História I'II Never Let You Go - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Preconceito, Racismo, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.342
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Josei, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa Leitura!!!

Capítulo 30 - Alexia Não É Bagunça


Fanfic / Fanfiction I'II Never Let You Go - Capítulo 30 - Alexia Não É Bagunça

                                                                   Alexia Não É Bagunça

Engulo seco ao me aproximar da multidão. Entro entre as pessoas em busca de ver a cena que ali acabara de se formar. Algo me diz que não é coisa boa... Perco o chão ao ver Alexia descendo a porrada em Pamela, entretanto, diferente de briga de mulher; de puxar cabelo, tapa na cara e etc... Alexia batia igual a um homem, com a mão fechada distribuindo soco e a arrastando pelo cabelo. Pode parecer mentira, mas Alexia usa um salto alto. Mike Tyson arregaria se tivesse de lutar contra Alexia. Ela vai matar Pamela!

__Sua vagabunda. Eu vou te ensinar a não dar em cima do meu homem. A cada palavra solta era um soco no olho, nariz, boca e queixo. __ Sua piranha! Por um instante eu saio do meu corpo e observo tudo sem nenhuma reação. Como alguém tão gentil, doce, amável e amorosa pode agir como uma maquina de destruição em massa? __Sua cadela sarnenta.  Tá pensando que eu sou bagunça? Um soco na cara. __Me responde agora sua vadia... Eu não sou bagunça sua imunda.

__Me desculpa... Pamela sussurrou e Alexia a tacou no chão. __ Você merece essa surra sua piranha interesseira. Primeiro foi Marcus, agora não contente é Zeus. Os cabelos de Pamela eram arrancados na raiz por Alexia. __Vou acabar com você. Ela a arrastou pelo chão, puxando-a pelos cachos.

__Pelo amor de Deus Alexia, solta ela! Bernardo assumiu o meu papel. Ver a cena de uma mulher, aparentemente indefesa, descendo o cacete como homem me assusta. Não consigo intervir... Meu corpo não se mexe. Congelo ao ver meu melhor amigo apertando minha namorada daquela maneira. Ela se contorcia tanto que as mãos dele acabaram descendo para o quadril dela... Ela fugiu e partiu para cima de Pamela que chorava. Implorando misericórdia.

__Você tirou o Marcus de mim. Eu o amava. Meu mundo desmoronou com palavras ditas tão facilmente. __ Eu não me incomodo mais, fique com Zeus se assim a convém. Tanto Marcus quanto Zeus são iguais. Levo facadas em meu coração sem dó nem piedade. __Faça bom aproveito. E lá ia mais um soco. Ela arrancou um dente de Pamela. Não sei qual, mas eu só vi o momento em que ele voou.

__Eu vou processar você. Pamela disse friamente ao se levantar quase tombando de cara no chão. Alexia a encarou com insignificância e desdém. Ela não se importava.

__Faça como quiser. O melhor advogado do país é o meu pai. Ela deu-lhe as costas e saiu batendo o pé; fazendo barulho com o seu salto e limpando o suor que lhe ameaçara a escorrer. Ela passa por mim, como se eu fosse um estranho. Ela me ignorou. Seu olhar de ódio; como no passado, ressurgiu das cinzas. __Não me procure mais. Esqueça que eu exista. Nunca mais olhe ou dirija a palavra a mim, inseto maldito. Eu te odeio. Morra! Ela disse sem o pingo de consideração por mim. Eu não tive culpa. Depois de tudo... Alexia me odeia.

__Ah não fode, Alexia. Grito não me incomodando de termos uma discussão na frente de todos. Ela não pode acabar assim. __Ela que se atirou em cima de mim, igual cachorra no cio. Não aja desta maneira comigo. Você viu o que aconteceu. Não me compare com o Lixo do seu Ex, eu sou um homem de verdade. Berro de raiva. Eu pensei que ela me ignoraria, mas deu meia volta e se posicionou na minha frente.__Se você o ama, fiquem juntos. Sua mimada. Eu me arrependo de ter permitido a sua entrada na minha vida. Você foi a pior coisa que me aconteceu. Ninguém se apaixonaria por uma mulher que usa 44.

__Você tem razão. Alexia afirmou não demostrando suas emoções. Que ódio. __ Eu sei que sou desprezível por não caber em 38 e ter 1,80 de altura. Eu sinto muito por não fazer parte do padrão. Alexia debocha da minha cara, mas no fundo eu vejo suas... Lágrimas?  Ela segurou em sua mão e tirou o relógio que eu a comprei. As chaves do carro e tudo que eu havia a presenteado... __ Eu peço para alguém mandar o restante, Zeus. Ela se desfez de tudo com uma grande facilidade. __Eu espero que você desapareça da minha frente. Eu te odeio inseto maldito! Estou desapontada com você. Discretamente ela se aproximou do meu corpo e parou os lábios bem próximos de minha orelha. Eu pude sentir seu hálito quente. __Você nunca me fez gozar. Sussurrou para que somente eu a escutasse. __ Enquanto você colocava eu fingia gostar. Vamos melhorar isso aí! Estremeço na base com tamanhas mentiras. Como assim? Alexia mente!

__É o fim da aposta. Digo secamente. __Eu ganhei. Até o final do ano eu prometi que conseguiria, então... Dou de ombros.

__É tanto faz... Ela me respondeu friamente e me abandonou. Nossa primeira e ultima discussão. Será esse o fim do nosso amor? Por mim tanto faz também.

“Não importa quanto eu tente você continua me afastando de você. E não consigo chegar até você, não há conversa com você. É tão triste a sua partida, vai levar tempo até eu acreditar, mas depois de tudo ter sido dito e feito é você que ficará solitário. Você acredita em vida após o amor? Alguma coisa dentro de mim está me dizendo que realmente não creio que você seja tão forte assim.”

Eu prometi a mim mesma que não choraria mais. Embora eu tenha batido em Pamela, eu continuo querendo voltar lá espanca-la até ela perder a consciência. Que ódio! Bernardo me acompanhou pelo o estacionamento e insistiu em me levar para minha casa.

 __Eu o odeio. Grito de raiva enquanto Bernardo dirige pelas ruas. __Ele é desprezível. Como ele pode ter a beijado? Choro como uma criança.

__Alexia, você viu o que houve, todo mundo viu. Ela o agarrou e o beijou. Em menos de segundos Zeus a empurrou, Alexia. Zeus te respeita e te ama demais para beijar ou ficar com outra mulher. Bernardo sorrir para mim. Começo a chorar com a merda que se desencadeou.

__Ele me disse às palavras que sempre ouvi em toda a minha vida. Digo secamente. __Fui humilhada por Zeus, ele me tratou como um... Inseto maldito. Desabo em lágrimas e Bernardo para o carro e me abraça apertado. __Ah Bernardo. Que ódio!

__Não chore, Alexia. Bernardo sussurra perto de minha orelha e acaricia meus cabelos carinhosamente.__ Sempre estarei aqui por você. Ele me solta de seus braços e segura meus braços com os olhos brilhando. Tão intensamente que me fez sorrir.  Bernardo curvou o rosto e ficou bem perto de mim. Em questões de segundos seus lábios tocaram a minha testa. Carinhosamente.

__Bernardo. Chamo pelo o seu nome. Ele sorrir como resposta e me dá um peteleco na testa. Como sempre fizera quando crianças.__Você é...

__Não faça essa cara, Alexia. Você é muito linda para ficar triste. Ele agarra a minha mão e a leva em direção a seus lábios onde a beijou. __Você é a mulher mais linda que conheci.

__Você é um idiota. Digo rindo. Eu nunca falei que o amava, entretanto, não é necessário. Bernardo sabe disso. Discretamente ele me soltou e continuou acariciando minha mão.

__Conversa com Zeus. Depois que você o conheceu você se transformou em uma pessoa melhor. É mais sociável, divertida e amável. Tornou-se alguém diferente. Bernardo falou rindo e se afastou carinhosamente de mim. __Essa hora ele deve estar em casa. Se você quiser eu te deixo lá.

__Tudo bem, Bernardo. Eu tenho dê dar o braço a torcer ás vezes. Sorriu para mim mesma. Embora eu não saiba qual será a reação de Zeus, eu permaneço o amando.

“Eu me machuquei hoje para ver se eu ainda sinto. Eu me concentro na dor, a única coisa que é real. A agulha abre um buraco, a velha picada familiar. Tento matá-la de todos os jeitos, mas eu me lembro de tudo... Se eu pudesse recomeçar milhões de milhas daqui, eu me manteria, eu acharia um caminho.”


Notas Finais


Continua...
Beijos Doces Com Açúcar *--*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...