História I'll never be the same - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Glee
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Faberry, Fifth Harmony, Norminah
Visualizações 87
Palavras 1.429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá como vocês estão?
Boa leitura e desconsiderem os erros =D
Caso vocês queiram falar comigo é só me chamar no twitter @camz_cabello23

Escutem essa musica para ler o capitulo... Eu escrevi ouvindo ela :D
https://www.youtube.com/watch?time_continue=9&v=nMO5Ko_77Hk

Capítulo 16 - 15- fifteen


Fanfic / Fanfiction I'll never be the same - Capítulo 16 - 15- fifteen

Pov Camila

Os dois dias se passaram desde de a sessão do ‘cinema’ no quarto e a cada minuto que ia embora mais perto eu me aproximava para voltar para casa.

Meu sonho estava sendo interrompido para o tormento chegar!

No final eu não poderia fugir para sempre! Minha realidade não é essa, nunca vai ser.

Durante as aulas Dinah havia me pedido o numero do meu celular e mesmo relutante acabei passando para ela, mas acabei me arrependendo no minuto que ela começou a reclamar que eu não respondia suas mensagens durante as aulas... Era aula! E eu nem pegava meu celular direito. Quando falei para ela que meu celular ficava no quarto durante as aulas ela me disse que eu não queria falar com ela etc... Normani precisou intervir e me explicou que Dinah era hiperativa demais e por essa razão precisava sempre estar em movimento e como eu havia me tornado seu ‘bebê’ como ela me chamava eu teria que aguentar esses ataques... Por um lado era botinho, mas eu ficava completamente sem jeito quando ela me abraçava ou algo assim.

As meninas devem ter notado minha súbita mudança de comportamento, pois sempre ficavam me perguntando se estava tudo bem e isso estava me irritando ao extremo... É claro que não está tudo bem! Nada está bem agora que eu vou voltar para casa!

Eu queria gritar, queria explodir, mas sempre me mantinha calada para evitar episódios assim.

Uma crise era tudo o que eu NÃO precisava nesse momento.

Depois do almoço as meninas começaram a arrumar suas coisas para irem para casa e eu apenas me sentei em minha cama e continuei lendo meu livro ignorando sempre que possível as conversas alheias.

- Camila? – chamou Dinah e levantei meu rosto para ela – Eu não acredito que está estudando – disse jogando-se na cama de Lauren.

- Sai da minha cama – reclamou Lauren empurrando-a pelo ombro – Eu acabei de arrumar a cama Dinah... Que Droga Dinah!

- Me erra palmito – disse DJ ignorando seus protesto e virou-se para mim - Você ainda não me respondeu chancho – disse para mim.

- O que eu deveria responder?

- Que aulas você irá se inscrever? – perguntou e continuei olhando para ela – Pra quem é um gênio chancho você está bem lerdinha hoje – disse para mim e apenas a ignorei seu comentário e tentei me focar no meu livro – CHANCHO  - gritou para mim assim que abaixei minha cabeça e ri internamente com seu desespero.

- A Mila vai acabar surtando com a DJ logo, logo – escutei Ally falando para Normani que ria com ela enquanto se aproximavam sentando-se também na cama de Lauren.

- Qual parte que eu acabei de arrumar minha cama vocês não escutaram e não entenderam? – perguntou Lauren levantando a mão para o alto frustrada e não consegui evitar de achar esse gesto fofo – Reclamam sem parar que eu não arrumo minha cama, mas quando arrumo vocês bagunçam tudo de novo – disse dando um olhar mortal para as três que apenas riram – E o pior de tudo é que ocuparam toda, toda minha cama – disse para elas – Onde eu vou sentar agora?

- Senta ai no chão – falou Dinah para ela – Que frescura.

- Frescura? – perguntou irritada.

- Pode se sentar comigo Lolo – cortei-a e ganhei um sorriso de agradecimento antes dela se sentar no meio da minha cama e encostar suas costas na parede.

- Então chancho?

- Desculpa – respondi rapidamente virando-me para ela – Eu vou entrar somente na aula de musica. – disse vendo seus olhares surpresos – O que? – perguntei... Será que eu disse algo errado?

- Somente musica? – perguntou Ally para mim e assenti.

- Eu não conheço muito os clubes ainda então vou ficar somente com música.

-Você não vai entrar em um clube de matemática ou alguma matéria avançada? – perguntou cheechee.

- Eu não sei direito quais são os clubes que tem, mas eu não pretendo entrar em nada avançado nem nada assim.

- Porque não? – perguntou Lauren.

- Eu gosto muito de exatas e todos que me conhecem sempre esperam que eu vá atrás disso, mas não é algo que eu amo eu apenas gosto... Eu amo artes e me sinto viva nela – respondi para ela vendo um sorriso nascer em seu rosto – Eu gosto de entender o que o artista quer dizer, gosto de imaginar e viajar pensando nos motivos que o levaram a criar algo, seja uma musica, um poema, uma pintura... Tudo tem uma historia e desvendar essa historia me fascina, me encanta, me deixa presa... Por trás de cada obra sempre existem sentimentos e eu gosto de vê-los, senti-los, entende-los – falei vendo um sorriso no rosto das meninas – E vocês? – perguntei para elas.

- Eu vou ficar na dança e na musica – respondeu Dinah.

- Eu vou entrar para a dança, musica, teatro, matemática avançada e clube de debate – disse Normani com um sorriso – Se eu conseguir horários livres vou encaixar mais coisas.

- Eu vou entrar para o teatro e musica – respondeu Ally e se virou para Lauren.

- Eu vou ficar com musica e vou ver se vão abrir alguma coisa para literatura ou escrita esse ano – disse com um sorriso.

- Tão obvia – reclamou Dinah atirando um travesseiro nela.

- Como se você não fosse – resmungou pegando o travesseiro o colocando no colo.

- Deveria entrar em mais clubes Mila – falou Dinah para mim e apenas neguei com a cabeça.

- Vou pensar – falei para ela.

Dinah logo começou a puxar o assunto final de semana com as meninas e pelo que entendi Ally iria ter um evento para ir com seus pais, Dinah e Normani iriam se encontrar no sábado para fazer alguma coisa e Lauren iria visitar seus pais e depois iria para sua casa, pois ela precisa de espaço para conseguir escrever.

- Vai fazer o que Mila? – perguntou Ally olhando atentamente para mim.

- Vou ficar com meu pai – respondi rapidamente rezando para que elas tirassem o foco de mim e por sorte Dinah começou a falar alguma coisa que atraiu a atenção das meninas, mas sentia a tensão dominando meu ser ainda.

Depois disso elas começaram a conversar sobre a semana que vem e apenas fiquei observando-as enquanto sentia o horário correr e deseja que o tempo parasse.

...................................................................................

As meninas todas já foram embora e apenas Lauren ficou, mas depois de Clara aparecer em nosso quarto pedindo sua ajuda ela rapidamente saiu com a mãe e eu aproveitei para pegar minha mochila e sai em direção à entrada do colégio sentindo meu coração se apertar a cada passo.

Quando cheguei ao portão observei Tim parado falando com Brad, mas assim que meu viu deu um sorriso falso e veio caminhando em minha direção.

Caminhei de encontro a ele e logo senti seu abraço.

- Senti saudades Camilinha – disse alto enquanto me apertava e logo em seguida me soltava – Vamos embora? – perguntou pegando no meu braço e apenas assenti com a cabeça antes de começarmos a andar.

- CAMILA! CAMILA! – gritou uma voz e rapidamente nós paramos e me virei a tempo de ver Lauren correndo em minha direção.

O que está fazendo? Vai embora! Vai embora Lolo! Não quero você aqui, não quero você perto dele.

Minha mente estava gritando o que minha boca era incapaz de fazer.

- Hey Lauren! – cumprimentei sem jeito quando ela parou ao nosso lado e senti Tim ficar tenso – O que você quer? – perguntei sentindo o aperto da mão dele em meu ombro... Merda! Ele está se irritando... Preciso sair daqui, preciso ir agora.

- Eu vim dar tchau para você – disse olhando para nós dois – Prazer Lauren, Lauren Jauregui – disse estendendo a mão para Tim que rapidamente abriu um sorriso falso e a cumprimentou.

- Prazer, sou Tim o pai da Camilinha – disse para ela.

- Tchau Lauren – disse para ela quando o silêncio começou a reinar e ficar palpável.

- Tchau Camz – disse puxando-me para um abraço e senti a respiração de Tim se agitar atrás de mim... Eu estava fodida – Nós nos vemos segunda?

- Com toda certeza – respondi assim que ela me soltou e acenei antes de me virar para Tim que a cumprimentou e nos viramos para ir embora.

- Então você fez amigos sua inútil? – perguntou assim que passamos pelo portão – Parece que vamos ter muito o que conversar esse fim de semana – disse entrando no carro e nesse momento eu tive certeza... Meu pesadelo estava começando e agora eu não teria para onde correr, não teria para onde fugir... Eu estava sozinha... Eu sempre estivesse sozinha.

 

 


Notas Finais


Bom é isso!
Gostaram? Por favor me deem um retorno!
Comentem!
beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...