História I'll Stand By You - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren
Exibições 575
Palavras 689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


N GUENTEI DESCULPE!!!

Capítulo 4 - Allyson Brooke


Fanfic / Fanfiction I'll Stand By You - Capítulo 4 - Allyson Brooke

Pov's Lauren

Assim que Camila saiu meus olhos pesaram e eu apenas os fechei, mas consegui ouvir. . .

-Lauren?!

Pov's Dinah

Depois da aula a Ally veio até mim.

-Oi Dinah - sorriu docemente

-Oi - falei seca. Ela é do grupos dos idiotas que batem na Lauren, não posso simplesmente abraça-la, apesar de achar a baixinha linda

-Sabe onde está a Lauren? - bufei revirando os olhos

-Por que não deixa a minha amiga em paz?Não veêm que a machucam?

-Não é nada disso, calma. Eu parei de andar com aqueles idiotas e quero pedir desculpa a Lauren - a avaliei com o olhar

-Não acredito

-Juro por tudo

-Se for mentira, você vai me pagar muito caro - ela apenas concordou engolindo o seco - Vamos que a casa dela é próximo a minha

-Tudo bem

Saimos do colégio em silêncio e rebendo olhares curiosos. Resolvi ligar pra Lauren e ver se ela estava em casa, mas ouvi o toque do celular dela.

-É um toque de celular da Lauren. . .  - perguntei

-Tem certeza?

Seguimos o som e fiquei estática quando vi a Lauren desacordada e toda machucada num beco.

-Lauren?!  - Ally falou assustada

-Filhos da puta - corri até a minha amiga e a mesma estava realmente muito machucada e desacordada

-Consegue carregá-la? - Ally perguntou desesperada

-Consigo, só pega a mochila dela

-Tudo bem, vamos pegar um táxi

Assim fizemos, ela chamou um táxi e passou um endereço de um bairro rico, acho que era o dela. O taxista dirigiu às pressas enquanto eu chorava com medo de alguma coisa acontecer com a minha amiga. Ela pagou a corrida e entramos em sua casa que não era em um pouco humilde. Pus ela deitada no sofá e ela correu para pegar alguma coisa que não prestei atenção.

-Lauren. . .  - eu chorava baixinho

-Calma Dinah, ela já vai acordar - pegou um algodão e encostou no nariz da morena que parecia acordar aos poucos

-Ahn?Dinah?Allysson?!  - ela parecia assustada e confusa

-Calma Laur, ela só que ajudar

-Mas ela. . . ela. . . é um deles - se encolheu

-E é por isso que eu estava te procurando quero me desculpar, por tudo. Não sou mais uma deles. Pensei que era só uma fase que logo passava, mas não eles são realmente ruins.

-Hm. . .  - Lauren a olhou desconfiada, ela começou a desconfiar de tudo e todos quando sua mãe morreu - Isso é verdade DJ?

-Ela jurou por tudo - dei de ombros

-Tudo. . . bem. Aceito suas desculpas, mas não quer dizer que confio em você

-Tudo bem, só o seu perdão já aceito. Sua confiança eu consigo aos poucos - sorriu amigável - Agora vamos cuidar dos seus ferimentos

-Ok, mas devagar - a loira assentiu e começou a tratar das feridas da morena que fazia careta a cada vez que algo tocava nas feridas, claro que eu ria.

[. . . ]

-Pronto - acabou de passar a pomada na barriga da garota - Agora fica ai deitada e descansa, daqui a pouco te chamo ou se quiser dorme aqui

-E seus pais? - perguntei

-Eles viajaram à trabalho - assenti

-Não vai dar pra dormir aqui, tenho que voltar pra casa - olhou pra mim e eu entendi

-É. . . temos algumas coisas pendentes a fazer

-Ah. . . tudo bem

Ficamos alguns minutos ali assistindo TV e conversando, até que ouvimos a campanhia tocar

-Esperem um minuto - abriu a porta. . .

Pov's Lauren

Estava na casa da Ally. Ela é legal, totalmente diferente dos outros populares ela é meiga e muito gentil.

Ouvimos a campanhia tocar

-Esperem um minuto - abriu a porta - Camila? - meu corpo gelou

-Oi Ally

-O que faz aqui? - sua voz era um tanto quanto irritada

-Eu. . . posso entrar?

-Hm. . .  - olhou para nós, eu murmurei ''A casa é sua''

-Não vou demorar muito - a outra assegurou

-Tudo bem - deu espaço e quando a garota me viu no sofá daquele jeito ficou surpresa

-Você?!


Notas Finais


Agr ss é o último!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...