem a chamou.

__Jeredy... Já vou meu amor. Hipólita me abandona, correndo em direção ao seu namorado que estava muito longe mesmo; bebendo cerveja á mesa.

__A gente se fala. Naomi some junto de Hipólita. __Hunter eu tô com fome! Ela diz sorrindo ao me largar com meu namorado bravo. Provavelmente comigo.

Atrevo-me a  encarar por cima de meu ombro. Eu observo a face de Zeus indiferente ao se aproximar segurando em minha mão. Ele me tranquilizaria se sorrisse... Porém, cadê o sorriso?

__Você se machucou? Ele me perguntou de uma maneira tão gentil e amável que sou obrigada a dizer que não. __Desde quando você chegou, Alexia, você não comeu, bebeu ou ficou comigo... Quero alimentar você. Ele sorrir para mim. Somente para a mulher dele.

__Quero uma Coca-Cola, Zeus. Ele não se comportou normalmente. O certo seríamos nós voltarmos para a mesa e lá ele fazer o pedido ao garçom, no entanto, ele passou a mão por minha cintura e foi em direção mais longe da praia. Um quiosque. Bem no fim de tudo. Ele quer me expor como sua mulher? Eu não creio nessa sua atitude... __É brincadeira, né?

__Eu disse que se me desse uma crise de ciúme que não era para você ficar histérica. Vamos dar um passeio. Ele desliza sua mão discretamente até o lado esquerdo de meu traseiro e lá deixa. Zeus não tem vergonha cara, gosta de chamar á atenção. Conforme caminhamos homens o encaram com admiração e mulheres com raiva por ele ter uma namorada... Que anda armada com uma navalha... Só para lembrar. Claro que não sinto ciúmes.

__Ah meu pretinho... Eu te perdoo porque te amo. Apoio minha cabeça em seu peito e sinto o seu cheiro tão conhecido por mim. Uma mistura de Paco Rabanne e água salgada. Um aroma completamente diferente. __ Assim que nos formarmos... Eu não vou morar com você, Zeus, eu irei casar com você. Sussurro me perdendo em sentimentos vivos dentro de mim.

__Eu te amo, Alexia...

“Quando minha hora chegar esqueça os erros que cometi. Ajude-me a deixar pra trás algumas razões que deixem saudades. Não fique ressentida comigo, quando se sentir vazia mantenha-me em sua memória, deixe de fora todo o resto.”


Notas Finais


Continua...
Beijos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...