História Ilusão - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Andrea, Beth Greene, Bob Stookey, Carl Grimes, Carol Peletier, Dale Horvath, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Gareth, Glenn Rhee, Hershel Greene, Jessie Anderson, Lizzie Samuels, Lori Grimes, Maggie Greene, Merle Dixon, Michonne, Mika Samuels, Morgan Jones, Negan, O Governador, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Pete Anderson, Rick Grimes, Ron Anderson, Rosita Espinosa, Sam Anderson, Sasha, Shane Walsh, Sophia Peletier, Tara Chambler, Tyreese
Visualizações 235
Palavras 1.021
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Oi...
Gente desculpa pelo sumiço mas foi uma semana difícil. Pulando de um hospital para o outro depois que descobri uma doença que se não for tratada corretamente pode ser grave. Mas eu estou bem estou tomando os medicamentos e vou passar por uma cirurgia mas logo logo estou 100%

Nesse exato momento estou na cama de um hospital. Amanhã vou ser operada e uma leitora me mandou uma mensagem perguntando como eu estava e o porque de eu ter sumido. Cara esse carinho me fez chorar e vir correndo postar.
Obrigada por tudo gente. Quando vocês menos esperarem eu estou de volta ❤

Esper o que gostem!

Capítulo 23 - Planos e corações


Fanfic / Fanfiction Ilusão - Capítulo 23 - Planos e corações

Ponto de vista Alina.

Ter Merle aqui é bom e ruim ao mesmo tempo. Ele me deixa leve, querendo ou não é o único que sabe o que eu passo, que realmente entende minhas atitudes e por outro lado é ruim por conta da confusão que esse lugar se torna. Não vou mentir. Rio sempre de suas piadas mas ao contrário de mim o senso de humor do resto das pessoas desse lugar de foi junto com o mundo. Eles se deixam abater pelas provocações de Merle e realmente acreditam nas piadas e brincadeiras dele o que faz tudo ser ainda mais divertido. Tudo isso e não faz nem dois dias que o cara está aqui.

-Então vai me falar o porque foi presa?

Ele questiona enquanto está do outro lado das grades. Meu irmão realmente o prendeu em uma cela o que eu acho totalmente desnecessário mas parece que os únicos a concordarem comigo é Daryl e Merle então ele continua ali.

-Drogas em casa, brigas em bares e dirigir bêbada.

Eu falo e ouço a risada rouca de Merle soar. Vejo de relance Rick nos olhando de esguela mas não me importo. Não é segredo que eu fui presa já.

-Já foi preso já Merle?

Pergunto enquanto trago meu cigarro. Rick ainda continua a nos olhar só que dessa vez está sentado em um canto conferindo coisas em uma mochila.

-Muitas vezes. Mas a bixinha do Darul sempre me tirava de lá.

Ele falo e não consigo evitar de olhar para Rick. Queria ter um irmão mas horas de aperto mas eu sempre estava sozinha. Rick percebe meu olhar e no mesmo instante se levanta e sai do ambiente.

-Você sabe que o governador vai revidar não é?

Merle pergunta. Trago uma última vez o cigarro, um silêncio inunda o ambiente. Pego o que restou do meu cigarro e o afundo em minha coxa que está amostra por conta do short que uso. Una leve ardência se instala no lugar onde aperto o cigarro ainda em chama.

-Sei sim... Mas estaremos preparados para ele.

-Não estaram não... você sabe disso.

Ele fala e me calo. No fundo ele tem razão, o que somos nós perto do que o governador tem?  Porra nenhuma.

-O que vai fazer?

Ele pergunta e novamente o silêncio toma conta do ambiente.

-Vou dar um jeito de pegar o governador sem que nem ele mesmo perceba.

-Podemos fazer isso juntos. Conheço ele e e seus pensamentos.

Ele fala e o encaro através das grades. Até que não seria mal negócio contar com a ajuda do Merle.

-Daqui a dois dias! Vou arrumar armas e mais uma pessoa que tenho certeza que vai topar nos ajudar.

-Quem?

Ele questiona me encarando através das grades. Sorrio para ele, sei que ele vai achar ruim e resmungar um milhão de impropérios mas a mulher é forte e não gosta do governador tanto quanto nos.

-Michonne.

Ponto de vista Daryl.

Entro no lugar onde Merle ficou preso e a cena é surpreendente. Merle e Alina estão rindo e conversando. Parecem se conhecer a anos.

-Olha quem chegou...

Merle fala algo enquanto Alina gargalha. Não sei porque fiquei tão surpreso com essa amizade. Foram feitos da mesma essência.

-Senta aqui caçador vamos conversar.

Alina fala batendo a palma da mão no chão me indicando o lugar para eu sentar. O sorriso vivo a deixa ainda mais bonita e a memória do beijo volta tomando meus pensamentos. Alina é linda de um jeito diferente. Não só no físico mais por dentro também, Tem esse jeito de foda-se o mundo mas no fundo de preocupa com todos. É doce e delicada com uma pitada de azeda mas não deixa de ser linda.

Me senti junto aos dois adultos que esqueceram de crescer. Logo os dois começam uma conversa sobre atitudes que foram tomadas enquanto estavam bêbados mas não registro nada direito pois as sensações do beijo de Alina estão vivas demais em mim o que me deixa confuso.

-Bom eu vou dormir porque amanhã tenho que começar a planejar coisas.

Ela fala olhando diretamente para Merle. Dá ums piscadela para Merle. Se seu plano era ser discreta falhou miseravelmente.

-Discreta como um rinoceronte.

Merle fala em meio a sua gargalhada. Alina revira os olhos e sorriso de canto para a implicância infantil dos dois. Me levanto também pronto para seguir meu caminho.

-Me espera Daryl... preciso falar com você.

Eu a espero enquanto ela grita um boa noite para Merle. Vamos caminhando juntos ate que ela pare de andar. Paro de andar para encara-la.

-Sobre o que esta acontecendo.

Ela começa, Parece apreensiva e não sei o que quer falar mas eu a corto.

-É melhor que pare de acontecer.

Eu falo. Ela me olha, Primeiro parece brava, depois triste mas logo em seguida um sorriso cínico se curva em seus lábios. O sorriso que meche comigo de tantas formas que eu não posso nem citar. A lembrança do beijo me invade a cabeça e olho para ela e seu sorriso.

-Apartir de amanhã paramos.

Falo. Não espero por sua resposta ou reação e apenas a puxo para um beijo caloroso. Alina como todas as vezes se entrega. Abre espaço para que nossas línguas inicie uma dança. Minha mão segue para sua coxa enquanto as suas entram por meus cabelos.

-Daryl.

Ela fala entre um beijo e  outro. A voz rouca por conta do desejo que nos embriaga. Minha mão entra pelo tecido fino da blusa. Alina solta um leve gemido separando seus lábios um pouco dos meus. A levanto em meu colo, ela não recusa apenas aceita, enlaça as pernas em minha cintura enquanto voltamos a nos beijar. Entro em uma cela vazia me sentando sobre a cama. Ela se coloca em meu colo e continuamos o beijo. Entre carícias e beijos sinto suas mãos nos botões da minha blusa e só consigo desejar mais ainda Alina. Não só seu corpo mas sim seu coração porque nesse exato momento olhando para ela e seus olhos brilhando com o desejo que nos envolve eu sei que ela é a dona do meu coração.

Notas Finais


Então né? Parei bem nessa parte porque eu sou má gente! MUHAHAHAH

Bjss na bunda e até a próxima turma ❤ (Que esta programada para daqui a 4 dias!l


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...