História I'm crazy baby - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 22
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Ficção, Luta, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aigoo demorei?
Espero que gostem :3
Kisses

Capítulo 24 - Meu bem.


Narrador;

Os olhos da garota se encheram de lagrimas e como Yumi era fraca emocionalmente começou a chorar intensamente.

-Pare de chorar, não consigo aguentar isso. - Falou o noivo dela com raiva imitida em seus olhos.

-Lembranças me assombram, faça parar! Não aguento mais! – Falou Yumi tampando os olhos com as mãos.

Então seu noivo sem paciência levanta e mão e desfere um tapa estralado na bochecha esquerda de Yumi, logo após ficando avermelhado com marcas de seus dedos.

-Cale a boca antes que eu te bata mais. – Falou ele saindo aquele quarto iluminado só pela luz da lua.

-Onde eu fui me meter. – Falou Yumi se sentando na cama e logo depois de um tempo acabou adormecendo.

 

Quando acordou no outro dia o sol radiava aquele quarto, suas cortinas estavam abertas e o cheiro de café entrava em suas narinas, lhe trazendo boas lembranças.

 

Anos antes;

 

Yumi dormia tranquilamente em sua cama na antiga casa de sua tia, quando se desperta com um soar fino vindo da cozinha.

Yumi levanta e segue em direção á cozinha de sua tia, logo encontrando no fogão uma chaleira a apitar.

-Bom dia! – Falou sua tia sorridente saindo de trás do balcão com uma fornada de biscoitos em mãos.

-Bom dia titia! – Falou Yumi dando um leve beijo nas bochechas avermelhadas de sua tia.

-Que bom que acordou cedo! Agora venha e me ajude a terminar o café! – Falou a tia de Yumi então á garota só concordou levemente com a cabeça.

Enquanto sua tia fazia o café, yumi recheava o grande bolo de chocolate.

Logo após terminar de fazer o delicioso café da manha yumi foi chamar seu primo para se juntar para aquela comilança.

Todos ali presente comiam aquela deliciosa comida sorridentes, quando terminaram Yumi se levantou e foi para o quintal de sua nova casa.

 

O céu estava azul marinho, uma leve brisa batia em seus cabelos e pássaros cantavam alegremente no topo da arvore.

Yumi se direcionou na arvore central daquele enorme jardim e se sentou no improvisado balanço feito de pneu de carro.

A garota fechou os olhos enquanto se balançava, sentindo aquela brisa de vento bater em seu rosto.

Então ela se sentiu sendo empurrada suavemente, então olhou de canto de olho assim percebendo que, quem a balançava era seu vizinho.

-Como entrou aqui? – Pergunto saindo do balanço.

-Eu pulei o murro, ué. – Falou apontando para o local, onde da ultima vez já avia pulado.

-Sei. O que você quer? – Yumi falou colocando suas mãos na cintura fazendo pose de durona.

-Te fazer companhia, posso? – Falou seu vizinho com um sorriso divertido nos lábios.

-Por que não? – Yumi falou e se sentou novamente no balanço, sendo empurrada levemente.

Os dois ficaram á tarde de Sábado inteira conversando e revisando de quem ia balanço.

 

Momento atual;

 

Após lembrar que estava parada em meio ao seu quarto a garota balança levemente a cabeça se livrando daqueles pensamentos do passado.

Yumi desceu as escadas e logo chegou na cozinha da casa onde encontrou seu atual noivo.

-Bom dia querida. – Falou o homem alto da cozinha.

-Bom dia. – Yumi falou fracamente, logo se lembrando da noite anterior, então ela colocou a mão sobre a bochecha sentido a mesma doer.

-Oque aconteceu meu anjo? – Falou ele da cozinha logo depois indo em direção da garota.

-Nada Jimin, eu estou bem. – A garota tentou ao máximo forçar um sorriso.

-Bem mudando de assunto, aquele seu amigo enjoado esteve aqui de novo. – Ele falou passando as mãos no cabelo dela.

-O Thiago? – A garota falou logo se arrependendo.

-A então você se lembra dele? Por caso você esta me traindo? Em sua pirainha? – Falou agarrado com tudo os cabelos da menor.

-Não meu amor, nunca faria isso com você. – Yumi falou com lagrimas nos olhos.

-Acho bom mesmo. Da próxima vez que esse cara aparecer por aqui eu o mato, entendeu? – Falou puxando os cabelos dela, ela só concordou.

Ela o odiava com todas as forças do mundo, dez do dia que ele a encontrou.

-Vamos comer meu bem? Ultimamente você não se alimenta direito. – Falou ele colocando alegremente a mesa.

-Seu maluco. – A garota se atreveu a falar baixinho, mais o maior acabou escutando.

-Oque você falou? – Jimin veio em direção á garota, a mesma cansada de sofrer nas mãos dele, revidou.

-Seu maluco. – Gritou soltando todas suas magoas guardadas por anos.

-Você não se atreva a me provocar garota! Sabe o que posso fazer com seus queridos papais. – Falou Jimin rindo.

-Não encoste um dedo neles seu maluco! Posso ser fraca, mas não pense que eu não possa mata-lo.

-A finalmente a gatinha pós suas garras a mostra! Sabe que eu posso muito bem te entregar para a polícia pelo assalto, não e meu bem? – Falou ele colocando uma mecha do cabelo dela atrás da orelha da mesma.

-Não toque em mim. – Falou ela dando um tapa na mão dele.

-A pare de ser assim meu bem. – Jimin falou subindo as escadas.

-Onde você pensa que vai? – A garota falou o olhando da sala.

-Perdi a fome. – Falou dando de ombros e sumindo no corredor.

Yumi feliz em não ter a companhia dele na mesa se alimentou e depois foi para seu quarto, que era separo do dele.

Feliz a garota se deitou e logo veio em mente o infeliz dia em que ela deu de cara com Jimin.

 

Anos antes;

 

Yumi olhava incrédula para a lista de novos professores, encontrando ali no meio o nome de Jimin.

-Não acredito nisso! Até aqui ele me segue senhor? – A garota se alto perguntou em voz alta.

A garota levou um susto quando uma voz forte lhe respondeu.

-Não ia deixar você escapar de mim. – Falou a pessoa atrás de si, com os olhos saltados Yumi virou-se e deu de cara com ele, em carne e osso.

-Por que me segue? – A garota falou sem humor.

-Eu sei o que você fez na coreia, não pense que se safou assim tão fácil. – Falou ele jogando nela uma fita preta.

-Oque e isso? – Falou ela pegando a fita em mãos.

-Filmagens que mostram você e seus amigos fugindo da policia. – Jimin falou com um sorriso satisfeito no rosto.

-Como conseguiu isso?

-Tenho os meus contatos. – Falou ajeitando a gravata. – Agora se você não quer que isso ai vaze, faça tudo o que eu mandar.

A garota suspirou concordando, mal sabia o que iria acontecer em seguida.

 

Semanas depois..

-Eu não vou casar com você está louco? – Yumi falou fitando Jimin logo após a proposta.

-Não foi um pedido meu bem, foi uma ordem! E olhe lá você desrespeitar ela. – Falou e logo depois saiu da casa da garota.

Sem acreditar no que avia acontecido ela cai no chão e começa a chorar.


Notas Finais


Eu ia postar domingo, eu juro ;-;
Mas deu uma tempestade muito forte e um vento forte tbm
Resultado:
Sem energia
se quiserem ver como foi essa caraia pesquisem
- "Tubarão decreta emergência após temporal e vendaval de domingo" -
Tomei bem no meio do cú c:
Vou tentar postar com mais frequência s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...