História I'll stay with you until the end - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hentai, Jikook, Kookmin, Namjin, Nillex, Reescrevendo A Fanfic, Seowon, Sobi, Sope, Sugahope, Taegi, Taeseok, V-hope, V-hopega, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 54
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acho que nunca vou conseguir postar em um horário que não seja de madrugada, quase amanhecendo...
desculpa...

BEEEM,

eu já tenho a capa de Borders (ela vai sair primeiro <3),e olha, melhor capa que eu já fiz na minha vida, só não mostro pra vocês pq eu sou ruim

quase 30 favs!!! eu tô bem nervouser

eu escrevi esse capitulo agora, tipo, tinha que escrever e fui fazendo uma coisa que eu amo

coisinha fofa, fru fru, nhom nhom nhom, clichê<3

cuidado com o açúcar que esse capitulo contem, pode ser perigoso

peguem as pipocas, refri, chocolate, nutella e vamos ler o capitulo
Enjoy~
*capitulo em terceira pessoa*
*Betei*

Capítulo 4 - It's Wrong


“Está errado”, é isso que algumas pessoas falam. “É errado”, é isso que define os meus pensamentos. “E se eu tentar?” às vezes os pensamentos cedem a imaginação e me iludem. É isso, todos os dias, depois de ter te conhecido.

Não ache que sou estranho ou algo do tipo, apenas… ache que sou um menino que está confuso, com tudo.

Com as amizades, com os sentimentos, com a vida, com tudo.

E você não ajuda!

Sempre que acho que consegui te esquecer você aparece com o seu sorriso terrivelmente lindo! Com seu jeitinho todo fofo, com suas palavras que me abraçam como um urso, que me cortam como uma faca, que me matam como um Killer.

Por que isso? Por que do nada, aleatoriamente, eu comecei a gostar de você? Foi tão… de repente…

Não pude me esquivar, não pude me defender, você apenas entrou sem ao menos pedir, porque isso Jeon? Por que entrastes em meu coração sem ao menos pedir permissão? Por que fizestes isso? Por que me atormentas tanto?

 

— Jimin, nem tenta — Yoongi fala assustando o pequeno garoto de cabelos rosados — vocês não vai conseguir enviar essa cartinha para seu crush supremo, oppa, senpai e mais nomes que Hoseok fala.

— Pare de ser assim! Você consegue fazer qualquer coisa se acreditar em si mesmo, e eu acredito em mim mesmo! — o menor-não-menor fala.

— Usar minha frase não irá ajudar em nada, seu tapado.

— Pra que ser tão rude?

— Você sabe que eu sou assim… Mudando de assunto, Jackson vai fazer uma festa no sábado, o senhor Jungkookiezinho vai caso você queira saber, e vai o pessoal da sala 4, e as meninas do clube de música. Falando nelas, Lisa finalmente falou de seus sentimentos para Jennie — e agora que começou a falar, Yoongi não irá parar tão cedo — E olha, foi uma treta louca! O pai da Jennie ‘tava ouvindo a conversa.

— Como? — Jimin também era curioso… só um pouco.

— Ele estava atrás da porta, Lisa me disse que falou dos sentimentos e dos pensamentos de não se declarar, de ignorar esse sentimento que a comia por dentro, e que do nada, o pai da Jennie entrou no quarto a pegando pelo pulso e a jogando na rua — Jimin fica boquiaberto. Será que meus pais fariam isso? — Por pouco não foi atropelada. A mãe dela está quase processando esse velho rabugento. Lisa disse que já não aguenta mais ver Jennie a olhar com um olhar estranho.

— Muita. Informação. Pouco. Tempo. Pra. Entender — a carinha confusa de Jimin faz Yoongi rir.

— Quer que eu entregue essa cartinha ai pro senhor gukie? — nunca iria se cansar de errar o nome de Jungkook.

— Eu não vou mais corrigir, eu desisto de você Hyung — se levanta da cadeira que estava e começa a andar em direção ao único lugar que só ele conhecia.

Yoongi não ligou muito, já se acostumou com Jimin saindo do nada, todo quieto e isolado. Era estranho, mas não podia mentir, ficou assim quando descobriu sua opção sexual.

No alto da escola, estava o - futuro - casal, Jimin estava olhando a escola por cima, as lindas flores caiam e pousavam graciosamente no chão, e Jungkook estava atrás da porta, onde Jimin passara a menos de um minuto.

Então ele conhece esse lugar?

Viu Jimin pegar o celular e ligá-lo, colocando alguma música que não conseguia ouvir por causa da distância. O pequeno estava tão indefeso, os olhinhos vermelhos pelo choro, o nariz também vermelho. Estava lindo como sempre.

Com passos grandes e silenciosos, se aproximou de Jimin, tentando ver o que tanto escrevia no caderno de capa colorida por cores pastéis.

...Eu já não sei o que fazer, a ideia de escrever os sentimentos em um caderno foi boa por hora, agora eu não largo essa droga e todos riem de mim! O que eu fiz pra merecer isso?

A única coisa de “diferente” foi começar a gostar de meninos, de um menino em específico, acho que já escrevi tanto o nome desse garoto nesse caderno que quem ler provavelmente já deve estar enjoado.

Começar a gostar de Jeon não foi algo… Normal. Ainda quero saber por que e como meus pais me ensinaram aquelas coisas, tão erradas. Independente se é dois homens ou duas mulheres, é amor!

A ideia de gostar de uma pessoa do mesmo sexo já não me parece tão estranha assim, mas continua sendo diferente. Por que eu me apaixonei por você, Jeon Jungkook?

Jeon Jungkook? Mas esse não é… Esse não é o cara que está atrás de Jimin? Aquele com um sorriso bobo no rosto, com as bochechas vermelhas.

— Então você gosta de mim? — Jeon pergunta assustando Jimin, fazendo-o grudar o caderno ainda aberto em seu peito —  Você gosta de mim Jimin?

— E-e-eu… — Jimin tenta falar, mas desiste e abaixa o olhar, soltando o caderno - Butterfly - fazendo o mesmo cair no chão aberto na primeira folha, onde todo esse sentimento diferente começou.

De repente sente algo, algo bom. Um abraço talvez? Mas um diferente. Nesse abraço tinha sentimentos. Amor.

Jungkook estaria o abraçando?

Jimin olha ‘pra trás, virando a cabeça e Jungkook puxa seu corpo para abraçá-lo melhor. Ficaram assim por muito tempo, até Jimin criar coragem para colocar os braços em volta do pescoço do mais alto, fazendo o mesmo sorrir sinceramente.

— Está mais calmo? — Jeon pergunta depois de alguns minutos, estavam perdendo aula, mas nada importa.

— S-sim… — Jimin responde se escondendo mais no abraço, sentindo-se fraco por gaguejar.

— Se quiser falar… — Jeon sabia que ele não conseguiria falar, mas estava incentivando-o, era isso que precisava.

— E-eu não sei por que… Eu apenas gosto… — começa a falar com a voz incrivelmente baixa, Jeon quase não ouvira — Não sei por que, mas você me deixa curioso, me deixa com vontade de descobrir o que esse calor dentro de mim significa…

Jeon sorri.

— Eu também sinto isso — Jimin o encara com as bochechas coradas, estava em cima do colo de Jeon, com as pernas em cada lado da cintura do mais alto — Quando te vi pela primeira vez eu senti um calorzinho forte no peito, você me atrai, me faz querer segurá-lo em um abraço quente e nunca mais soltá-lo.

— Você sente isso p-por mim? — Jimin pergunta fazendo Jungkook sorrir da inocência e fofura do mais velho.

— Sim, pequeno — fala apertando mais o abraço — Eu sinto isso por você.

— P-por que? Por que sente isso por mim? — Jimin pergunta com as bochechas mais coradas ainda.

— É impossível não se apaixonar por você Jimin! — Jimin fica claramente confuso.

— E-eu não entendo…

— Um dia vai entender Mochi, um dia você vai entender — fala trazendo Jimin para mais perto fazendo o mesmo deitar em seu peito.

Um silêncio bom se instala ali, ambos estão apenas curtindo a presença do outro, sem ter um relacionamento nem nada, apenas duas pessoas que se gostam, apenas duas pessoas confusas, apenas duas pessoas que querem alguém para amar.

E não demora muito para o pequeno Park adormecer, fazendo Jeon sorrir e se ajeitar para não ficar com dores mais tarde.

— Eu te amo, Park Jimin — fala baixinho.

— Eu também te amo, Jeon Jungkook… — o subconsciente de Jimin responde, mesmo não querendo.

E eles passaram o resto do dia ali, abraçados, apreciando o quão belo o silêncio podia ser.

 


Notas Finais


eu tenho uma paixão enorme em escrever em 3° pessoa, sério
só acho chato que fica muito repetitivo, Jimin, Jungkook...

ainda não tem playlist.
perdoa qualquer erro, eu escrevi esse cap com sono, e esu escrevi tudi agora

*le portuguese dies*
eu escrevi tudo agora.
twitter: @Nillex_Moore
conta de desenho/inglês: @HolyShitJHope

∞minhas outras fics/one shots∞

1. Eu me odeio por amar você (Oneshot TaeGi)
https://spiritfanfics.com/historia/eu-me-odeio-por-amar-voce-8081674

2.Obrigado, Plier (Oneshot SeptiPlier)
https://spiritfanfics.com/historia/obrigado-plier-8282636

3. The Blue Whale Game - YoonSeok (Oneshot)
https://spiritfanfics.com/historia/the-blue-whale-game--yoonseok-8639790

"4." School Life ( Jikook)
https://spiritfanfics.com/historia/school-life-8918860

Até o próximo capítulo!

안녕~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...