História I'll Come Back For You (Arrow) - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow
Tags Arrow, Laummy, Nyra, Nysara, Nyssa Al Ghul, Nyssara, Olicity, Revelaçoes, Roy Harper, Sara Lance, Saryssa, Thea Queen, Theroy
Visualizações 30
Palavras 1.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heeey, cá estou eu... com POVs da Nyssa e do Roy, vamos nos desligar de Thera um pouquinho topsters e dar uma voltadinha para Nyroy... Royssa?? Não sei, vamos a leitura!

Capítulo 37 - Heartbroken


Fanfic / Fanfiction I'll Come Back For You (Arrow) - Capítulo 37 - Heartbroken

POV Roy Harper 

Ensino médio, ebaaa, só que não, saudades de estudar na mesma escola que Thea e Sara, principalmente com a surpresa que tive quando cheguei na escola. 

Nyssa estava com uma calça preta rasgada e um cropped vermelho, ela usava um óculos de sol e o cabelo estava embaraçado em um coque despojado. 

- Se eu não te conhecesse diria que está de ressaca! - Eu digo chegando perto dela que virou a cara para mim. 
- E se eu não te conhecesse diria que você não me conhece! - Ela fala seca e eu arregalo os olhos. 
- Calma aí... você está de ressaca? - Eu pergunto e ela levanta os óculos, mostrando os olhos inchados e as olheiras, logo abaixa os óculos novamente. - O que houve Ghul?
- Aparentemente, eu fui uma estupida, babaca, negligente e Sara precisa de um tempo! - Ela diz tentando conter o choro e eu abraço minha prima. 
- Como assim? Vocês são almas gêmeas, não pode! - Eu digo e ela da de ombros. 
- Eu fui estupida Roy? Tipo, que pergunta, eu definitivamente FUI estupida! - Ela dala cabisbaixa. 
- O que você acha que fez? - Eu pergunto e ela apoia a cabeça em meu ombro. 
- Eu passei semanas ignorando ela, dando desculpas esfarrapadas e quando ela apareceu do nada lá em casa ontem eu fui um monstro... Eu disse que não confiava nela, e quando ela falou que precisávamos de um tempo, eu nem questionei! - Ela fala e eu tento não reagir. - Eu só subi para o quarto de Tommy e roubei alguma garrafa de bebida, como uma estupida. 
- Não acha que precisa falar com ela? - Eu sugiro e Nyssa nega com a cabeça.
- Eu falei merda Roy, não tem como desfalar, ela deve estar me odiando agora... deve estar muito melhor sem mim! - Ela diz e eu reviro os olhos. 
- Ela quase morreu por você Nyssa, deve estar pior que você, deve definitivamente querer que você fale com ela! - Eu digo todo sábio e ela me encara... eu acho.
- E falar o que? Com que cara? - Ela pergunta começando a se desesperar. 
- O que você sente! - Eu digo. - E a cara que você nasceu... ela já é apaixonada por essa cara! 
- Obrigada Roy! - Ela diz chorosa escondendo o rosto no meu ombro. 

Quando o sinal toca, Nyssa pega seu fichário e segue para a sala de Física, eu sigo ela que anda de braços cruzados e corcunda, eu tinha que falar com Thea sobre isso. 

POV Nyssa Al Ghul

Eu sentia meu coração quebrando toda a vez que lembrava que disse que não confiava na pessoa que mais confio nesse mundo, sinto meu coração ser triturado toda a vez que lembro de Sara falando que precisamos de um tempo, e sinto meu coração explodir toda vez que lembro que apenas virei as costas e fui beber, como uma adolescente irresponsável. 

Não conseguia prestar atenção em nem sequer uma palavra que o professor Stein proferia, minha cabeça doía demais para me concentrar... culpa da maldita catuaba que encontrei no frigobar do Tommy. Roy, que sentava atrás de mim, botava a mão no meu ombro em forma de consolo a cada 5 minutos e eu só conseguia tentar pensar em como Sara devia estar me odiando agora. 

Quando o sinal para o intervalo tocou eu já não aguentava mais, Roy tentou me acompanhar mais desistiu quando viu que eu estava indo para a secretária dar alguma desculpa para ir em bora... precisava pensar. 

Inconscientemente fui para a sorveteria, pedi um sorvete de frutas tropicais, e me sentei no nosso banco, e fiquei fitando o meu anel... me perguntava se ela estava usando o dela, me perguntava se o fato de precisarmos de um tempo significava que eu deveria tirar o presente. Sinto a presença de alguém sentando ao meu lado, viro os olhos para a mulher de cabelos cor de mel que cruza os braços e, também de óculos escuros, vira a cabeça para mim. 

Muitas emoções borbulharam dentro de mim, eu sentia a necessidade de culpar alguém por brigar com Sara, por descontar minha frustração nela, e essa pessoa já carregava culpa de muita coisa nas costas... culpa-la parecia tão certo. 

- Tenho que ser explicita? - Pergunto fria. - Não quero ver você nem pintada de ouro. 
- Eu sei que não quer me ver nem pintada de ouro! - Ela diz e levanta os óculos, que ao contrário dos  meus não estavam inchados pelas lágrimas e fundos pela ressaca. 
- Então por que está sentada do meu lado, tem muitos bancos vazios na praça! - Eu digo fazendo um gesto para o local a minha volta. 
- Preciso falar com você! - A mulher diz e eu reviro os olhos. 
- Eu não quero falar com você Talia! - Eu digo perdendo a paciência. 
- Quer falar com quem? Com Sara? - Ela pergunta desdenhosa. - Até onde eu percebo, ela não consegue nem se quer compreender que você está passando por uma situação delicada e fica cobrando que você fale a ela coisas que você não fala nem a si mesma!

Eu apenas fico em silêncio, pensando se concordo ou não com o que ela fala, com uma imensa vontade de bater nela, de bater em mim por estar tão afetada. 

- Ela tem uma família perfeita e não quer respeitar os problemas das suas famílias, não quer te dar o seu espaço! - Ela diz e eu a encaro com o maxilar rígido. 
- Eu e Sara só brigamos porque VOCÊ decidiu aparecer! - Eu digo fria. - Porque VOCÊ é uma péssima irmã, me abandonou, e ver VOCÊ depois de tantos anos me afetou de uma forma surreal, me fez voltar ao dia em que acordei e descobri que agora estava sozinha com o bicho papão que me aterrorizava a noite... Isso só aconteceu porque VOCÊ me fez guardar tanta mágoa, que eu escondi, deixei bem guardado, nas sombras, a memória da minha irmã, e não quis dividir isso com ninguém... por anos! Não disse aquilo pois não confio em Sara, disse aquilo pois VOCÊ, me fez ter medo de confiar em qualquer um. 

Talia abaixa a cabeça e reposiciona os óculos em seu rosto, levanta e se vira para mim com uma expressão desolada. 

- Até logo maninha! - Ela diz e vira as costas. 
- Isso, fuja, é o que você sempre faz! 


Notas Finais


Ai... pesado! Estou gostando muito de escrever Al Ghul Sisters Drama e espero muiiiitooo que você gostem da leitura!!

https://www.polyvore.com/nyssa_al_ghul_13/set?id=230807991
^^ Roupa da Nyssa ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...