História I'll give you wings - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Jikook, Namjin, Sadomasoquismo, Vhope Incesto
Exibições 175
Palavras 1.738
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá.

Capítulo 2 - Dois.


—Boa noite Jungkook. - e um toque suave foi depositado em seu ombro, uma pequena corrente elétrica lhe percorreu cada centímetro e algo novo lhe preencheu.

 

Excitação, aquela voz era extremamente e completamente atrativa.

Jungkook virou o rosto o suficiente para que a face atrás de si fosse-lhe visivel. Seu primeiro contato visual, olho a olho, Jungkook estava perdido. Jimin possuia olhos tão negros quanto o terno que vestia, seu olhar era unico e concerteza qualquer um que o visse não o teria longe da cabeça tão facilmente. Era torturante percorrer o olhar sobre a face clará do individuo atrás de si, seu nariz moldado e arebitado era perfeitamente fino em sua base, a boca rosada e carnuda, as bochechas levemente massudas e seus cabelos negros que caiam levemente a cima de suas sobrancelhas. Uma combinação perfeita e um olhar intenso, aquele garoto era uma tempestade.

—Boa noite Park Jimin! - levantou-se Namjoon chamando a atenção de Jungkook que saiu de seu tranze e voltou o olhar para Eun Ju, sua omma havia entendido perfeitamente os pensamentos de Jungkook. Jimin era diferente de qualquer um, sua presença era esmagadora.

Namjoon estendeu a mão para Park que retirou a sua do corpo de Jungkook, um aperto formal foi feito e Park lentamente deu a volta a mesa sentando-se ao lado de seu appa e em frente a Jungkook.

—Ele lhe deu boa noite Jeon, responda! - sussurrou para o menino em choque ao seu lado.

Jeon estava tentando absorver o maximo de informações, tudo havia ficado confuso, Jimin causava essa reação as pessoas. Talvez por seu ar superior ou até mesmo sua pressença, cheiro, postura. Jungkook não era o unico surpreso, Chloe também estava em colapso. 

—B-bo.. - falou baixo mas logo tratou de olhar diretamente para sua frente falando em alto e bom tom. —Boa noite.

As bochechas de Jeon estavam mais rosadas do que o normal e seu corpo mais quente, ele estendeu a mão para uma taça de cristal a sua frente bebendo um pouco de agua. Seus movimentos eram observados por Jimin com uma intensidade grande. Park jimin era o pecado em pessoa.

--Appa, por que não conta uma de suas histórias? – amenizou o clima Jimin.

—Certo, claro! - sorriu senhor Park.

O silencio esmagador foi quebrado e algumas risadas forám soltas pelos demais. Jimin continuava serio e observava o horizonte.

Namjoon por sua vez estava um caos por dentro, queria surtar, gritar e principalmente bater em SeokJin. Não conseguiria, ele estava suando frio, um turbilhão de sentimentos e lembranças, que tentava esquecer em todos esses anos havia voltado.

E o pior, estava bem a sua frente.

—Conlicença. - pediu e levantou-se indo para a saída.

—Namjoon!? - tatou a mão de seu marido Eun Ju e recebeu um olhar frio, o soltou.

Jin não estava diferente de Namjoon mas ja estava ciente de que o veria naquela noite, havia sido avisado so não acreditou que o sentimento morto pudesse voltar tão atona quanto agora. Céus aquela noite estava impactante demais para todos, mas principalmente para Jungkook e Namjoon.

O jantar foi servido e Jungkook recusou-se a comer, estava nervoso não seria boa ideia. Mas tentou pelo menos comer um pouco do peixe frito servido em seu prato, ja Jimin comia tranquilamente em quanto trocava algumas frases curtas com seu appa. Namjoon não havia voltado, causando curiosidade em Eun Ju, mas antes que pensasse em levantarse percebeu o rapaz Jin o fazer pedindo licença.

 

ΔΔ

 

—O que esta fazendo aqui? - perguntou sem rodeios Namjoon.

—O mesmo que você, jantando.

—Não se faça de idiota SeokJin! - agarrou o pulso de Jin que não surpriendeu-se com o ato. —Como tem coragem de ainda olhar na minha cara?

Namjoon tentava ao maximo falar baixo por estar ainda proximo a sala, por mais que algumas arvores lhes encobrissem. Namjoon se deixou observar as feições de Jin, sua beleza era incomparável a sua visão. Os cabelos tingidos em rosa claro, céus ele estava uma tentação.

—Eu fiz oque deveria ser feito, eu fiz o certo e... - a mão agel de Namjoon tapou os labios fofos do rapaz de cabelos rosa.

A intensidade do toque, a quimica ainda não havia morrido e os dois compartilhavam do mesmo pensamento.

—Por favor, não me venhas com essa. Você não existe para mim, eu te deixei num passado horrivel. Por que voltou, por que fez isso!? - abaixou o olhar não crendo na sua real situação.

As mãos de Namjoon sederão e foram ao seus bolsos, ele levantou o olhar observando a face esbelta de Jin que em sua concepção não havia mudado em nada.

—Namjoon eu sinto muito por tudo, mas não há volta. Você cresceu, evoluiu herdou finalmente a sua empresa, tem familia e todo luxo possivel. Seguimos em frente, não partilhamos de mais nada. - Jin não pensou que fossem pesar tanto tais palavras.

Olharam-se mais uma vez matando secretamente toda saudade escondida em seus corações frágeis e Jin então voltou para a sala com a cabeça e coração realmente pesados, deixando um Namjoon destruido para tráz.

 

ΔΔ

 

Jungkook havia virado uma estátua, cada ação sua era completamente pensada. Ele havia entrado no automático e Jimin o olhava com destreza deixando quase claro que tentava entender o garoto tímido a sua frente, já que Jungkook não havia se quer trocado uma palavra consigo.

—Jungkook, ja deve estar ciente do por que deste jantar. – disse senhor Dongfun, Jeon sentiu as bochechas arderem. —Não oficializaremos nada ainda, por que claro temos de agradar a mídia primeiro.

Jimin sustentava o olhar sobre Jungkook o deixando incomodado, sentia seus ombros pesarem, era como se fosse algo natural de seu corpo encolher-se. Jungkook respirou fundo e ajeitou a postura do jeito que pode.

—Voltei. - anunciou Jin sentado-se novamente. —Aposto que você ja esta assustando o pobre Jungkook.

Namjoon tambem surgiu sentando-se sem aviso previo e com cara de poucos amigos.

Jin soltou uma risada um tanto falsa, escorou o rosto em sua mão e disse: —Você e tão lindo Jungkook, e parecido com seu appa. - sorriu gentil. 

—Obrigado.     -      agradeceu Jeon estranhando a comparação junto de sua mãe.

—É claro a mim tambem. - fez graça Eun Ju minimizando o clima.

 

 

Após uma conversa tradicional entre os senhores Park e Jung todos foram convidados a irem a um chalé um pouco proximo dali. Jungkook sentiasse precionado e queria ir para casa, mas seu desejo não seria atendido tão cedo.

Todos caminhavam seguindo a trilha iluminada por postes prateados. Os mais velhos a frente e Jungkook um pouco afastado imaginando o porque de sua existencia. Era um menino um pouco avoado.

—Não vai falar com o seu futuro noivo? - Chloe o surpriendeu risonha, estava caçoando do irmão mais novo.

—Por favor pare. - pediu envergonhado, Jimin estava um pouco a sua frente.

Park era dono de um fisico invejavel que mesmo sendo coberto por tecidos era notado, era poucos centimetros menor que Jeon e continha concerteza coxas mais robustas e um traseiro maior.

—Ai Kookie, não sei por que tanto reclamou. - apontou para Jimin. —Olha isso, céus. - suspirou.

—Ele é assustador. - sussurou.

Chloe sorriu e apressou o passo andando lado a lado com Park.

Jungkook observou os dois e perguntou-se se Chloe chamavaria mais atenção. Ela era quase identica a Jungkook porém mulher e com cabelos longos, mesmo sendo uma Beta causava interesse em muitos Alfas e naquele momento Jeon perguntou-se '' porque não ela? ''.

Quis bufar constrangido mais não o fez, a final Omegas não podiam.

 

ΔΔ

 

Todos estavam sentados na sala de estar do belo chale francês e em suas mãos copos de vinho, eles desfrutavam de uma boa conversa. Jungkook estava sentindo-se mais do que constrangido e precionado, o assunto era sobre si.

—Ele é adoravel. - repetiu pela segunda vez na noite senhor Park.

Jimin o olhava atento, estava o examinando e ouvindo atentamente cada detalhe sobre o garoto. Park estava sentado desleixada-mente sobre a poltrona e suas pernas mesmo pouco abertas davam evidência ao seu majestoso membro, Jungkook por acidente observou aquilo e sentiu a face arder.

Todos sorriram, e Jeon perguntou-se se pensariam a mesma coisa sobre si se o realmente conhece-sem. Ele levantou frustado e caminhou até um comodo afastado encostando-se a uma janela, o local era bonito o lago estava calmo e refletia a luminosidade da lua minguante.

Sentiu uma presença consigo e o cheiro amadeirado, virou o corpo o suficiente para ficar de frente a Jimin e sentiu o coração acelerar. Todo seu corpo entrou em estado de alerta e seu coração bombeava sangue mais do que deveria, sua pupila dilatou significantemente e suas pernas quase vacilaram. Este era o efeito de um Alfa desconhecido em si?

—O que esta pensando Jungkook? - ele estava perto.

—Como? - encostousse na janela.

Jimin deu um passo, o passo que os distanciava e observou a face assustada de Jeon, ele estava com as bochechas coradas e a boca entre-aberta. Jungkook realmente era bonito e ninguem poderia negar.

—Quantos anos tem? - perguntou Jimin confundindo o garoto.

Sua voz era doce e mesclada a um rouco aveludado. O cheiro de Jungkook era atrativo.

—Dez-zessete. - gaguejou, Jeon sentiasse encuralado.

Jimin sorriu e pela primeira vez na quela noite permitiu Jeon ver seus dentes retos mas com um charme diferente, continha uma elevação em um dente. E Jungkook estranhou, pois o sorriso não tinha sido tão amigavel assim, ele continha malicia e poderia dizer-se até mesmo sadico.

—O-oque? - especulou quando teve o pulso tomado pela mão de Jimin novamente sentindo a eletricidade lhe correr.

Jimin lentamente aproximou o rosto de Jeon que recuou, Jungkook observou as orbes negras de Park e corou bruscamente. O garoto de olhos hipnotizantes apriximou-se do rosto de Jungkook que estava estatico e antes que pudesse dizer algo sentiu seus cabelos macios serem agarrados e a cabeça puxada levemente para o lado. A sensação dos pequenos dedos de Jimin em suas madeixas era inexplicavel assim como aquela ação.

—Fique quieto! - ordenou Jimin aproximando a face do pescoço desnudo de Jeon.

Sentiu a respiração de Park e contorceu os dedos fechando automaticamente os olhos.

Jimin estava próximo demais e roçou suavemente o nariz na curvatura do pescoço palido de Jeon. Aquela cena nunca mais sairia da mente de nenhum dos dois, pois quando opostos se encontram a atração nasce e quando isto acontece fuligem esta por vir.


Notas Finais


Quarta feira postarei um novo cap. Comente, favorite, deixe sua opinião.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...