História I'll have to remember me - Taeseok - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taeseok, V-hope
Visualizações 25
Palavras 1.348
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I just wanna know, know, know
I just wanna know, know, know
(minha musica utt sz kkkkkk)
Quem voltou?
ME
issae, quase um mês...
mas eu explico.
eu tive duas provas e uma feira cutural nesse tempo e uma dessas provas era de ciências, a matéria em que eu estou de recuperação.
ai passou, tirei nota +/- mas mesmo assim decidi postar.
errolei três dias escrevendo e no dia que eu ia postar o capítulo eu luxei o meu dedo mindinho na Ed. Física.
top Vitória.
eu não mexia a mão toda kkkkk, triste.
e agora eu to aqui eeeee skks
Sem mais delongas....
Capitulo novo!

좋은 독서 (Boa Leitura S2)

Capítulo 5 - Understand that we all suffer because of what happened.


Fanfic / Fanfiction I'll have to remember me - Taeseok - Capítulo 5 - Understand that we all suffer because of what happened.

1 semana depois...

Sábado15:13

Uma longa semana havia se passado.

Todos os amigos mais próximos haviam ido visitar Taehyung.

Ele se lembrava de Jimin, Yoongi e Namjoon.

Após exames, a conclusão foi de que:

Taehyung havia perdido todas as informações de 6 anos atrás até o dia do acidente.

(...)

- Hobi – disse Jimin, voltando a rodear seus braços pelos ombros de Hoseok – Vai dar tudo certo!

O ruivo assentiu.

Rapidamente eles viram Taehyung sair do hospital junto com a mãe e Yoongi.

Hoseok olhou mais uma vez o rosto belo e maravilhosamente bem desenhado de Taehyung, lembrando novamente de todos os momentos bons, como um flash em sua cabeça e voltando ao terrível acidente e suas consequências.

- TaeTae! – chamou Jimin, recebendo a atenção do mesmo. – Venha!

Taehyung iria continuar na casa em que morava, só que agora com sua mãe e Yoongi morando lá temporariamente.

- Oi Jiminnie – sorriu para o mais velho e dirigiu seu olhar para o ruivo que estava colado ao corpo do outro. – Olá Hobi! – sorriu fazendo o mesmo sorrir.

Era a mesma forma.

A mesma forma com que Taehyung o chamava antes.

- O-olá Tae. – disse ainda bobo com as palavras simples do... Namorado?

- Vamos crianças. Todos para casa!

(...)

- Hobi, leve Taehyung para o quarto – disse Yang – já subo.

Hoseok subiu as escadas entrando em uma quarto seguido de Taehyung.

- Esse é seu quarto.

Taehyung entrou olhando todo o cômodo. Viu fotos dele em cima de uma pequena estante na parede. Fotos dos dois...

- Acho que também é seu, né...

- Eu vou dormir no outro quarto.

- Ah... Hoseok, podemos conversar?

Hoseok assentiu e os dois se sentaram na cama.

- Olha, eu tô vendo que está muito difícil pra você e... pra mim também está – Taehyung dizia tudo olhando somente para os pés – Hoseok, eu não me lembro de uma pessoa que tem fotos minhas por toda a casa, que tem uma foto me beijando no telefone, eu não me lembro de algumas pessoas que dizem ser meus melhores amigos e tem provas que isso é verdade. – Taehyung enfim olhou para o rosto de Hoseok – Eu não sei quem você é, então ... Me ajuda a descobrir. Eu quero que me mostre cada lugar que passei, cada coisa que fiz. Eu sinto que é o certo. Mas por favor, entenda que eu não quis nada disso.

Hoseok não disse nada. Simplesmente ficou em silêncio. Mas...

- Tá – Hoseok disse – Só... entenda, foram cinco anos e em um dia tudo acaba. Não está fácil.

Taehyung continuou observando o ruivo. Continuava sendo um mero estranho, que aos poucos se transformava em alguém.

Até aquela dor de novo.

- aahrg – pôs a mão na cabeça caindo na cama.

- Taehyung! – Hoseok se desesperou – Taehyung o que está acontecendo? Ai meu Deus.

“ - Eu te amo! – sussurrou o ruivo – Por quê? Me responda, por qual motivo eu gosto de você?

Taehyung soltou uma gargalhada. Hoseok sorriu ladino.

- Eu sou irresistível, meu caro. Você não consegue se conter aos meus encantos. É por isso que me ama. – Disse Taehyung

- Eu ainda pergunto. – Hoseok revirou os olhos e após selou rapidamente os seus lábios com o do menor aconchegado em seu peito”

- Tae por favor me responda! – Hoseok começou a ficar muito mais desesperado.

Taehyung voltou a realidade, sentindo-se normal voltando a se sentar na cama.

- Eu vou chamar sua mãe, eu..

- Espera! – Hoseok voltou sentindo a mão do loiro sobre a sua. – Eu vi você.

- Como? – recuou sentando.

- desde o dia em que eu te vi pela primeira vez... – coçou a nuca – Aquele dia do quarto... Eu venho tento alguns lapsos de memória, eu acho.

Dentro do corpo inundado de tristeza, mais uma coisa fez Hoseok despertar. Ele tinha lapsos com o mesmo.

- Tae, isso dói? – lembrou do grito – Você parecia sentir bastante dor.

- Sim, um pouco. Bastante na verdade. – riu fraco – Hoseok, quero que me prometa uma coisa.

- O que quiser.

- Não irá contar sobre isso a ninguém – Hoseok quase negou e foi interropido. – Por Favor, Hobi-ah

Hoseok riu....

- Já está aprendendo, não é? – encarou Taehyung – Me chamando desse jeito...

- Prometa!

- Sim eu prometo.

Em um impulso o loiro abraçou o maior fazendo ele recordar novamente da sua vida.

- Meninos, como estã-

Yang entrou no quarto se deparando com a cena dos dois abraçados e sorriu. Sorriu abertamente, maravilhada.

- Vejo que estão ótimos!

Os dois se soltam, ficando corados, se entreolhando.

- Venham, preparei um lanche.

(...)

Taehyung jogava vídeo game com Jimin e Yoongi. Jungkook estava sentado no puff na frente do sofá observando o amigo se divertir, com um semblante triste. Taehyung não se lembrava dele também.

Hoseok havia chamado Yang-Mi na cozinha para que conversassem a sós.

- Ele me pediu para levar ele aos lugares que ele já foi. Disse que quer lembrar. – Hoseok sorriu ao contar isso a mulher a sua frente, que não conteve seu sorriso. – Tenho esperanças tia Yan, ele vai voltar.

Segunda-feira 13:20

Taehyung estava andando pela casa, revendo todas as várias fotos espalhadas pela casa até que a campainha toca e ele corre para atender.

- Joonie! – abre a porta revelando Namjoon parado sorrindo. – Que bom que veio!

- E aí cara, como você está? – disse vendo o amigo fechar a porta e o abraçar depois.

- Bem, na medida do possível. – sorriu. – Senta, vamos conversar.

Namjoon se sentou acompanhado de Taehyung.

- Como estão as coisas... – coçou a nuca – digo, com...

- Hoseok – Taehyung completou. – Ele tá sofrendo. Evita falar comigo as vezes, mas do nada fica sorrindo e...

- Tae, está sendo difícil pra todos nós lidar com isso. – explicou. – Eu, Jiminnie e Yoonnie somos os únicos que você se lembra. Jungkook e Sarah estão muito abalados por você não lembrar deles, Jin está triste, em uma semana vocês dois criaram uma amizade. Imagine Hoseok, ele ia te pedir em casamento. Aguardou isso tanto e no dia acontece esse desastre.

- Namjoon, não foi culpa minha. – suspirou – penso que se eu me matasse agora faria todos sofrerem muito menos.

- O quê? – Namjoon arregalou os olhos. – Nunca mais repita isso Taehyung. NUNCA MAIS!

O loiro ficou assustado  prometendo assim nunca mais repetir tais palavras.

(...)

A tarde com o amigo foi boa. Conversaram bastante.

E enfim Yoongi, Hoseok chegaram do trabalho.

Hoseok entrou em casa rindo seguido de Yoongi que estava de mãos dadas com Sarah.

Hoseok cruzou seu olhar com o de Taehyung e isso fez com que os dois ficassem envergonhados. Todas as vezes era assim, um simples olhar os deixava corados.

- Hobi Hyung! – disse Namjoon – Yoonnie e a baixinha te deixaram de vela foi? – riu

- Aigo, Nam!  - repreendeu Sarah.

Sarah ainda estava de mãos dadas com Yoongi e em um ato normal, ao olhar ao redor e ver Taehyung sentiu os olhos arderem e uma lágrima escorreu sobre seu rosto fazendo a mesma perceber e sair correndo para um dos quartos da casa.

- Ela ainda está muito mal. – disse Yoongi subindo as escadas – Só relevem por enquanto. – Entrou no quarto.

- Dorga! – sussurou Taehyung – droga, droga, Droga, DROGA! – disse puxando os cabelos com força e levantou-se. – É isso o que eu faço!? Eu não me lembro. Me desculpem se eu fui burro o bastante pra sofrer um acidente. Porra!

- Tae-

- Não adianta! – ele interrompeu Namjoon. – Eu não me lembro e seria idiotice se-

- você salvou a vida dela – interrompeu Hoseok. – Ela se sente culpada, pois se você não tivesse a empurrado pra calçada não teria sofrido um acidente e sim ela. Viemos conversando sobre isso. Só não se culpe também Tae, já está difícil pra todos nós. – Hoseok beijou a bochecha de Namjoon e acenou para Taehyung. – Boa Noite. – subiu as escadas. – Ah, Namjoon, durma aqui.

- Okay – acenou para o amigo e o viu entrar no quarto.

Taehyung começou a chorar. Namjoon o abraçou e eles ficaram assim no sofá.

Ele se culpou...

Por não lembrar.


Notas Finais


Antes que eu esqueça
VAI VOTAR NO BTS
kkkkkkk
tchau Sz
até o próximo capítulo, juro que eu não demoro kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...