História I'm a child by you - Bibidro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bianca Tatto Marques (BIBI), Pedro "SrPedro" Montanari
Personagens BIBI Tatto, Pedro "SrPedro" Montanari
Tags Bibidro
Visualizações 84
Palavras 578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - History of Bianca


Fanfic / Fanfiction I'm a child by you - Bibidro - Capítulo 2 - History of Bianca

A chuva que caía pesada do lado de fora não era ouvida pelo casal que trocavam sentimentos entre quatro paredes.

Nesse momento, senhor Tatto está prestes a colocar um bebê no útero de senhora Tatto.

Bianca Tatto, a futura erdeira de toda a riqueza da família Tatto.


~Bianca, 3 meses


A pequena bebêzinha chorava muito em seu quarto, com fome, frio e sede.

Seus pais? Novamente em um quarto trocando sentimentos.

Talvez, um novo bebê?


~Bianca, 4 anos


A garotinha brincava com suas bonecas, obviamente das mais caras.

Se levantou do chão, e andou lentamente ate seu irmão mais novo que comia biscoitos acompanhado de um enorme copo de leite.

 

— Me dá um? — Perguntou a menina sorridente.


O garoto pegou todos os biscoitos e os colocou na boca.


— Eca! — Falou a garota. 


Bianca foi lentamente até sua cozinha vendo sua babá Hellen cozinhando algo.

Ignorou, pois não gostava de ver comida sendo feita.

Foi até a sala, onde a filha de Hellen, se encontrava dançando com fones de ouvido.

Hellen, típica mãe coruja, que mesmo sua filha tendo 12 anos, não a deixa em casa por nada.

Lara era o nome da garota.

Bianca olhava sem entender a garota rebolando, Lara se quer sabia que tinha plateia.


— LARA! — Gritou a menina fazendo a pré-adolescente a olhar corada. — O que você tá ouvindo?


— Er... — A Garota estava tímida. — Funk


— Me ensina a dançar assim? — Perguntou.


— Sério?


— Sim, sim, sim!!! — Falou dando pulinhos.


— Okay...


~Bianca, 8 anos


— Sua vez de se esconder! — Falou Gabriel, irmão de Bianca.


— Okay! — A Garota falou sorridente. — Conta até vinte!


— 1... 2... 3... — A menina começou a procurar um lugar que seu irmão não fosse a achar.


Descartou o quarto dela logo de cara, o quarto dele também, a salinha de brinquedos? Também não.


— 15... 16... 17... — Ouviu o irmão contar.


Se desesperou, então correu ate o quarto de seus pais, e ouviu gemidos.

A garota paralisou na porta, colocou o ouvido ali e começou a ouvir malicias, que pra ela eram coisas novas.


— ACHEI! — Gabriel gritou, mas quando viu a irmã, decidiu ouvir a porta.


— Aaawwnn... — Os dois ouviram o gemido da própria mãe.


— O que é isso? — Perguntou o mais novo saindo de perto da porta.


— Não... Não sei... — Ela falou também saindo de perto da porta.


~Bianca, 12 anos


— Então, agora somos amigos? — Aline, a mais nova amiga de Bianca perguntou.


— Não, precisamos fazer uma coisa... — Bruno falou.


— O que? — Perguntou Bianca.


— Um ritual! — Pedro Afonso se entrometeu.


— Parece legal... — Jhennyfer falou.


— Okay então. — Bianca foi até a porta a fechando, apagou as luzes e em seguida fechou as janelas.


— Estendam as mãos... — Bruno falou tirando um alfinete do bolso.


Todos obedeceram, Bruno fez um pequeno furo no dedo indicador de cada um, inclusive no dele.


— Isso doi! — Aline falou com o dedo na boca.


— Agora somos melhores amigos pra sempre? — Jhennyfer perguntou.


— Não, agora precisamos criar apelidos! — Falou Bianca. 


— Tem isso? — Pedro falou.


— Não, mas vai ser legal! — Fez cara fofa.


— Okay. — Todos falaram.


— Um apelido pra mim! — Pedro falou.


— Hmmm... — Todos se juntaram deixando apenas ele de fora. — Rezende!


— Agora eu! — Jhennyfer falou, novamente todos se juntaram.


— Coelha!


— Eu, por favor... — Aline falou, e todos se juntaram.


— Flokiis


— Eu! — Bruno falou, rodinha novamente.


— Total!


— E o meu? — Bianca falou.


— O seu é simples — Rezende falou.


— Bibi!!!


~Bianca, 16 anos


Que a saga começe.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...