História .i'll catch you if you fall - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Bts, Hoseok, J-hope, Sobi, Sope, Suga, Sugahope, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 34
Palavras 1.544
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - .único


Hoseok colocava o capacete cuidadosamente na cabeça de seu namorado, que ainda parecia resistir a aquela idéia maluca do mais novo.

- Olha o tanto de crianças neste parque. Não tem nenhum adulto andando nessa máquina mortífera de duas rodas. - Yoongi proferiu fazendo careta graças ao desconforto daquele capacete, Hoseok apertara demais.

- Você também é uma criança e vai se juntar a elas quando aprender. - o mais novo riu e depositou um beijo estalado na bochecha do mais novo.

- Quando eu aceitei namorar com você, não achei que topar suas loucuras em relação aos meus medos fosse obrigatório. - Hoseok revirou os olhos, o Min sempre havia lhe dito o quanto queria aprender a andar de bicicleta por parecer divertido mas o seu medo era o que falava por si naquele momento.

- Eu estou te ajudando a superar um medo e você chama de loucura. - o mais alto pegou a bicicleta que encontrava-se encostada no banco do grande parque, aquele era o lugar ideal para aprender a andar de bicicleta. Era cercado por grama então a queda não seria tão dolorosa.

A queda.

Aquilo assombrava tanto Yoongi. Já havia falado para o namorado sobre seu avô, que levou uma pequena queda quando voltava do banheiro para o quarto e dias depois descobriu um sangramento interno, o que o levou a falecer. Após tal episódio, qualquer mínima queda que alguém levasse, o Min preocupava-se em excesso, havia desenvolvido um tipo de ansiedade quando tal evento acontecia, entrava em pânico.

A bicicleta também era um trauma enorme em sua vida. Quando era menor, os pais não tinham condições de comprar uma bicicleta para o pequeno, o que o deixava cabisbaixo, apenas observava os amigos em cima de seus brinquedos de duas rodas sentado na calçada. Uma vez pediu emprestada a bicicleta de um dos colegas, apesar de não saber andar, queria sentir o forte vento em seu rosto, as roupas voando e a paisagem passando rapidamente por sua vista. Ao subir, imediatamente caiu. Foi motivo de piada entre as crianças e foi assim que adquiriu uma espécie de fobia social. Tinha medo das risadas, da rejeição. Então preferia ficar só.

Conheceu Hoseok na faculdade, o mais novo fazia artes cênicas e Yoongi era acadêmico de arquitetura. Seokjin, que também era aluno de artes cênicas e o único amigo do Min pediu para que este fosse ajudar na peça que seria apresentada ao final do ano. Óbvio que Yoongi não topou. Então Seokjin enviou seu amigo para a missão. Hoseok passou semanas no pé do mais velho para que ele topasse. Após alguns sorrisos e cafés pagos, o Min topou, mesmo sem saber o que faria, só não queria admitir diretamente que sentia uma vontade enorme de ser amigo daquele garoto que transmitia uma energia positiva enorme. Foi ao local de ensaio do grupo de teatro e descobriu que seria figurante. Apesar de ser um papel nada importante, o Min teve crises de ansiedades diárias e no dia da tal peça, teve uma crise de pânico. Todos no camarim estavam assustados e não ajudavam o rapaz. Hoseok encarou os colegas com desdém, já que eles encaravam o mais velho como um monstro e o deixavam sofrer sozinho. Foi até o corpo pequeno de Min e sussurrou que tudo ficaria bem até que ele saísse daquele transe. E foi ali, na preocupação do menor, que o amor nasceu.

Desde então, Hoseok tornou-se a fortaleza de Yoongi. Ele era o remédio para todas a suas inseguranças e medos, a sua proteção contra todos os pesadelos ou lágrimas. E o Jung viveria para proteger seu precioso hyung, nem que custasse sua vida.

Ajudou o mais baixo a subir na bicicleta. Sua mão estava suada, era evidente o nervosismo do Min mas Hoseok continuava sorrindo para ele, numa forma de aliviá-lo. Parecia inútil para o Jung mas Yoongi agradecia mentalmente por aquilo. Pediu para que colocasse um dos pés em um pedal e segurasse firme, olhasse pra frente e tentasse encontrar equilíbrio.

- Eu não vou fazer isso, você vai me soltar. - Hoseok riu e apertou o braço do mais velho.

- Amor, uma hora eu vou ter que te soltar. Mas não vai ser agora, eu prometo. Só faça o que eu pedi.

- E se eu cair mesmo se você estiver me segurando? - os olhos de Yoongi transbordavam medo, Hoseok os encarou com os seus, que eram cheios de esperança e transbordavam confiança, tudo o que o Min precisava.

- Você confia em mim até de olhos fechados. Não vou te deixar cair. - o mais velho foi presenteado com aquele sorriso radiante e que era apaixonado. Era verdade, confiava nele até de olhos fechados. Assim fez, fechou os olhos e fez o que Hoseok havia pedido anteriormente. Ouviu mais algumas instruções do mais novo em seu ouvido. Fez tudo como foi lhe dito e sentia as mãos firmes de Hoseok em seus corpo.

- Comece a pedalar, Yoongi. Quando eu pedi pra você abrir os olhos, abra. Tudo bem? - o mais velho assentiu e assim fez. Pedalou de forma desajeitada, buscando equilíbrio. Aquilo era mais difícil do que imaginava. Mas com Hoseok o segurando e ajudando-o a andar o mais reto que fosse ficava mais fácil.

Quando sentiu o vento bagunçar seus cabelos desprotegidos do capacete, sorriu involuntariamente. A sensação de liberdade confortava seu coração, estava transbordando felicidade. Queria abrir os olhos mas só faria quando Hoseok o pedisse, confiava nele então o deixaria guiar.

Seus pés pedalavam ritmicamente, não ia tão rápido, ainda tinha medo de cair apesar de sentir-se mais confiante.

- YOONGI, ABRA OS OLHOS! - ouviu a voz de Hoseok longe e sentiu frio na barriga. Ele havia o soltado e nem tinha sentido, abriu lentamente os olhos, quis parar e jogar a bicicleta ali mesmo para poder bater no namorado mas desistiu assim que viu a vista do parque. A paisagem passando por seus pequenos olhos rapidamente, o vento levando seus cabelos e roupa. Sorriu mais uma vez, sentia-se como uma criança novamente.

Estava lembrando de sua infância e recordando de todas as vezes que queria sentir aquela liberdade sob uma bicicleta. Era muito maior do que imaginava, era infinito. Agradeceria tanto a Hoseok depois, por o encorajar sempre, tirar todos os seus medos e em seu lugar, colocar alegrias.

Quando iria dar a curva para voltar até o ponto de partida, desequilibrou-se e caiu sob a grama úmida. A bicicleta estava por cima de si e ele fechou os olhos de dor, havia caído por cima do braço. Ao abrir, viu um Hoseok sorridente e orgulhoso. O mesmo tirou a bicicleta de cima no corpo do menor e o ajudou a sentar.

- Se eu estivesse fisicamente bem, te daria uns tapas. Você me soltou, disse que não iria cair e agora eu me encontro no chão depois de uma queda e você não estava me segurando. - Hoseok colocou a bicicleta no chão novamente e sentou-se ao lado do Min, pegou o braço dolorido e massageou levemente.

- Eu disse que teria que te soltar. Você caiu mas eu estou aqui, assim como foram todas as vezes. Eu sempre vou estar aqui pra te pegar quando cair. - beijou a bochecha do Min e tirou o capacete do mais velho. - Está doendo muito? - Yoongi encarou Hoseok, que agora o olhava preocupado. O Min riu e o mais novo franziu o cenho.

- É, não dói tanto. - Hoseok riu e bateu levemente no  braço de Yoongi,  e ele havia  é o  o preocupado  com aquela cara de dor. Sabe, é a primeira vez que caio e não tenho um surto, lembrando da queda do meu avô. E é a primeira vez que me sinto tão feliz com algo tão pequeno. Foram os melhores segundos da minha vida. Obrigado, Hoseok. - Yoongi sorriu, não encarava o Jung, sempre teve vergonha de se declarar encarando-o. Hoseok entrelaçou aos dedos tortinhos de Yoongi, que agora o encarava com seu sorriso gengival que Jung amava tanto.

- Isso não foi mérito meu, você foi corajoso o suficiente para subir nesse treco e pedalar. Estou orgulhoso de você. - depositou um beijo nas costas da mão pálida do Min.

- Eu estou me sentindo tão corajoso que sinto que posso até pular de bungee jump. - Hoseok o encarou sugestivamente e o outro arregalou os olhos depois de perceber o que havia dito. - NEM PENSE! - O Jung riu e levantou-se estendendo o braço para que o namorado fizesse o mesmo.

- Calma, ainda não terminamos nossa aula por aqui. - ergueu a bicicleta novamente e o Min entendeu o recado. Subiu em cima da mesma e Hoseok o segurou como da primeira vez. - Agora vamos aprender sobre dar uma curva e como faltar o trabalho para ir até a capital pular de bungee jump amanhã. Vai! - Hoseok o empurrou e Min não teve tempo para respondê-lo, pedalou para que não caísse e não sabia como dar a volta para poder agredir o namorado até que aquelas loucuras saíssem da sua cabeça.

No fundo não queria que saísse. Queria desbravar o mundo, perder suas inseguranças e se sentir infinito, como se sentia em cima daquela bicicleta. Mas só conseguia isso graças a Jung Hoseok e suas loucuras.

Não sentia medo, afinal, ele estaria ali para estender a mão caso caísse.




Notas Finais


eu não revisei então se tiver algum medo, perdoa meu corretor do celular
eu quero saber quando vou deixar de escrever fluffy mas eu não consigo, eu sou a + soft qnd se trata de hoseok e yoongi e é isto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...