História I'll be your man - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias BtoB
Personagens Changsub, Eunkwang, Hyunsik, Ilhoon, Minhyuk, Peniel, Personagens Originais, Sungjae
Tags Btob
Visualizações 18
Palavras 1.975
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee
Espero que estejam gostando 😁

Capítulo 4 - Não Posso Ficar....


~Eu serei o seu homem, não deixarei você ir de novo                                                       Eu não posso te deixar assim mais uma vez     Por favor, chame o meu nome                             Eu não posso viver sem você por favor, volte para os meus braços                                             Eu não posso te deixar sozinha                           Baby, eu apenas rezo~

Eu acordei em um lugar completamente frio, a unica coisa que eu escutava eram pessoas cochichando em algum lugar e o barulho de gostas caindo e batendo contra o chão. Tentava me soltar a todo o custo das cordas que me seguravam na cadeira, até que ouço alguém abrir a porta.

???: Olha só quem temos aqui

Falou o mesmo rindo sarcástico e passando a mão pelo meu rosto, eu o virei na intenção de esquevar

???: Seja uma boa menina Ha-Neul....     Se for uma boa menina prometo ser bonsinho...

Falou o mesmo dando um sorriso e olhando para meu corpo, aquilo me deu arrepios

Eu: Você me da nojo!

O mesmo virou um tapa em minha cara

???: Me trate com respeito garota!          Será que ainda não me reconheceu?!

Agora que o mesmo falou, pude reparar melhor em seu rosto, vendo que ele era o dono de uma das maiores máfias do mundo.

Eu: Você...

Falei olhando para o mesmo com nojo e com desdém

Jay.P: Vejo que me reconheceu agora

Falou o mesmo sorrindo

Jay: Mas que tal pararmos de falar agora e brincarmos um pouco....

Ele falou distribuindo beijos pela estenção do meu pescoço e apertando meus peitos

Eu: Fica longe de mim!

Falei tentando chutar o mesmo, falhando

Jay: Estou vendo que vai me dar trabalho...

Falou o mesmo passando a mão pelos cabelos e rindo sarcástico, então ele desapareceu pela porta do lugar.                       Ah que ótimo!                                                         Pensei comigo mesma. Além de mentir para o FBI agora eu estou sendo estuprada por um chefe de uma máfia....                                          Eu fui tirada de meus pensamentos quando a porta se abriu de novo revelando Jay Park com um chicote em sua mão

Eu: O-o que vai fazer com i-isso?

Perguntei já espantada ao ver o que o mesmo segurava

Jay: Se foi uma boa menina nada....

Ele falou olhando para mim e rindo

Jay: Agora vamos começar a brincar

O mesmo falou colocando o dedo em meu queixo e levantando minha cabeça, tentando me beijar.                                               Eu então virei o rosto

Eu: P-por favor.... Não faça isso...

Tentei falar mas o mesmo me deu uma chicotada em uma de minhas pernas

Jay: Cala a Boca!

Então ele rasgou minha camiseta, me deixando somente de lingerie

Jay: Tão gostosa...

Falou o mesmo sorrindo e começando a distribuir beijos e chupões pela estenção do meu pescoço novamente.                                   Aquilo me dava nojo, ele me dá nojo.  

Eu: P-pare!

Falei em um tom um pouco mais alto, e o mesmo me deu outra chicotada, me fazendo gemer de dor.

Jay: Agora quero que gema desse jeito quando eu estiver dentro de você.

O mesmo falou passando a mão pelo meu corpo e arrancando meu shorts 

Eu: V-você vai se arrepender de fazer isso comigo!

Falo e o mesmo me da outra chicotada, só que com mais força, me fazendo derramar uma lágrima.                                                          Então ele começou a apertar minha coxa, em seguida tirando meu sutiã

Eu: P-por favor, eu imploro....

O mesmo me deu outra chicotada

Jay: Já falei pra calar a boca!

Eu: Aonde está você Minhyuk....

Falei em um sussurra para que somente eu pudesse ouvir, e então comecei a chorar com os toques do outro em meu corpo.           Eu estava tentando suportar o que estava acontecendo, mas o mesmo estava undo longe de mais 

Eu: Para!

Então o mesmo me deu mais uma chicotada, mas dessa vez com toda sua força, fazendo um grande corte em mim.         A essa altura eu já estava cansada de tentar me esquivar de seus abusos, até que sou surpreendida por alguém abrindo a porta.

Minhyuk: Fica longe dela!

O mesmo parou de me tocar e olhou para Minhyuk com uma cara nada boa

Jay: Quem te deixou entrar aqui garoto?!

Falou ele indo para cima de Minhyuk, e os dois coneçaram a brigar, distribuindo uma serie de socos um no outro, eu estava me sentindo culpada por estar vendo tudo aquilo na minha frente e não conseguir fazer nada para ajudar Minhyuk, e então Jay Park coneça a se estressar

Jay: Já ocupou muito do meu tempo garoto.

Falou o mesmo tirando uma faca e enfiando no braço de Minhyuk, então o mesmo teve um tempo para levantar e ir para cima de Minhyuk, diatribuindo varios socos no mesmo

Minhyuk: Pode querer me matar aqui e agora, mas do que adinta se não tiver uma arma? 

O mesmo falou sorrindo sarcástico e sacando uma e atirando em Jay Park, fazendo com que o mesmo morrece na hora, então ele tirou o corpo do outro de cima do seu e veio até mim, desamarranod a corda que prendia meus braços

Eu: Por que fez isso?!

Eu falei brigando com o mesmo

Minhyuk: Ver você naquele estado....        Fez com que eu me revoltasse....

Eu: Idiota!

Falei batendo no mesmo

Eu: Sabe o quanto eu me preocupei?!!   

Falei deixando uma lágrima cair

Eu: Sabe o quão culpada eu me senti por ver vocês dois brigando daquele jeito e não poder ajudar?!!

Falei derramando mais uma lágrima e batendo mais uma vez no mesmo enquanto ele continuava parado

Eu: Você poderia ter morrido!!

Falei já chorando, então ele me puxou, me abraçando

Minhyuk: Eu estou squi não estou?

Então eu o abracei, deixando minhas lágrimas milharem seu peito.                             Um tempo depois o mesmo me deu sua blusa para que eu pudesse me cobrir e nós então fomos novamente para o local aonde eles ficavam.                                                                   Ao verem que Minhyuk havia voltado, todos começaram a fazer uma serie de perguntas, então o mesmo pegou minha mão e me puxou para dentro

Munhyuk: O que eu disse sobre ela não estar bem?

Ao todos me verem naquele estado começaram a se preocupar, perguntando o que havia acontecido e o por que eu estava daquele jeito. Depois de contar toda a história os mesmos coneçaram a se preocupa

Eunkwang: Agora temos um grande problema.....

Falou o mesmo coçando a cabeça

Eunkwang: Você matou um dos chefes das maiores máfias.                                              Bom.... Parece que teremos que tomar cuidado daqui em diante....

Falou dando um sorriso fraco

Ilhoon: Acho melhor trocar de roupa....

Falou o mesmo olhando para mim e vendo que eu estava somente com a blusa de Minhyuk.                                                                 Eu então, percebendo que o mesmo estava me olhando, abaixei minha cabeça envergonhada.

Minhyuk: Quer parar de olhar para ela!

Falou o Minhyuk me puxando para trás de sí

Ilhoon: Ok Ok, Mas a culpa não é minha por isso...

Falou o mesmo rindo e dando as costas para nós dois

Munhyuk: Vai tomar um banho.

Eu: Ok...

Então ele me deu uma toalha e eu fui para o banheiro e comecei a me despir.              A água quente batia em inha pele ferida me fazendo sentir dor. Eu stava com os olhos fechados sentindo a água cair sobre meus cabelos, quando sunto duas mãos geladas em minha cintura, após me virar vejo que era o ruivo quem egurava em minha cintura

Eu: O que voc....

Minhyuk: Shhh...

Falou o mesmo me puxando e me beijando

Minhyuk: Não sabe o quanto esperei por isso....

Sorri com as palavras do mesmo

Eu: Nunca pensei que isso aconteceria

Falei soltando um pequeno riso e cobrindo meu rosto com as mãos por conta da vergonha

Minhyuk: Não sabe como me senti quando te vi daquele jeito....                               Por mais que tenha matado ele, nunca irei perdoa-lo pelo que fez a você.

Ele falou colocando a mão perto de uma das feridas causadas pelo chicote, me fazendo reclamar de dor

Eu: Ai....

Falei reclamando

Minhyuk: Desculpa....

Eu: Não foi nada

Falei dando um pequeno sorriso

Eu:  Você tambêm se feriu por minha causa

Falei olhando para o braço do mesmo e passando de leve o dedo no corte fito por Jay Park

Minhyuk: Farei isso quantas vezes for preciso, se for para te salvar eu faço qualquer coisa

O mesmo falou me puxando para mais perto e colando ainda mais nossos corpos, iniciando um beijo calmo, que depois de um tempo começaram os toques e as carícias

Minhyuk: Oque acha de terminarmos isso na cama?

Falou o ruivo e eu fiz um sinal de corfirmação com a cabeça, então o mesmo me pegou no colo, me levando para um dos quartos e me colocando em cima da cama beijando a estenção de meu corpo, o mesmo viu que eu estava um pouco nervosa com a situação

Minhyuk: Está nervosa?

Eu fiz que sim com a cabeça e o mesmo sorriu

Minhyuk: Não vou te machucar

Ele falou passando a ão em meus cabelos

Minhyuk: E independente do que acontecer aqui....

Vi que o mesmo corou

Minhyuk: Quero que saiba que eu te amo....

Falou o ruivo, eu não pude deixar de sorrir com as palavras do mesmo, eu então deixei um sorriso escapar e então respondi de volta

Eu: E-eu também te amo...

Falei e o mesmo corou e sorriu, então me puxou para um beijo calmo e tranquilo então dando pequenos selares na estenção de meu corpo até chegar em minha intimidade, o mesmo olhou para mim como se estivesse pedindo permissão, então eu assenti e o mesmo começou a dar estocadas em mim, o esmo viu que eu estava com uma cara de dor, então foi devagar até eu me acostumar, e quando fomos perceber nossos gemidos já formavam um uníssono.                 Depois de um tempo nós dois chegamos ao nosso ápice, caindo exaustos na cama

Minhyuk: Eu sei que já posso ter falado isso uma vez, mas só para reforçar.                   

Ele olhou no fundo dos meus olhos e me beijou calmamente, e então depois e algum tempo nos separamos por conta da falta de ar

Eu: Também te amo....

Falei sorrindo mas já com um okhar triste, acariciando os cabelos do ruivo e me virando para dormir, um tempo depois sinto o mesmo me puxar para mais perto me egurando pela cintura e colocando sua cabeça na curva do meu pescoço e dormindo. Aproveitei aquele momento para descansar nos braços do mesmo, pois talvez fosse a ultima vez que eu o veria.                                     

~Dia seguinte~

~Ha-Neul povs on~

Já havia arrumado minhas coisas, eu ão podia deixar que os descobrissem, não suportaria perder a unica pessoa que eu amo nesse mundo.....                                                    Escrevi um bilhete para Minhyuk e o deixei do meu lado da cama, depositei um ultimo beijo nos lábios do mesmo e com lágrimas nos olhos, sai pela porta

Eu: Sentirei falta e vocês.

Falei sorrindo e derramando uma lágrima, que logo limpei com minhas mãos.    Fui até  ponto de encontro aonde o FBI dizia que viria me pegar, os mesmos me levaram para a agência me falando para ir direto a sala do investigador chefe

Chefe: Muito bem Ha-Neul, lhe darei uma ultima chance de se redimir conosco e entregar todos os mafiosos com quem passou esse tempo, caso contrario....

O mesmo pontou para trás me fazendo ver que haviam 3 seguranças prontos para me agarrar caso não dissece a verdade

Eu: Mas eles estão mortos!

Falei engolindo seco e esperando que os mesmos acreditassem

Chefe: Muito bem....

Ele falou me encarando

Chefe: Levem-na

~Ha-Neul povs off~

~Minhyuk povs on~

Eu acordei esperando ver Ha-Neul ao meu lado, mas qualdo passei mão do outro lado da cama vi que a mesma não estava lá, e ão vi um pequeno papel

~Bilhete~

Sei que o que fiz foi errado, queria me desculpar por tudo o que fiz....                            Entrei ai querendo que todos vocês fossem mortos, mas o carinho e o amor que todos vocês me deram (principalmente você) me fizeram enxergar o que eu stava fazendo.         Sou agente do FBI a 5 anos, desde que meus pais morreram....                                                   Depois de saber do que eu fiz, que nunca poderia continuar junto a vocês, mas vou fazer o possivel para nos vermos em breve.     Eu te amo, nunca e esqueça disso.

Beijos e até  proxima        

Ass: Ha-Neul

~Bilhete~

Eu estava chorando com o papel em minhas mãos, eu derramava lágrimas sem parar, pois sabia do que o FBI era capaz, e sabia que Ha-Neu estava correndo perigo, avisei a todos o que estava acontecendo, os mesmos falaram que não ajudariam a procurar Ha-Neul pois corria muito risco e sermos pegos.                                                        A esta altura eu estava pouco e fudendo se nos descobrissem, eu iria atras e Ha-Neul, nem que eu tenha que morrer para isso.

~Minhyuk povs off~


Notas Finais


Espero que tenham gostado 😘❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...