História Ilusões - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 11
Palavras 310
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Estava guardada no meu celular, ai reli ela esses dias e pensei no por que não postá-la, né?

Histórias assim não me deixam tristes, histórias felizes que me deixam na bad. *momento do comentário desnecessário.*

Enfim, perdão pelos erros e boa leitura. <3

[07/08/2017] Revisada.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Era ela, sua amada. Ela corria pelo campo de rosas a sorrir para ele. Os raios de sol batiam contra seu longo e belo vestido branco que se arrastava sobre as flores delicadas. Seu sorriso brilhante se escondia por detrás do véu e seus olhos possuíam um brilho único e puro. Ela gargalhou para ele e sua bela risada o preencheu por completo, o inundando de felicidade. Correu de encontro a ela e aproximou suas mãos de seu belo rosto, beijando seus lábios, antes de tudo começar a desaparecer.

Abriu seus olhos e percebeu que mais uma vez viveu uma ilusão. As dolorosas lembranças de sua noiva caindo aos seus pés o matavam lentamente; ele ainda podia sentir o líquido quente de seu sangue em seus dedos enquanto sua noiva perdia o brilho em seu olhar, e com um sorriso o dizia:

Eu sempre irei te amar, meu amor.

E como areia a escapar por entre seus dedos, sua amada o deixou. Amar, por que tinha que doer tanto? Ele ainda podia lembrar-se dela sob a cerejeira a ler um de seus livros preferidos e a olhá-lo com um belo e tímido sorriso.

— Ei, chamo-me Aurora. E você?

Olhou para trás ao ouvi-la falar consigo. Ela estava ali mais uma vez, parada em sua porta. Sorriu para ela e sentiu seus olhos lacrimejarem à medida que Aurora, lentamente, caminhava em sua direção, deixando um beijo sobre sua face.

— Eu te amo.

Inclinou sua cabeça e sorriu pela última vez para ele, antes de desaparecer para sempre de sua vida.

— Eu também te amo, Aurora, e por toda a vida irei te amar.

Porque amá-la era como se perder em meio às rosas espinhosas da realidade, e ele só queria se perder por uma última vez nos braços de seu primeiro amor, nem que fosse em mais uma de suas ilusões.


Notas Finais


"Necessário, somente o necessário, o extraordinário é demais! Eu uso o necessário, somente o necessário, por isso é que essa vida eu vivo em paz! ♪♪♪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...