História I'm Faded - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Dedim

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Drama, Gay, Lesbicas, Lgbt, Romance
Exibições 144
Palavras 1.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura e me desculpem a demora

Capítulo 6 - Thomas Oliver


Ri POV

Eu não lembro de nada, depois que eu apaguei naquela sala de parto, acordei muito assustada, mas não consegui pensar em nada direito. Depois de alguns minutos no meu estado meio “grogue”, caiu a fixa... ONDE ESTÁ O MEU BEBÊ??????

Tentei me levantar, mas notei a presença da Ana entrando na sala.

Ri: Cadê ele? Ele ta bem?~disse meio exaltada

Ana: Calma... ta tudo bem com ele, ele está só tomando banho. Logo trazem ele aqui, não se preocupe~disse ela se sentando ao meu lado e segurando minha mão~ Não, se mova tanto... se não seus pontos vão abrir

Ri: Ta bom... mas ta tudo bem com ele mesmo?~disse olhando pra ela ainda preocupada

Ana: Ele ta bem, e ele é lindo~ Vi ela abrir um sorriso meio bobo

Ri: Lindo como você ou mais?

Ana: Mais, Deus me livre se ele parecesse comigo

Ri: Para né~disse rindo meio fraca

Vi a porta se entre abrir e a Alexia colocar a cabeça pra dentro do quarto

Alexia: Desculpa atrapalhar o momento família, mas é que as outras malucas também querem ver o Thomas... E Ah, tão mandando a Ana ir lá busca-lo

Ana: Ta bom, eu vou lá~disse ela me dando um selinho e saindo do quarto

A Lexia se sentou onde a Ana estava e começou a conversar comigo

Alexia: Você vai se apaixonar por ele na hora que ver

Ri: Já sou apaixonada por ele, desde que ele era menor que um grãozinho de feijão!

Alexia: Digo isso, porque ele é a cara da Ana

Ri: Ai meu Deus~ Fiquei imaginando como seria aquela coisinha pequenina~ Lexia, valeu por estar lá na hora

Alexia: Que isso Ri, mesmo se eu não tivesse lá, eu daria um jeito de te trazer aqui!

Ri: Obrigada, mesmo

Ana Carolina POV

Assim que eu voltei meus olhos pra Ri, notei que a anestesia já estava fazendo efeito, e que ela estava apagando. Logo me tiraram da sala do parto, mas eu pude ficar assistindo tudo de uma janelinha do corredor.

Acompanhei cada segundo como se fosse o ultimo filme da saga mais perfeita já criada, era como se fosse o episodio chave de uma serie favorita... eu simplesmente não conseguia tirar os olhos de lá. Quando eu vi o Thomas pela primeira vez, meu coração falhou a batida, era simplesmente a coisa mais perfeita que eu já tinha visto, não acreditava no que os meus olhos estavam vendo, eu me apaixonei naquele instante, uma paixão diferente, era como se a minha vida toda tivesse existido apenas pra chegar a esse momento e eu poder demonstrar o quanto eu o amava.

Me deixaram segurar ele, e eu praticamente perdi o chão, ele era meu, era fruto do meu amor com a garota que eu amava, ele era o meu maior sonho... e agora ele estava ali, com aqueles olhinhos fixos em mim, ele não chorou muito, ele sentiu que estava seguro ali, e que nenhuma de nós o deixaríamos, nunca...

Levaram ele para dar banho, e eu fui junto. Pedi pra Alexia voltar a minha casa e pegar alguma roupinha pra ele urgentemente, e assim ela fez.

Fiquei olhando as enfermeiras prepararem a água, e eu pedi pra que eu mesma desse banho nele, como eu fazia parte da equipe medica do hospital elas não hesitaram muito em deixar.

Dei o primeiro banho nele com o auxilio delas. Elas o vestiram com uma roupinha do hospital enquanto a Alexia viria com a roupinha fixa dele. Assim que as enfermeiras terminaram elas me disseram que eu poderia voltar ao quarto da Ri, pra ver como ela estava por que elas poderiam cuidar dele até lá.

E assim eu fiz.

Ri POV

Vi a Ana entrando novamente no quarto, mas dessa vez meus olhos se encheram de lagrimas, era ele, o meu filho. A Ana colocou ele nos meus braços e eu não pude conter as lagrimas dessa vez, eu já amava tanto aquele garoto. Comecei a amamenta-lo enquanto olhava vários dos traços que ele havia puxado da Ana. Ela realmente incrível vê-lo, e ele parecia tanto com ela, ele era simplesmente perfeito, não tinha outra palavra pra descrevê-lo se não a perfeição.

Logo ele adormeceu enquanto eu o amamentava. As meninas estavam do lado de fora da sala do parto, apenas olhando de longe. A Ana estava ao meu lado tão apaixonada por ele quanto eu. Sabia que logo,logo as garotas entrariam na sala e todas babariam nele, mas aquele era um momento único, e não tinha como ser mais perfeito.

Ana Carolina POV

Eu me retirei da sala, pra conter a euforia das meninas, e ligar pra minha mãe e dar a noticia. Eu ainda estava trêmula e nervosa, mas por dentro eu estava com uma paz que eu só senti antes, no dia do meu casamento.

Minha mãe havia dito que viria visitar o bebê assim que a Ri tivesse alta do hospital, o que me fazia lembrar que mesmo durante o trabalho eu poderia ver o meu filho, afinal ele estava no mesmo hospital que eu trabalhava, não custava nada dar uma espiadela nele de vez em quando.

Voltei para o quarto e a Ri tinha dormido de novo, então eu peguei o Thomas e o levei para o berço que se encontrava no recinto. Fiquei olhando ele dormir e imaginando todas as prováveis coisas que poderiam acontecer, os prováveis amores, e as inegáveis felicidades que ele passaria. A única certeza que eu tinha na vida, é que esse garoto seria o mais amado do mundo, porque eu faria de tudo por ele, e não duvido nada que a Ri faria também.

 

Sentei em um sofá no quarto, que me permitia olhar os dois. Os dois amores da minha vida adormecidos bem a minha frente. Fiquei os olhando por um bom tempo, até que comecei a cochilar também, não precisava nem sonhar enquanto dormia, porque a minha realidade atual era o melhor sonho que poderia existir, era o sonho que me faria viver, e era o único sonho que eu queria sonhar.


Notas Finais


Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...