História I'll wait for you (Fic Min Yoongi ABO) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Super Junior
Personagens Choi Siwon, Jackson, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Kim Heechul, Lee Donghae, Lee Hyukjae "Eunhyuk", Lee Sungmin, Lisa, Park Jungsu, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Visualizações 111
Palavras 1.875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Misticismo, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Sadomasoquismo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Apreciem a beleza do meu ultimate.
Olha só quem postou capítulo cedo, isso mesmo eeeeuzinha..
Minhas estrelinhass lindaaaaas!! OBRIGADO PELOS 30 FAVORITOS... A Minay ama vocês demais meus purpurinados. Espero que gostem do capitulo de hoje e TALVEZ, eu poste mais um.
Boa leitura :)

Capítulo 20 - Eu disse que é pra olhar pra mim.


Fanfic / Fanfiction I'll wait for you (Fic Min Yoongi ABO) - Capítulo 20 - Eu disse que é pra olhar pra mim.

*S/N POV*

MEU DEUS! É O MEU FIM.

Sabe aquelas pessoas que parecem ter nascidas viradas pra lua, por que nunca têm sorte em nada? Então, essa sou eu. Kim S/N. Quando eu acho que eu vou ter um pouco de sossego e me preocupar apenas com o Tio Teuk, aparece uma coisa dessas. Min me olhava completamente INCRÉDULO. Ele estava querendo explicações. E eu? Bom, eu estou querendo MATAR Jackson, eu disse pra ele mandar esse trosso embora,mas ele não me escuta.

- Falou bem Mark, EX - aquela velha ênfase nas palavras. Cheguei para perto de Yoongi e coloquei meu braço em sua cintura - Acho que já deu pra perceber que eu estou em outra correto? - ele rir sarcástico. Min tinha seus olhos vermelhos. Jimin  percebeu, e tentou amenizar a situação.

- Jin hyung, esse cheirinho é de bolo que laranja?

- é sim, quer um pedaço?

- SIMMM - Jiminie grita.

- Eu também quero oppa - Jennie diz.

- Venham todos para a cozinha. - Eles saem, deixando apenas eu e Yoongi na sala. Ele estava bastante irritado e não se deu o trabalho de esconder. Pela primeira vez na vida, eu senti medo de Min.

- Já pode olhar para mim, sabia? - ele permaneceu calado. - Tô falando com você, Yoongi.

- Eu sei disso, não sou idiota.

- e porque não me responde?

- Porque eu não tô afim.

- Isso de novo Yoongi? Sério mesmo? Com tanta coisa pra gente se preocupar, tipo: SEU PAI, você tá mesmo se preocupando com Mark? Ah por favor.

- Não é questão de se preocupar com ele, S/N. O problema é que ele está aqui e você não me falou.

- Falei sim.

- Quando?

- Hoje a tarde, pelo o Kakao.

- Não lembro disso. - Tirei o celular do bolso da calça e abri nossa conversa. - Ta aí, ou vai me dizer que não sabe ler? - Fui grossa, eu sei. Mas fazer o quê? Ele está me irritando.

- Você disse que o amigo do seu irmão, que você não gostava, estava aqui.

- Exatamente. Mark é o melhor amigo de Jackson que eu não gosto. Por que é apenas isso que ele é pra mim, o melhor amigo insuportável do meu irmão.

- ATA.

- Sério mesmo que a gente tá brigando por causa do Mark? Porque tanto ciúmes? O Mark não é nada pra mim, foi só um cara do meu passado. Uma paixonite de 15 anos.

- Você passou quanto tempo com ele?

- Ai tu força né!

- Quanto tempo, S/N?

- Dois anos.

- ATA e você ainda não quer que eu sinta ciúmes.

- Não quero mesmo. Quero que entenda que ele foi só uma parte da minha adolescência. Ele é passado. Foi só um carinha que eu "amei" na adolescência.

- Esse é o problema, você o amou. Pra voltar a amar é em dois tempos. Basta ele fazer algo que te fez ser apaixonada por ele.

- Você julgou certo o verbo, amei, no passado. Já se perguntou porque eu deixei de amar? Não, porque você nunca me escuta. Tente entender que meu passado ficou para tras e que meu presente e meu futuro estão seguindo caminhos diferentes. Antes eu amei Mark, hoje eu amo e vou continuar amando outra pessoa.

- Que pessoa?

- Você, pateta. Agora para com isso de duvidar dos meus sentimentos. Agora vem aqui.

Ele ficou calado, ele sabia que eu estava certa. Eu o amava, mas ele duvidava de mim e isso me irrita. - Ele se aproxima e me abraça, colocando sua cabeça na curvatura do meu pescoço. Senti sua respiração pesada em contato com minha pele. Aquele ar quentinho era confortável de sentir. Ele deixa vários beijos molhados em meu pescoço, me fazendo arrepiar com sua boquinha molhada. Eu rir com isso - Desculpas yaegiya! - ele sussurra ao pé do ouvido.

- Tem como não perdoar, com você falando assim. - sorri para o mesmo que me deu um selinho demorado. Começou lentamente. Nossas bocas entrando em um contato doce e suave. A cada centésimo de tempo elas vão se encontrando mais ainda, aumentando cada vez mais o contato. Sua língua ociosa e quentinha, entrava em contato com a minha e entraram em uma grande sintonia. A medida em que elas entram em contato, pequenos espasmos se formavam. Aqueles dentinhos nada fofinhos, puxavam meu lábio com violência, rasgando a parte externa de meu lábio, deixando o local com uma ardência pouco significante. Paramos o beijo, devido a falta de ar.

- Você devia dormir comigo, hoje?!

- Porque eu devia fazer uma coisa dessa?

- Porque eu estou com saudades de dormir com você e eu sei que você está com saudades de dormir comigo.

- Quem te falou isso?

- Um passarinho ali, me contou que você falou ficou dizendo que estava com saudades da sua garotinha.

Ele rir - Que passarinho mais fofoqueiro.

- Então, podemos subir? - malícia, havia em seu sorriso. - Isso seria ótimo, mas hoje prefiro ficar apenas agarradinha com você.

- Pra quem não gosta de romantismo né?

- Uma vez na vida não mata.

- Só preciso avisar a Siwon, que não votaremos hoje para casa. - ele pegou o celular e avisou para o moço, que não dormiria em casa.

- Pronto, podemos ir. - pego sua mão e entrelaço nossos dedos. Subimos a escadas e fomos até meu quarto. Tranquei a porta e tirei minha roupa, ficando apenas de lingerie. Ele tirou sua roupa e deitou-se em minha cama. Deitei-me, colocando a cabeça em seu peito, sentindo cada batida daquele coração. Beijei seu peito e entrelaçei nossas pernas. Dormi sentindo seu cheiro.

 *LT POV*

Hoje,eu cheguei na empresa mais cedo do que de costume e não me pergunte porque. Fui até a sala de Heechul,mas ele não estava. Quando ia saindo, me esbarro com a secretaria de Chul - Desculpe Sr. Park - ela se abaixa para pegar os papéis que ela carregava. Eu paralisei quando vi a moça ajeitando os óculos. A olhei de cima a baixo e ela estava linda. Aquela saia justa, abaixo do joelho destacava o formato de seu quadril e aquela blusa meio transparente me fazia ter pensamentos imorais com a moça. Mas que diabos está pensando Park Leeteuk? 

- Não precisa de desculpas, só preste atenção quando estiver entrando nas salas - ela se curva e mantêm sua cabeça, baixa. Isso Leeteuk, esta no caminho certo. Dá só mais uma patada, que é capaz dela nunca mais olhar na sua cara - Cadê seu patrão? Porque ele é tão ruim com horários? - ótima maneira de puxar assunto - e-ele deve está saindo de casa, senhor. - ela verifica o relógio - até onde eu sei, a reunião de vocês está marcada para 21:00 horas, ainda são 20:30. O senhor que está adiantado.

- Quando sai, ele não estava no Hotel, imaginei que já estivesse aqui - Olhei para ela, que continuava a fitar o chão - Não olhar na cara das pessoas enquanto fala é uma atitude feia. Olhe para mim - disse autoritário. Ela estava nervosa e não olharia diretamente em meus olhos.

- Falei com você, Liv - ela continuou a fitar o chão. Levei minha mão até seu queixo e o levantei. 

- Eu disse que é para olhar para mim - seus olhos ficam nervosos e estava perto o suficiente, para reparar naqueles lábios carnudos e nos olhos mel da moça. Se seus lábios eram convidativos? Bastante. Continuo a olhar nos olhos dela, sentindo um choque em minha espinha. Heechul entra na sala - Opa! Acho que atrapalhei algo - Heechul, eu nunca fiquei tão feliz em lhe ver - Não está atrapalhando nada Kim, pare de falar asneiras.

- Boa Noite Chul! Aqui estão os papéis com os nomes das empresas em ordem alfabética, como me pediu e cada uma tem no mínimo três contatos. Tem também o contato das outras sedes, espalhadas pela Coréia. Eu estarei na recepção, se precisar, avise a Aiden. Com sua licença! - ela sorriu para Chul e me olhou. Se eu estava boquiaberta com a eficiência da moça? Com certeza. Além de linda, é eficiente. Pode ser mais perfeita?

- Fecha a boca,Teuk! Vai acabar babando o chão - Heechul brinca.

- Aish! - o olho sério - deixe de falar asneiras e vamos começar logo, estou cansado e ainda tenho que verificar se meus filhos estão aprontando.

     (...)

Estávamos na nona folha, não aguentava mais resolver tantas coisas em uma noite só. Ainda bem que Liv separou tudo direitinho. - Liv, Liv, Liv aí aí - pensei. Vi Heechul rir - tá rindo de quê?

- Nada, velho amigo. Nada.

- Enfim, vou precisar de Liv para esse final de semana, você me empresta? 

- Você tem que resolver isso com ela, não comigo. Esse final de semana, ela está liberada. Agora fale com ela, vamos ver se ela topa. - ele faz uma pausa.

- Muito estranho esse seu interesse pelo o trabalho de Liv. Você nunca gostou dela. Sem falar que ela é uma vampira. E até onde eu sei, velho amigo, o senhor odeia vampiros.

- Eu tinha esquecido desse detalhe. Que desperdício. Tão linda, tão eficiente mas com esse maldito gene no sangue. - ele toca meu ombro e balança-o - Ah velho amigo, se eu não lhe conhecesse, diria que você está.. Como a S/N diz.. afim de Liv. - ele rir.

- Heechul, estou realmente pensando em quebrar todos os seus dentes, mas como minha irmã não ficaria feliz em vê o marido dela, desdentado antes do tempo, eu livrarei você disso.

- Engraçado você falar de In, imagina como ela deve estar sabendo que o Teteuk dela, odeia sua filha com todas as suas forças?! Pense nisso amigo... - ele pega o celular da empresa - Aiden? Diga a Liv que estou precisando dela em minha sala.

- Pronto Gaeteuk - ele rir.

- Você não me chama assim, desde que casamos. - sorrio com o apelido. Rimos juntos e escutamos batidas na porta - Entre - falei. Liv entra com dois cafés. Um em cada mão (lógico).

- Meio amargo e com canela para você - ela me entrega - e um caramel macchiato, pra você Chul.

Ela sabe meu tipo de café favorito? Olho pra Heechul, que fingia fitar o teto, como se não soubesse de absolutamente nada que estava acontecendo. Assenti negativamente com a cabeça e rir anasalado para ele. - Leeteuk quer falar com você, Liv. - Vamos com calma colega. Ela me olha de forma esperançosa. - Eu preciso de alguém para me ajudar a organizar uma papelada até segunda, eu queria saber se você podia me ajudar?

- Vai querer minha ajuda? Mesmo eu sendo uma vampira? - ela me olha surpresa.

- Eu estou realmente precisando de ajuda e pude perceber que você é eficiente e preparada para o trabalho, sem falar que eu pagarei bem pelo os seus serviços. - disse sério.

- Tudo bem senhor. - ela sorria e seu sorriso era contagioso.

- Que bom então. Eu acertarei com Siwon, para que ele vá lhe buscar... Bom, eu preciso ir Chul. Você termina a última folha?

- Termino Gaeteuk - ele rir.

- Tenham uma boa madrugada. - saí da sala e por algum motivo, eu dei um sorriso meio involuntário e sem razões, ou será que tem? Aish, nem pense coisas desses tipos Park Leeteuk, ela irá trabalhar para você e lembre - se.. Ela é uma VAMPIRA...


Notas Finais


O Teuk é pior do que eu quando o assunto é assumir que está apaixonado aigoo. OWWWWNNNN S/N E MINIE SÃO AS COISAS MAIS FOFAS DO MUNDO..
Mais uma vez, obrigado e eu amo vocês meus bebês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...