História I'm Faded - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Dedim

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Drama, Gay, Lesbicas, Lgbt, Romance
Exibições 133
Palavras 1.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa Leitura

Capítulo 7 - Sogra Vida Louca


Ana Carolina POV

A Ri tinha recebido alta há alguns dias, ela estava em casa e minha mãe estava lá com ela. Minha mãe estava sendo bastante solicita em relação ao bebê, e a Ri parecia estar aprendendo bastante com ela, e isso estava sendo uma experiência incrível.

Eu e a Ri havíamos combinado que ela pegaria a licença maternidade primeiro e eu pegaria depois dela, pra que pudéssemos aproveitar o máximo de tempo com o Thomas.

As meninas até que ajudavam bastante a gente com certas coisas, e até passavam alguns dias inteiros em casa, pra que eu e a Ri dormíssemos direito, afinal ser mãe não era nada fácil, e mesmo o Thomas sendo super calmo quietinho, a gente não dormia porque gostávamos de ficar olhando pra ele.

~~~~~~~~~~~~~~~~

Tinha chegado o dia de retirar os pontos da Ri, e eu escolhi fazer isso em casa mesmo, e pra minha surpresa o hospital tinha me dado aquele dia de folga. E por isso eu e a Ri queríamos aproveita-lo ao máximo.

Ana: Amor você tem certeza que quer sair?

Ri: Sim, tem tempo que a gente não sai de casa ~disse ela enquanto olhava eu esterilizar a área dos pontos

Ana: Ta, mas você quer ir onde?

Ri: A gente podia sair com a sua mãe, já que ela só fica aqui o dia todo me ajudando com o Thomas

Ana: Ta bom, assim que eu acabar aqui a gente pergunta pra ela onde a gente vai~disse começando a remover os pontos localizados em seu abdômen

Vi que a Ri me olhava com um sorrisinho semi aberto de canto, e eu sorri também, mesmo sem saber o motivo.

Ri: Você fica tão bonitinha fazendo isso

Ana: Isso o que?~disse confusa terminando de retirar os pontos

Ri: Cuidando de mim~disse ela me puxando pra deitar em cima dela

Ana: É meu trabalho, ao mesmo tempo que eu gosto~disse dando um selinho nela

A Ri ficou mexendo no meu cabelo por um tempo até que ela me deitou na cama e ficou por cima de mim, me beijando logo em seguida, quase me assustei, não era muito do costume dela partir pra cima desse jeito. O beijo durou por alguns minutos e quando percebi ela já estava fazendo menção de tirar a minha camiseta, a auxiliei com o processo e fiquei olhando-a até que ela fizesse mais algum movimento, vi seus olhos brilharem ao olhar pra mim, continuei a olhar cada movimento dela, observando cada milímetro do meu corpo que os olhos dela percorriam, não me contive e a puxei para mais um beijo, e assim ficamos por um bom tempo. Eram beijos lentos e calmos, mas eu não queria que eles acabassem nunca mesmo.

Minutos depois minha mãe adentrou o quarto de supetão

Mãe: Ai meu Deus... eu to atrapalhando né?~disse ela com uma cara de quem queria rir por horas

Ana: Ta...~disse fazendo um biquinho chateado

Ri: Claro que não sogrinha~disse a Ri indo pegar a blusa dela que se encontrava em algum canto do quarto, pois ela havia jogado pra um canto qualquer quando eu fui tirar os pontos

Mãe: Ah que bom então... caramba, vocês transam mesmo não é? Tipo, sei lá, vocês duas... vocês sabem...~disse ela ao mesmo tempo que sem graça querendo rir

Ri: Claro que não kkkk, a gente jamais faria isso dona Sandra~disse a Ri começando a rir enquanto colocava a blusa

Ana: Enfim, mãe a Ri quer que a senhora saia com a gente

Mãe: Pra onde?~disse ela confusa

Ri: A senhora escolhe sogrinha

Eu achava legal a relação que a Ri e minha mãe tinham estabelecido, elas estavam mais pra amigas do que nora e sogra, isso era realmente bem fofo e eu gostava muito de ver que as duas se davam bem juntas.

Mãe: Eu diria pra gente sair pra beber, mas a Ri não pode ainda eu acho

Ri: Poder posso, só que não acho muito bom levar o Thomas pra um bar

Ana: Concordo

XXXXXXXX

Ri POV

Depois que voltamos do Shopping com a dona Sandra, o que foi a melhor opção, aliás, deixamos ela em casa e fomos com o Thomas até a saída da cidade, que era o local onde o David morava, ele havia sumido desde a ultima vez que nos vimos, e como ele era praticamente da família decidimos ir visita-lo.

Paramos o carro em frente a sua casa e batemos na porta. Logo ele veio atender, mas algo parecia estranho.

Ana: Bacon ta tudo bem contigo? Você sumiu

David: Entrem, vamos conversar aqui dentro

Entramos na casa e ficamos esperando por alguma explicativa para tanto mistério.

David: Bom eu sei que vocês devem estar pensando que tem algo de errado acontecendo, mas está tudo bem

Ri: Você tem certeza disso? Cadê o Henrique?

David: Ele tá viajando a trabalho, logo ele volta

Ana: Por que você sumiu?

David: Bem... digamos que estávamos com alguns problemas com os vizinhos e também, eu fiquei desempregado, mas estou procurando um outro emprego já

Ri: Que tipo de problemas com os vizinhos?

David: Bom, meus vizinhos são homofóbicos...

Ri: Ah... entendi~disse pegando o Thomas no colo

David: Caralho~disse ele olhando o Thomas por um bom tempo

Ana: O que?~ disse já ficando preocupada e olhando também

David: Ele parece a Ana demais cara~disse o David meio indignado

Ana: Claro que não, ele é lindo, eu sou só eu~disse rindo

Passamos uma boa parte da noite na casa do David, e quase decidimos ficar por lá mesmo, mas a Ana teria que trabalhar no outro dia então voltamos pra casa para que ela pudesse descansar.

Quando chegamos a dona Sandra já estava dormindo no quarto que tínhamos preparado pra ela, a Ana foi colocar o Thomas no berço e eu fui tomar um banho.

 

Entrei debaixo daquela água morna e fechei os olhos procurando relaxar um pouco, quando abri os olhos novamente a Ana me encarava na entrada do box como se quisesse entrar no mesmo, logo eu a puxei pra dentro do mesmo. A água deslizava por nossos corpos assim como a língua dela deslizava na minha boca. Já vi que aquele banho não acabaria tão cedo.


Notas Finais


Tchauzinho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...