História I'll teach you to love - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Maia Mitchell, One Direction, R5, Taylor Marie Hill
Personagens Harry Styles, Maia Mitchell, Personagens Originais, Ross Lynch, Taylor Hill
Tags Amor, Matt, Sky
Visualizações 9
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sei que demorei, mas foi porque eu me enrolei um pouco, mas já estou de volta. 2 capítulos para o fim hein!!
Boa leitura espero que gostem! Beijocas, meus cheiros.

Capítulo 41 - Will you marry me?


Fanfic / Fanfiction I'll teach you to love - Capítulo 41 - Will you marry me?

2 semanas depois…

Pov. Matthew White

-Vocês ficaram sabendo? – Slyvie praticamente jogou sua comida na mesa e começou a tagarelar – Henri e Amber estão internados em clinicas de reabalitação, separados é óbvio, mas tão lá.

-Fiquei sabendo – Mary disse – acho que eles só saem daqui alguns meses.

-Tempos de paz – Sly riu e todos acompanharam menos Scarlet que estava séria – o que foi Sky?

-Que? Nada, estou só pensando, quando eles foram lá em casa parecia realmente que se gostavam, sei como é ficar longe da pessoa que você gosta – ela me olha com aqueles olhos tão lindos – eles vão sofrer

-Nada mais justo – Dawson disse e minha namorada revirou os olhos

-Não vamos falar sobre isso, Drew tem uma a dizer, não tem – disse e o loiro me matou com olhar, ele não queria fazer isso agora.

-Tem? – Mary deu um sorriso bonito para ele que se engasgou mais ainda com o suco – tudo bem amor?

-Ah – suspirou – sim, eu só queria ter mais tempo para me preparar, mas já que meu melhor amigo me apressou, não vou enrolar tanto.

Ele subiu na mesa, gritou para que todos calassem a boca no refeitório e o bando de curiosos assim fizeram.

-Mary Sophia Monroe, você e esse menino, são as pessoas mais importantes na minha vida. Eu quero dar para vocês todo o amor do mundo, toda a proteção, tudo o que eu tenho.

Mary estava com os olhos brilhando, Sylvie com a cabeça no ombro de Steve e Sky toda emocionada. Scott e Aurora filmavam tudo, se ela não aceitar, pelo menos podemos rir disso.

Ainda vou fazer você se sentir assim – sussurrei em seu ouvido e ela assentiu entrelaçando as nossas mãos.

-E para isso, eu tenho, cadê a aliança Steve? – Steve procurou no bolso e jogou na mão de Parker – obrigada, eu não posso carregar isso porque você é uma pessoa curiosa pra cacete, enfim, você quer casar comigo?

Ajoelhado no chão daquele refeitório, nunca vi meu amigo tão decido em algo na vida.

-Sim – ela sussurrou – sim, sim, mil vezes sim! Eu te amo muito seu idiota.

-Ai sim Drew – Scott gritou e assim começou uma gritaria e varias palmas naquela escola

-Viva o casal – Scarlet gritou animada

-De nada Drew – disse quando fui abraça-lo – espero que sejam felizes.

-Vamos ser cachinhos de chocolate – Monroe afirmou e eu sorri – vamos ser muito feliz.

~^~

Pov. Scarlet Smith

-Quando vocês pretendem casar? – minha mãe perguntou para Mary, já estávamos há mais de três horas decidindo coisas do casamento – temos que ter tempo para poder as coisas e bom, ainda tem as coisas do bebê.

-Tia, o mais rápido possível, o pai de Drew vai nos dar a casa, e vamos casar ao ar livre. Eu estou tão animada.

-Calma mulher, desse jeito vai deixar o pequeno John animado e você vai ter que ficar deitada, você já está com quase sete meses, vamos com calma. – Sly pode até não querer ter filhos, mas vai mimar que é uma beleza os afilhados.

-Sim minha filha, se o meu neto nascer antes da hora, pode ser preocupante, então relaxa ok? – tia Lucy advertiu e Monroe se acalmou.

-Vão ter muitos convidados? – Aurora perguntou e Mary negou – algo simples, você é das minhas.

-Mano, você e o Scott são perfeitos um para outro – Sylvie disse e todas rimos

-Cada louca tem o homem que merece – conclui

Passamos a tarde toda planejando o casamento, seria simplesmente lindo, tenho sorte de ter amigas assim. Somos uma família.

~^~

Pov. Amber Fisher

-Como ele está? – perguntei para o meu pai – estou morrendo de saudades dele.

-Ele está se recuperando bem, teve uma recaída, mas já está bem – me tranquilizou – ele também sente sua falta, os médicos falaram que a primeira coisa que ele disse assim que acordou foi o seu nome minha filha, ele te ama.

- Eu também o amo. E amo muito, obrigada por me apoiar nisso pai, é algo totalmente novo para mim e, é bom ter você ao meu lado.

-Eu vou sempre te apoiar princesa, daqui dois meses vocês se veem novamente, tudo vai dar certo.

~^~

Pov. Narrador

O casamento estava cada vez mais próximo e o nascimento de John também, todos os amigos estavam muito ansiosos.

Scott e Aurora oficializaram o namoro e bom, foi uma festa. Esse era o tipo de amor que cuida, um amor de porcelana, mas com a firmeza de um cimento. Era lindo e sólido.

Sylvie e Steve depois de tanta embolação, finalmente  assumiram o que sentiam um pelo outro, e eles eram o próprio fogo. Não foi difícil os amigos pegarem eles no “momento certo”.

Mary e Drew aproveitavam cada momento a sós que tinham, apesar de que Mary não podia ir mais a escola por causa de uma pequena complicação com o bebê, Parker sempre estava por perto tentando ensina a futura esposa o que conseguiu aprender, no final das contas, ela quem o ensinava. O amor engraçado, apesar de tudo que passaram, não deixaram de ser amar, hoje rirem dos motivos que choravam

Amber e Henri possuíam aquele amor que todos sabiam que iam acontecer, menos ele. Aquele amor esperado, mas que é real.

E Scarlet e Matt, cada vez mais apaixonados um pelo outro, era engraçado o brilho que os olhos verde de Scarlet tomavam ao ver Matt com um sorriso torto no rosto falando alguma besteira.  Esse era o amor que se conquista aquele amor sofrido, mas que aquele amor que nunca acaba.

Hoje era o dia de Matt e Scarlet, saíram para jantar e comemorar 8 meses que estavam juntos, tudo bem que cinco desses seis meses eles passara separados, mas não deixaram de estar juntos e de se amarem.

-Você está linda Smith – não era mentira alguma Scarlet com certeza estava chamando atenção de todos ali.

-Você também não está nada mal White – devolveu o elogio com um sorriso sincero e aberto

-Preciso confessar uma coisa – ele disse e ela o encarou para que ele continuasse – posso dizer que você era o que eu mais temia.

-Como assim Matt? – perguntou mais por curiosidade do que por receio. Era não possível que ele não a amava.

-Sempre temi precisar tanto de alguém ao ponto de contar as horas para vê-la.

-E você faz isso?

-Por você eu conto até os segundos Scarlet – ela não pode deixar de sorrir, balançou a cabeça e o encarou.

-Sabe o que isso significa? – ele apenas negou com a cabeça – que talvez você me ame.

-Eu já não tenho mais dúvidas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...